Edição anterior (1766):
quarta-feira, 11 de setembro de 2019
Ed. 1766:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1766): quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Ed.1766:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Diário Automóveis
COLUNA

 

Jetta GLI é versão nervosa do sedã médio da Volkswagen, que chega por R$ 144.990

Modelo traz sob o capô motor 2.0 turbo com 230cv de potência e 35,7kgfm de torque, câmbio automatizado de dupla embreagem e suspensão traseira tipo multilink

Pedro Cerqueira – Portal Vrum

 

 (foto: Volkswagen/Divulgação)


A sétima geração do Volkswagen Jetta foi lançada no Brasil há oito meses, atualização que devolveu ao sedã a condição de competir com os principais concorrentes do segmento. Porém, até agora, a situação do sedã médio pouco mudou. O modelo continua na quarta colocação, muito atrás de Toyota Corolla, Honda Civic e Chevrolet Cruze. Nem mesmo o lançamento posterior de uma versão mais barata (ou menos cara!) foi capaz de proporcionar uma reação. Agora a marca alemã lança a versão nervosa GLI, deixando a gama mais completa, mas sem a menor chance de tirar o sedã da zona de rebaixamento.


Pela primeira vez o fabricante comercializa o Jetta GLI no Brasil, mas vale lembrar que a última geração oferecia a versão TSI, com 211cv de potência, porém bem mais discreta. A sigla GLI (Gran Luxury Injection) foi criada nos Estados Unidos na década de 1980 para identificar os modelos topo de linha que uniam a esportividade dos GTI ao refinamento esperado para um sedã. Então, além do melhor desempenho, esta versão chega como a mais equipada e cara: R$ 144.990. Assim como as demais versões, a GLI é fabricada no México e começa a chegar às concessionárias brasileiras da marca ainda neste mês. 


 (foto: Volkswagen/Divulgação)


O design ganhou uma pegada mais esportiva, com a aparência mais baixa, efeito obtido a partir do contorno da parte inferior do veículo com elementos escuros e as rodas de 18 polegadas. O para-choque dianteiro é exclusivo da versão, com grade em formato de colmeia e friso horizontal vermelho conectando os faróis. Já a barra acima da grade superior é preta, enquanto nas outras versões é cromada. Os faróis são Full-LED. O toque de esportividade não foi esquecido na traseira, com aerofólio na tampa do porta-malas, difusor na parte inferior do para-choque e saída dupla de escape cromada. As pinças de freio dianteiras foram pintadas em vermelho.

 (foto: Volkswagen/Divulgação)


Conceito comum entre os esportivos, o interior é todo em preto – forração do teto, colunas, laterais das portas, painel e bancos –, evidenciando a costura em vermelho em todos as partes de couro (bancos, volante, apoio de braço). O volante tem base reta e o painel de instrumentos é digital. É possível escolher entre 10 cores de iluminação interna. O freio de estacionamento é acionado pelo toque de um botão, e inclui função Auto Hold. Com as novas dimensões – 4,71 metros de comprimento, 1,80m de largura, 1,48m de altura e 2,68m de entre-eixos – o espaço interno do Jetta foi ampliado, porém o banco traseiro só leva com conforto dois passageiros, já que o túnel do assoalho é muito volumoso. O porta-malas tem 510 litros de capacidade.

 (foto: Volkswagen/Divulgação)


A dose extra de diversão nesta versão GLI é proporcionada pelo motor 2.0 TSI (com turbo, injeção direta de combustível e comando duplo variável de válvulas), que desenvolve 230cv de potência entre 4.700rpm e 6.200rpm e torque máximo de 35,7kgfm na faixa de 1.500rpm a 4.600rpm. O câmbio é automatizado de dupla embreagem, com seis marchas e opção de trocas manuais por aletas próximas ao volante. Com este conjunto, o sedã alcança a velocidade máxima de 250km/h, acelerando do repouso até os 100km/h em 6.8 segundos. As suspensões são independentes, com configuração multilink na traseira. Já a direção tem assistência elétrica progressiva, que muda a relação de redução conforme a velocidade. Os freios são a disco nas quatro rodas, componente 10% maior em relação às demais versões do modelo. O temperamento do veículo pode ser controlado de acordo com os quatro modos de direção: Eco, Normal, Sport e Individual.
 

  (foto: Volkswagen/Divulgação)


Entre os principais itens oferecidos de série nessa versão de topo estão algumas funções semi-autônomas como controle adaptativo de velocidade de cruzeiro, o Front Assist (que alerta o motorista para uma possível colisão, podendo atuar no freio), o sistema de frenagem pós-colisão e regulagem automática do farol alto. O sistema de infotainment Discover Media tem tela de 8 polegadas, conectividade com smartphones (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e navegação integrada. O único opcional disponível é o teto solar, estreito demais para ser chamado de panorâmico, custando R$ 4.990.

 

  (foto: Volkswagen/Divulgação)
 

 



Edição anterior (1766):
quarta-feira, 11 de setembro de 2019
Ed. 1766:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1766): quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Ed.1766:

Compartilhe:

Voltar:

Veja também:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior