Edição anterior (2506):
sábado, 18 de setembro de 2021
Ed. 2506:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2506): sábado, 18 de setembro de 2021

Ed.2506:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Escola Pensi promove festival de filmes sobre saúde mental

 

  

Foto: Divulgação

Rômulo Barroso - especial para o Diário de Petrópolis

O mês de setembro é dedicado pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) para promover ações prevenção ao suicídio. De acordo com as entidades, são 13 mil registros de pessoas que tiram a própria vida no Brasil por ano e um milhão em todo mundo - e 96,8% dos casos são relacionados a transtornos mentais. Esses dados ressaltam a importância de cada vez maior de falar sobre os cuidados com a saúde mental. A rede de escolas Pensi promoveu uma atividade onde os alunos precisaram criar vídeos falando sobre esse tema, e criou até um "Óscar" para premiar os melhores trabalhos. Dois filmes produzidos por alunos da unidade de Petrópolis estão concorrendo nesse prêmio.

Alunos do 9º ano do ensino fundamental e da 1ª e 2ª séries do ensino médio desenvolveram filmes a partir da temática "Saúde Mental é Coisa Séria", com total liberdade de mostrar as suas impressões sobre esse assunto. Todas as 18 unidades da rede tem filmes concorrendo nesse prêmio, que será revelado neste sábado (18/09) para os alunos, mas o mais importante é poder falar desse assunto de uma forma didática e que seja marcante para os jovens estudantes.

"O cinema integra o artefato cultural da sociedade, havendo sempre, entre ambos, uma construtiva troca de influências. É uma arte poderosa, é fonte de entretenimento popular e, pela tendência a se instalar na memória, pode tornar-se um método eficaz de influenciar os cidadãos. Pensando no papel pedagógico que o cinema trás, nossos estudantes foram estimulados, a partir da temática, a buscarem e desenvolverem um trabalho seguindo suas próprias referências e estímulos, aproveitando o espaço de liberdade criativa e de expressão segura que a escola oferece", conta a diretora da unidade do Pensi em Petrópolis, Maria Elisa Badia.

Um dos curtas na "disputa" de melhor filme é "Olívia no País dos Probleminhas", em que a personagem que dá nome ao filme está no auge da vida, aos 23 anos, quando passa por uma pandemia e é obrigada a enfrentar inúmeros problemas psicológicos pela frente, conhecendo novos amigos em uma jornada problemática. Ele foi feito por 13 alunos da 2ª série do ensino médio. Já "Diferentes Formas", feito por seis alunas de uma das turmas da 1ª série do ensino médio, conta a história de duas amigas que enfrentam seus problemas cotidianos e se divivem entre vozes que as colocam para cima, mas que também as jogam para baixo. Esse filme concorre em revelação e melhor atriz.



Edição anterior (2506):
sábado, 18 de setembro de 2021
Ed. 2506:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2506): sábado, 18 de setembro de 2021

Ed.2506:

Compartilhe:

Voltar: