Edição anterior (2510):
quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Ed. 2510:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2510): quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Ed.2510:

Compartilhe:

Voltar:


  Meio Ambiente

Áreas verdes em espaços urbanos ajudam no esfriamento das cidades

Petrópolis tem mais de duas mil árvores no Centro catalogadas em 2019

 

Foto: Alcir Aglio

Priscila Torquato – especial para o Diário

Celebrado na última terça-feira (21), o Dia da Árvore nos leva a refletir sobre a sua importância em áreas urbanas. O setor de Meio Ambiente da Organização das Nações Unidades (ONU) fez um levantamento e destacou os benefícios de mais árvores nas cidades. “Árvores e espaços verdes trazem benefícios para a saúde mental e o bem-estar. São ótimos para relaxamento e recreação e também ajudam a reduzir a poluição do ar”, pontuaram.

Em Petrópolis, o Inventário do Arboreto Público desenvolvido em 2019 mostrou que em 16 ruas do Centro Histórico, a cidade contabilizava 2.395 árvores. O levantamento e a compilação dos dados foram feitos pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e entregue à Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Ministério Público Federal (MPF) e tinha o objetivo de nortear ações preventivas e traçar estratégias de manutenção das espécies catalogadas. O inventário catalogou as espécies com código, nome da via, e numeração sequenciada de acordo com a sua localização na cidade.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente, informou que utiliza o inventário “quando há necessidade de analisar qualitativa e quantitativamente os indivíduos arbóreos presentes nas ruas e, com isto, auxiliar na confecção dos laudos fitossanitários e do cronograma de podas a serem realizadas, para manutenção sanitária e cênico-paisagística do arboreto urbano.”

Segundo o estudo da ONU, outro benefício da cobertura verde nas áreas urbanas seria o “esfriamento” das cidades. “Em climas quentes, mais árvores podem reduzir o gasto de energia com ar condicionado, diminuindo o consumo de combustíveis fósseis poluidores. As árvores poderiam reduzir a temperatura das cidades em até 8°C, reduzindo o uso de ar condicionado e as emissões relacionadas em até 40%”, diz Simone Borelli, engenheira agroflorestal e urbana da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Perda de área verde em Petrópolis

O Diário de Petrópolis solicitou ao Linha Verde, braço ambiental do Disque-Denúncia do Estado e ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea) dados de ações relacionadas ao desmatamento em Petrópolis, em todo a sua área.

Apenas no Linha Verde, em 2021, as denúncias que lideram o ranking de crimes ambientais são o desmatamento florestal com 171 registros e extração irregular de árvores com 147 denúncias.

O Inea tem um sistema de fiscalização por satélite chamado “Olho no Verde”, que segundo o Estado é capaz de detectar o corte de uma única árvore. Reativado em janeiro deste ano, o sistema gerou 34 alertas de desmatamento no município. “O objetivo da iniciativa é verificar e fornecer informações estratégicas para subsidiar e orientar o combate ao desmatamento  ilegal  em  território fluminense, a partir do monitoramento, por meio de imagens via satélite, de remanescentes de Mata Atlântica”, diz o Inea.  Ainda, de acordo com o programa, “com base nas informações obtidas pelo sistema de satélites desde o início do projeto, em 2016, foram realizadas mais de 1,3 mil vistorias em áreas que totalizam quase 4,9 mil m².”

Em 2019, a Assembleia Geral da ONU estabeleceu a Década das Nações Unidas para a Restauração dos Ecossistemas 2021-2030, que deve dar um novo impulso aos esforços de plantio de árvores. “A ONU Meio Ambiente promove o plantio de árvores como uma forma fundamental de mitigar a mudança climática e impulsionar a biodiversidade baseada em terra, 80% da qual está nas florestas”, diz Tim Christophersen, chefe do Departamento de Água Doce, Terra e Clima da ONU Meio Ambiente e presidente da Parceria Global sobre Restauração Florestal e Paisagística.

 



Edição anterior (2510):
quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Ed. 2510:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2510): quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Ed.2510:

Compartilhe:

Voltar: