Edição anterior (1845):
sexta-feira, 29 de novembro de 2019
Ed. 1845:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1845): sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Ed.1845:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Lei sancionada em Petrópolis foi criada pela participação popular

A Semana Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, proposta da vereadora Gilda Beatriz, teve a participação popular para a formulação do projeto


Em vigor no município, desde a última segunda-feira (25/11), a proposta que institui a Semana Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, teve a participação popular em sua formulação. O objetivo da medida é gerar mais desenvolvimento da área tecnológica da cidade, incentivando o conhecimento científico. Segundo a autora da proposta, vereadora Gilda Beatriz, a política deve ser feita com a compreensão das vontades da população e escutando as demandas, principalmente quando tratamos dos aspectos técnicos. 

“Mais uma das minhas propostas foi aprovada este ano e não poderia deixar de falar da importância de escutar a população para este processo. A Semana Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação é um exemplo perfeito disto. Com a participação de alguém com conhecimento técnico, podemos compreender, de forma efetiva, o cenário e criar uma proposta que realmente atenda as necessidades do segmento tecnológico no município”, afirmou a vereadora.

A proposta foi apresentada pelo gestor público e tecnólogo Anderson Palma, que apresentou a sua ideia para a vereadora Gilda Beatriz. Segundo Anderson, um dos fatores motivadores foi ver o incessante trabalho da vereadora na defesa do setor de tecnologia do município, além das suas fiscalizações em outras áreas de atuação. 

“Apresentei a minha ideia para a vereadora Gilda por perceber a seriedade das suas ações como parlamentar. A minha proposta foi elaborada após a experiência com a organização da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. Foi ali que eu percebi a necessidade de um evento deste segmento na esfera municipal. Atuei por muito tempo no setor da tecnologia, e esta foi uma grande vontade minha que se tornou realidade”, destacou Anderson.

Para a vereadora Gilda Beatriz, a proposta poderá incentivar ainda mais o setor tecnológico e declarou que o seu gabinete sempre está aberto para propostas da população. “Uma das minhas marcas, em meu mandato, é a participação das pessoas. Acredito que, apenas com o diálogo, podemos criar uma gestão mais efetiva. Fico lisonjeada por receber a ideia do Anderson e estou sempre aberta a novas propostas da população”, completou a vereadora.

 

 



Edição anterior (1845):
sexta-feira, 29 de novembro de 2019
Ed. 1845:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1845): sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Ed.1845:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior