Edição anterior (1550):
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019
Ed. 1550:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1550): quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019

Ed.1550:

Compartilhe:

Voltar:


  Acidente

Mais de 100 vítimas de trânsito deram entradada no HST em janeiro

Número é 43% superior ao registrado no mesmo período do ano passado, segundo HST

Philippe Fernandes

 

No mês de janeiro, a Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa (HST), única unidade referenciada para o atendimento de vítimas de trânsito em estado grave na cidade, realizou 102 atendimentos. O número aponta para o recrudescimento da violência no tráfego, uma vez que, no mesmo período de 2018, foram registrados 71 atendimentos - ou seja, neste ano, o crescimento foi da ordem de 43%.

Mais uma vez, a maior parte dos casos envolveu motocicletas. Foram 60 pessoas levadas à unidade após acidentes envolvendo este tipo de veículo, sendo a maioria (44) homens adultos. O número é muito superior ao registrado no mês de janeiro do ano passado, quando apenas 28 vítimas foram encaminhadas ao hospital.

A Sala de Trauma do Hospital Santa Teresa também atendeu 34 vítimas de acidentes envolvendo automóveis - mesmo número registrado no primeiro mês de 2018. Destes, dezesseis envolveram homens adultos. Também foram atendidos seis adolescentes (dois homens e quatro mulheres) e quatro idosos.

Os dados do Hospital mostram, ainda, que oito pessoas foram encaminhadas em estado grave após serem atropeladas.

SUS é responsável pela maioria dos atendimentos

O Sistema Único de Saúde (SUS) continua sendo o responsável pela grande maioria dos atendimentos quando o assunto é relativo aos acidentes de trânsito. Do total de 102 vítimas, 88 (86%) foram encaminhadas pelo sistema público. Isso aconteceu com 54 dos 60 vítimas de acidentes envolvendo motocicletas (90%), 28 dos 34 pessoas que sofreram acidentes envolvendo automóveis (82%), e seis das oito pessoas que foram atropeladas (75%).

Quando o assunto é a procedência, a maior parte de todos os 137 atendimentos - que incluem outros tipos de acidente, como quedas, agressões, perfuração por arma de fogo, perfuração por arma branca, linha de pipa e queimadura, entre outros - foi levada à Sala de Trauma por equipes do Corpo de Bombeiros, totalizando 87 pessoas (63%). Outras 22 pessoas foram por meios próprios, 19 através de equipes da Concer e outras nove pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Trinta e nove pessoas foram internadas na Sala de Trauma no primeiro mês de 2019, sendo 34 pessoas levadas pelos bombeiros.



Edição anterior (1550):
quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019
Ed. 1550:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1550): quinta-feira, 07 de fevereiro de 2019

Ed.1550:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior