Edição anterior (1586):
sexta-feira, 15 de março de 2019
Ed. 1586:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1586): sexta-feira, 15 de março de 2019

Ed.1586:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Aprovado pelo Inepac, projeto de requalificação da Rua Paulo Barbosa será apresentado ao Iphan

Prefeitura está em contato com empresas de telefonia e concessionárias de serviços públicos para apresentação das necessidades delas para as obras

 

O projeto de requalificação da Rua Paulo Barbosa foi aprovado pelo Inepac (Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural) e será apresentado agora ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O órgão vai receber o trabalho idealizado pelo Departamento de Planejamento Urbano da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica (CPGE) e, a partir da anuência, será elaborado o projeto executivo.

O projeto prevê alargamento e melhorias de calçadas, abrigos e baias de ônibus, instalação de bancos e pontos de jardinagem, além de soluções de acessibilidade e vagas de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência. A reurbanização deverá ser realizada de acordo com a contrapartida do empresariado local.

“Todo esse projeto está sendo formulado para melhorar o trânsito na região, para impulsionar o comércio local e para dar maior conforto para os pedestres. Tudo está sendo feito em conjunto entre a prefeitura e o empresariado para tornar a Paulo Barbosa ainda mais atrativa dentro da cidade, com mais infraestrutura para milhares de pessoas que passam por ela todos os dias”, diz o prefeito Bernardo Rossi.

Na segunda fase de elaboração do projeto, empresas de telefonia e concessionárias de serviços públicos vão contribuir apontando quais elementos serão necessários levar em consideração atuação delas neste local. Essas empresas foram recebidas pela prefeitura na quarta-feira (13.03) para começar a conhecer o projeto e apresentar sugestões.

A reunião contou com a presença de representantes da Águas do Imperador, Oi, Blavi, BB Construções, Tech Cable, FSi Telecom, Jorge Simão Construção, Enel, Alta Rede e CEG. A partir de agora, o contato com elas e outras do ramo serão mais frequentes para que elas informem quais itens serão necessários observar para as obras. Além delas, a Secretaria de Obras vai indicar um servidor técnico com conhecimento da malha viária da cidade para esta etapa, para colaborar com informações para o projeto executivo.

“Por exemplo, uma das ideias do projeto é deixar a fiação subterrânea. Então precisamos saber das empresas de telefonia e da concessionária de energia se será necessário instalar tubulações para passagem dos cabos, de que tipo, de que tamanho, em que posição. Nós já temos o projeto conceitual, que já passou pelo Inepac, e agora vai para o Iphan. Ao mesmo tempo, já estamos ouvindo as necessidades das empresas que atuam naquela região”, explicou o coordenador de Planejamento e Gestão Estratégica, Dalmir Caetano.

“Quando há essa interação entre a prefeitura e as empresas, a urbanização acontece de forma ordenada. Se a gente caminha junto, a gente economiza tempo e faz um trabalho mais harmonioso, atendendo o que a população espera desse projeto”, destacou a subsecretária de Obras, Raquel Motta.

Ainda participaram da reunião o vice-prefeito Baninho, os secretários de Obras, Ronaldo Medeiros, e de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, e o diretor-presidente da CPTrans, Jairo Cunha.

 



Edição anterior (1586):
sexta-feira, 15 de março de 2019
Ed. 1586:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1586): sexta-feira, 15 de março de 2019

Ed.1586:

Compartilhe:

Voltar:


Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior