Edição anterior (2574):
quinta-feira, 25 de novembro de 2021
Ed. 2574:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2574): quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Ed.2574:

Compartilhe:

Voltar:


  Black Friday

Golpes na Black Friday devem crescer 52% em 2021: especialista dá dicas de como comprar com segurança na internet

 

Foto: Pixabay

 

Wesley Fernandes – especial para o Diário

A campanha de preços promocionais, a Black Friday – uma das datas mais esperadas pelo varejo, está marcada para acontecer nesta sexta-feira (26) em todo o Brasil. No entanto, algumas empresas já realizam um esquenta com  produtos em liquidação tanto nas lojas físicas quanto em sites da internet. A aproximação da data, porém, acendeu o sinal de alerta para a possibilidade de aumento do número de fraudes e das tentativas de golpes, como a criação de páginas falsas que simulam e-commerce, promoções fraudulentas e perfis falsos em redes sociais. Uma recente pesquisa mostra que essas práticas devem crescer 52% este ano. Para não cair nas armadilhas cibernéticas, o Diário de Petrópolis conversou com um especialista da área de Cibersegurança.

“O melhor caminho para realizar compras virtuais é ficar atento aos sites e promoções durante o ano todo, e não somente em épocas de grandes campanhas como a Black Friday. O ideal também e verificar os preços e desconfiar de valores muito mais baratos que o normal. Promoções com descontos absurdos geralmente se tratam de golpes”, disse Robson Borges. Ele é especialista em Cibersegurança da Trend Micro e há nove anos ajuda clientes com o desafio de proteger seu negócio contra ataques cibernéticos. O profissional possui especialização em Segurança da Informação, Gestão de Projetos e Comunicação associados a grandes certificações de mercado.

Dê preferência a sites e lojas conhecidas

No ato da compra, Robson orienta que o consumidor dê preferência para sites e lojas conhecidas, veja comentários de clientes e olhe a reputação da empresa antes de adquirir os produtos. “Nem sempre aquele banner que aparece nas redes sociais e em sites é confiável. Por isso, o recomendável é que o consumidor realize compras em sites de lojas conhecidas. Além disso, não é recomendável utilizar links que chegam via Whatsapp e e-mail. Por isso, sempre acesse o site daquela loja e confira o produto e preço ofertado por esses canais.”, frisa.

As compras devem ser realizas preferencialmente por um computador. “Não realizar compras pelo celular também é uma ótima dica para não cair em um golpe da internet. Opte sempre por acessar os sites e finalizar as compras por um computador confiável. Acesse o site da loja pelo desktop, pesquise as avaliações do produto e da própria empresa. Atualmente, possuímos diversas ferramentas online para consultar a reputação de uma loja, como o site Reclame Aqui. Por lá, é possível acessar todas as informações necessárias. Caso conste muitas reclamações da empresa ou ela não tenha histórico algum nesta plataforma, provável se tratar de um golpe”, destaca Robson.

O profissional recomenda, ainda, realizar transações comerciais em sites que tiverem o cadeado à esquerda da URL na barra de endereço e verificar, minuciosamente, letra por letra o endereço do site que está comprando. “Muitas pessoas ficam atentas somente ao cadeado mostrando que o site é seguro, mas somente isso não é o suficiente. É preciso verificar outras questões, como por exemplo, o endereço do site, letra por letra”, pontua.

Por fim, quando o assunto é forma de pagamento, o especialista em Cibersegurança orienta evitar transações via Pix e transferências bancárias. “Pagamentos via Pix e transferência bancária, como TED e DOC, não são recomendáveis, pois através desse meio fica mais difícil o cliente solicitar estorno em caso de golpes. O ideal é sempre optar pelo cartão de crédito e como segunda opção, o boleto bancário.

Sites mais confiáveis

Na semana em que ocorre o evento – um dos mais esperados por quem gosta de ir às compras, o mercado já está aquecido com diversas promoções. Com base no levantamento do Site Confiável e da Méliuz, o Diário de Petrópolis listou cinco dos endereços eletrônicos mais confiáveis para ir às compras na Black Friday deste ano. São eles: Americanas (www.americanas.com.br); Casas Bahia (www.casasbahia.com.br); Magazine Luiza (www.magazineluiza.com.br); Submarino (www.submarino.com.br); e Amazon (www.amazon.com.br).

  Foto Pixabay 

 

Está chegando um dos dias mais cobiçados pelos compradores: Black Friday, época famosa pelas ofertas especialmente programadas para conquistar consumidores. Com o avanço da tecnologia e impulsionados pela pandemia, as compras online devem ser as mais pedidas nesse ano e, para evitar dor de cabeça, o Procon Petrópolis, pontua algumas dicas. Mas, as compras em lojas físicas, também merecem atenção.

A principal orientação: Acompanhe os preços antes do início das promoções e anote!
“Também utilize, se possível, sites ou aplicativos de busca e pesquisa antes de concretizar a compra. Os cuidados devem ser redobrados. Mais de 80% das reclamações semanais que recebemos no Procon, se referem a problemas nesse tipo de compra, mas, é possível comprar seguramente, desde que alguns cuidados sejam levados em consideração, como pesquisar o site e o CNPJ da empresa, junto a outros sites como Receita Federal, Reclame Aqui, e Procon Brasil”, alerta o coordenador do Procon Petrópolis, Jorge Badia.

Outro fato importante: Desconfie se o site não possui “endereço físico”, pois essa informação é obrigação legal. “Ao imprimir um boleto ou digitar um código de barras, inclusive para pagamento através de pix, verifique o beneficiário e veja se ele é o mesmo que está vendendo o produto ou serviço. Lembre-se em imprimir e salvar todos os seus passos na internet durante a compra”, completa Jorge Badia.

A Febraban – Federação Brasileira dos Bancos - divulgou recentemente cuidados que os consumidores devem ter nessa época de liquidação. A Federação alerta que quadrilhas aproveitam época para cometer crimes “através da criação de páginas falsas que simulam e-commerce, promoções fraudulentas e perfis falsos em redes sociais”, explica a entidade. Além das já alertadas, vale a pena também:

Verificar links patrocinados - o número de fraudes nesse sentido é alto. Uma dica é: sites seguros iniciam com "https";

Cuidado com formulários que solicitam dados pessoais;

Não faça uso de computadores desconhecidos para compras;

Não clique em links desconhecidos e mantenha o antivírus em dia;

Use, preferencialmente, cartões virtuais nas compras online;

Compre em sites conhecidos;

 

Cuidados também nas lojas físicas

Nas compras presenciais, também é necessário ter cuidado. “Evite as compras por impulso. Afinal de contas você está atrás de descontos específicos em determinados produtos. Tenha foco. Acompanhe os preços nos dias que antecedem a Black Friday”, acrescenta Jorge Badia.

O Procon Petrópolis salienta ainda que, o fato de haver desconto não anula ou diminui os direitos do consumidor. “No que diz respeito a troca e garantias. Pergunte, tire suas dúvidas antes de adquirir qualquer produto. As informações como preço e políticas de troca devem estar visíveis e claras no interior da loja. O consumidor possui, também, sete dias para desistir da compra, independente de defeito ou não. Esse prazo se inicia no momento em que o produto chega às mãos do consumidor e, caso haja a devolução, as despesas de correios/transporte são de responsabilidade do fornecedor”, conta o coordenador do Procon.



Edição anterior (2574):
quinta-feira, 25 de novembro de 2021
Ed. 2574:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2574): quinta-feira, 25 de novembro de 2021

Ed.2574:

Compartilhe:

Voltar: