Edição anterior (1883):
segunda-feira, 06 de janeiro de 2020
Ed. 1883:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1883): segunda-feira, 06 de janeiro de 2020

Ed.1883:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade
 

Defesa Civil nas Escolas vai premiar instituições destaques em março

 49 escolas que produziram quatro ou mais atividades são consideradas escolas ouro

O Defesa Civil nas Escolas vai premiar as instituições ensino que se destacaram na produção de atividades para o programa em março de 2020. São 49 colégios que entregaram quatro ou mais em cada semestre de 2019 e são consideradas escolas ouro. Outras 17 fizeram três trabalhos e são escolas prata. Outras 19 são bronze, já que desenvolveram duas tarefas sobre as ameaças de cada estação. Além do reconhecimento, também será uma oportunidade de homenagear professores e alunos que estiveram envolvidos na principal política pública municipal de prevenção de desastres de origem natural.

Neste ano, o programa envolveu 212 instituições de ensino, sendo 180 da rede municipal, 30 particulares e outras duas estaduais, em 1.239 atividades neste ano. Os trabalhos foram desenvolvidos pelos alunos abordando as ameaças de cada estação: incêndios florestais e estiagem, no primeiro semestre, e deslizamentos de terra, inundações, rolamentos de blocos rochosos, vendaval e tempestades de raio, no segundo.

O Defesa Civil nas Escolas -  pioneiro no país, referência no Estado do Rio e com reconhecimento internacional da ONU -  busca desenvolver a cultura de prevenção aos desastres de origem natural e de percepção de riscos. "Além de premiarmos as escolas e certificarmos todas as participantes, também iremos homenagear a escola que entregou suas atividades primeiramente e, ainda, aquela que mais produziu", explica o coronel Paulo Renato Vaz, secretário de Defesa Civil.

Lei de iniciativa do executivo, o Defesa Civil nas Escolas é a principal ação de prevenção aos desastres de origem natural desenvolvida pela atual gestão. A aplicação em sala de aula é um passo importante no desenvolvimento de uma cultura de resiliência na cidade, com a orientação dos alunos sobre como se comportar em caso de emergência. Dentro dessa proposta, existe ainda o jogo da Turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas questões de educação ambiental e Defesa Civil.

"O jogo é um barato, as crianças adoram, se divertem e ainda aprendem", garante Solange Medeiros, professora da Escola Paroquial Nossa Senhora da Glória, no Morin. Segundo ela, em pouco tempo, houve uma mudança de atitude dos alunos com relação ao lixo na unidade. "Notamos que o pátio está ficando mais limpo no recreio, assim como o restante da escola. Em mais de 40 anos de magistério eu nunca havia visto um trabalho como esse, efetivo, que vai trazer resultados no futuro", afirmou a professora.

Pioneiro no país e referência no Estado do Rio de Janeiro na prevenção de catástrofes, o programa está alinhado à estratégia internacional de redução do risco de desastres das Organizações das Nações Unidas (ONU). Graças a proposta de abordar a Defesa Civil em sala de aula, Petrópolis é destaque nacional com o programa, que também já rendeu um prêmio para a atual gestão.

“Com muito orgulho já recebemos gestores do Estado do Rio, Belo Horizonte e de São Paulo que vieram conhecer o programa criado na nossa gestão. Também conquistamos o reconhecimento da ONU e do Tribunal de Contas do Estado por todo esse trabalho. Acredito que estamos no caminho certo, trabalhando a prevenção de desastres em sala de aula", destacou o prefeito Bernardo Rossi.

Outra novidade é que Petrópolis foi selecionada para sediar o encontro da ONU sobre escolas seguras e cidades resilientes no Brasil. "Fomos escolhidos por conta do trabalho desenvolvido pela atual gestão municipal dentro do Defesa Civil nas Escolas", explica o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato.



Edição anterior (1883):
segunda-feira, 06 de janeiro de 2020
Ed. 1883:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1883): segunda-feira, 06 de janeiro de 2020

Ed.1883:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior