Edição anterior (1840):
domingo, 24 de novembro de 2019
Ed. 1840:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1840): domingo, 24 de novembro de 2019

Ed.1840:

Compartilhe:

Voltar:


  Defesa Civil

Calendário de operações da Defesa Civil começa na E.M. Alto Independência

Ação de prevenção será realizada em todos os bairros que contam com sirenes

 

Visitas aos pontos de apoio dos bairros com as sirenes e a distribuição de cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural. Essas ações de prevenção fazem parte do calendário de operações da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias, que começa na próxima quinta-feira (26.11), às 14h, na E.M. Alto Independência. O objetivo é reforçar a importância do Sistema de Alerta e Alarme para os moradores das comunidades, além de preparar os locais de apoio para estarem abertos na estação mais crítica do ano. Também será feito o treinamento dos voluntários que abrem os abrigos em caso de fortes chuvas.

Petrópolis conta com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme em 12 comunidades: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe. São 15 pontos de apoio, que são locais seguros para os moradores permanecerem caso os índices de chuva estejam alarmantes. O trabalho será realizado em todas as comunidades.

“Os pontos de apoio precisam estar abertos para atender a população no momento em que a sirene é acionada pela Defesa Civil. A organização destes locais é parte fundamental do nosso trabalho de resposta, permitindo que a população permaneça em um local seguro até que se retorne à normalidade. Desde o início da nossa gestão, trabalhamos com a prevenção e de forma organizada", reforça o prefeito Bernardo Rossi.

Todos os equipamentos são testados mensalmente e estão funcionando perfeitamente. "As sirenes são acionadas seguindo critérios técnicos da Defesa Civil, levando em consideração os índices de chuva acumulados. A ideia desse trabalho é reforçar a importância desse equipamento para as comunidades", destaca o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato.

São 45 pessoas voluntárias que abrem os pontos de apoio. Casada há 26 anos e mãe de dois filhos, a dona de casa e zeladora na E. M. Theodoro Machado no Vale do Cuiabá, Cristina Rosário de Oliveira, também é coordenadora do Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) da região. Ela consegue contribuir de alguma forma com seu bairro em meio ao seu dia a dia.

“Tenho minha família, cuido de casa, faço de tudo um pouquinho na escola, mas nem por isso deixo de aprender e lutar pela comunidade. Mantenho contato permanente com a Defesa Civil, já que se for necessário, vou abrir o ponto de apoio daqui”, disse Cristina, que acorda todos os dias cedo para ir para a escola, volta para a casa para cuidar da família e se reúne semanalmente com os outros participantes do Nudec.

Ainda buscando aperfeiçoar o sistema de pontos de apoio, a Defesa Civil vai promover o treinamento dos responsáveis pela abertura destes locais, em 18 de dezembro, às 15h, último dia deste calendário nas comunidades. "Os 45 voluntários que são responsáveis por esse trabalho precisam estar alinhados com as equipes do governo", ressalta o coronel Paulo Renato.

O trabalho realizado nos pontos de apoio faz parte do trabalho de prevenção do Plano Verão 2020. Também estão incluídos neste planejamento o Defesa Civil nas Escolas, o Defesa Civil Jovem, o SOS Chuvas e o programa Rio Limpo. “É importante que os moradores de áreas de risco do município procurem um local seguro sempre que começar a chover forte, antes mesmo de a sirene tocar. Os alertas das sirenes são o último aviso", completa o secretário de Defesa Civil.



Edição anterior (1840):
domingo, 24 de novembro de 2019
Ed. 1840:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1840): domingo, 24 de novembro de 2019

Ed.1840:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior