Edição anterior (2448):
sábado, 24 de julho de 2021
Ed. 2448:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2448): sábado, 24 de julho de 2021

Ed.2448:

Compartilhe:

Voltar:


  Educação

Escolas estaduais reabrem nesta segunda-feira

Governo do Rio vai retomar aulas presenciais e só uma unidade de Petrópolis não possui Selo Escola Segura na cidade

 
 

Rômulo Barroso - especial para o Diário de Petrópolis

 Nove das 10 escolas da rede estadual têm autorização para retomar as aulas presenciais em Petrópolis. Esse número corresponde àquelas que receberam o Selo Escola Segura, certificação concedida pela Prefeitura. O Governo do Rio de Janeiro determinou a reabertura das unidades de ensino a partir de segunda-feira (26/07), mas condicionou à classificação de risco de contágio da covid-19 - na atualização divulgada no último dia 16, esse risco era baixo em toda região Serrana.

No município de Petrópolis, a rede estadual de ensino atende a 8.054 alunos matriculados no ano letivo de 2021. De acordo com a classificação de risco emitida pela Secretaria de Estado de Educação referente à semana de 26 a 30 de julho, o município de Petrópolis está autorizado a oferecer aulas presenciais no período citado, observando-se todos os protocolos sanitários, de acordo com a capacidade física da unidade, em sistema de rodízio, com turmas em sala de aula em dias alternados e respeitando-se as normas de distanciamento. Observamos que caberá aos estudantes, pais ou responsáveis, a opção pelo retorno presencial ou a permanência somente no ensino remoto. 

Além da classificação de risco, o governo do Estado também atribuiu às prefeituras de cada município a decisão final sobre a reabertura das escolas. Por aqui, é necessário ter o Selo Escola Segura. De acordo com a prefeitura, já possuem essa certificação e, consequentemente, autorização para retornarem as aulas presenciais: Ciep Cecília Meireles (Corrêas), Escola Estadual de Araras, Ciep Cândido Portinari (Itaipava), Irmã Cecília Jardim (Cascatinha), Escola Estadual Princesa Isabel (Quitandinha), Ciep Gabriela Mistral (Posse), Colégio Estadual Rui Barbosa (Alto da Serra), Colégio D. Pedro II (Centro) e Colégio Estadual Embaixador José Bonifácio (Pedro do Rio).

Ainda segundo a Prefeitura, o Colégio Cardoso Fontes (Bingen) ainda não possui o selo e só poderá reabrir depois de uma vistoria constatar que a unidade possui condições sanitárias para dar segurança a alunos e funcionários. O mesmo vale para o CEJA (Centro de Educação de Jovens e Adultos), que fica no Centro e é voltado para estudantes fora da idade regular.

Com a reabertura das escolas, o Estado passará a adotar o ensino híbrido, com parte dos alunos participando das aulas presencialmente e os demais estudando de forma remota. Cada aluno e seus pais ou responsáveis terão autonomia para decidir se os estudantes vão para a unidade ou acompanharão o conteúdo de modo online. A resolução estadual 5.930, de 23 de abril, prevê que, nas cidades com risco de contágio da covid-19 classificado como baixo (como é o caso de Petrópolis atualmente), as escolas poderão receber até 60% da capacidade, mas devem garantir o distanciamento entre os alunos, disponibilizar álcool gel, usar tapetes sanitizantes e fazer a demarcação de segurança entre as pessoas nas áreas comuns. Em relação aos professores e funcionários, a resolução estabelece que as unidades devem disponibilizar equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas para os profissionais, além de máscaras para servidores e também para estudantes.

Segundo o governo do Estado, cabe às direções a organização das atividades presenciais, observando a sua realidade, considerando o projeto pedagógico da unidade escolar, os docentes disponíveis, o distanciamento social e os protocolos sanitários. Para a oferta do ensino remoto, além do material didático impresso produzido pelos professores da rede, as aulas também acontecem pelo aplicativo Applique-se.

 



Edição anterior (2448):
sábado, 24 de julho de 2021
Ed. 2448:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2448): sábado, 24 de julho de 2021

Ed.2448:

Compartilhe:

Voltar: