Edição anterior (2290):
terça-feira, 16 de fevereiro de 2021
Ed. 2290:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2290): terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Ed.2290:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Mais de 250 profissionais atuam 24 horas por dia na manutenção dos ônibus em Petrópolis

Empresas buscam mão de obra qualificada para o setor e disponibilizam vagas com contratação imediata

 

As empresas de ônibus em Petrópolis seguem investindo alto quando o assunto é segurança e preservação da vida dos colaboradores e passageiros. Com um total de 265 profissionais contratados para o setor de manutenção, equipes trabalham 24 horas por dia, de segunda a domingo, realizando serviços de revisão, correção e manutenção preventiva, garantindo a eficiência da operação no município.

Entre os principais profissionais que atuam neste setor, estão os mecânicos, eletricistas, borracheiros, capoteiros, moleiros, pintores e lavadores. Destas funções, algumas estão despertando a atenção das empresas, em razão da falta de mão de obra especializada para ocupar os cargos, preocupando o setor de transporte.

“O déficit de profissionais já existe há algum tempo. As operadoras estão com dificuldades em encontrar colaboradores voltados à área de manutenção. Muitos que ainda atuam, já estão próximos da aposentadoria. Não estamos vendo renovação da mão de obra, sendo esse, o nosso maior desafio para os próximos anos”, explicou Alberto Lourenço, de 48 anos, coordenador de manutenção da Cidade Real.

Ainda de acordo com ele, é importante que os demais colaboradores invistam nesta área, que garante o desenvolvimento de carreira e pode gerar uma expectativa salarial melhor.

“O treinamento é sempre acatado nas empresas, contribuindo para a formação de bons profissionais. Mesmo que inicialmente demande tempo, todo o esforço é válido, pois o colaborador em início de carreira vai aprender com os profissionais mais experientes. Em contrapartida, os mais antigos também aprenderão as novas metodologias do mercado junto com os novos profissionais em desenvolvimento”, enfatizou.

Em Petrópolis, os trabalhos são constantes no setor de manutenção, principalmente, em razão da topografia desfavorável da cidade. O desgaste acontece por causa do excesso de buracos, curvas fortes, além de ruas íngremes, que dificultam uma operação mais eficiente, sendo o serviço de manutenção primordial para o atendimento à população.

“O nosso objetivo todos os dias é prestar um serviço de excelência, atingindo um grau de satisfação aos nossos clientes internos e externos. Queremos ver os nossos motoristas e cobradores satisfeitos com o nosso serviço e também toda a população sendo atendida de maneira eficiente, mediante o desempenho do nosso trabalho”, concluiu Alberto.

Os principais problemas identificados pelas equipes de manutenção das empresas diariamente são o alto consumo de itens como pneus, suspensão, direção, freios e embreagem, que alteram o processo de vida útil do veículo, trazendo desgaste prematuro.

“Os profissionais que atuam na manutenção da frota de ônibus em Petrópolis atuam, principalmente, nas garagens e, com isso, acabam não sendo tão vistos. Porém, são absolutamente imprescindíveis e indispensáveis, merecendo todo o nosso respeito e admiração. Afinal, diante de tantos problemas viários, há uma sobrecarga de trabalho diária. Os profissionais da manutenção, em geral, possuem muita experiência e dão tudo de si para garantir a segurança e o conforto dos petropolitanos”, disse Carla Rivetti, gerente do Setranspetro.


O trabalho não para

As garagens de ônibus funcionam todos os dias da semana, inclusive pela madrugada. Nestes locais, profissionais empenhados buscam prestar um serviço de qualidade, realizando correções e trabalhos preventivos nos ônibus.

Saulo Inocêncio Faria, de 37 anos, é eletricista da Turb Petrópolis há oito anos. Em 2019, foi um dos destaques do setor de manutenção, no Prêmio Vocação Rodoviário. O colaborador atua no turno da madrugada, garantindo o bom funcionamento dos ônibus ao longo do dia.

“É um trabalho que faço com muito carinho, pensando no bem estar do cliente que vai utilizar o coletivo. Infelizmente, o eletricista para veículos é uma profissão que está começando a ficar extinta no mercado de trabalho em Petrópolis. É difícil encontrar pessoas trabalhando nessa área, que é muito importante e pode trazer benefícios à nova geração”, disse.

Saulo atua na instalação de câmeras de monitoramento, roleta, validador, GPS e também realiza procedimentos voltados à mecânica. “Temos que saber de tudo um pouco. Existem defeitos que as pessoas pensam que são mecânicos, quando na verdade, são elétricos”, explicou.


Vagas de emprego 

As empresas de ônibus em Petrópolis estão oferecendo vagas de emprego no setor de manutenção. A Cidade Real está contratando mecânico, auxiliar de manutenção e moleiro. Os currículos devem ser enviados para o e-mail recrutamento@ cidaderealtransportes.com.br.

A Petro Ita e Cascatinha estão com vagas para mecânico a diesel e eletricista. Estes devem ter experiência mínima de um ano. Os currículos podem ser enviados para o e-mail rh@petroita.com.br.

Já a Turb Petrópolis está com vagas disponíveis para eletricista, lanterneiro/funileiro e mecânico. O requisito básico é residir em Petrópolis, ter escolaridade a partir do 5º ano do Ensino Fundamental e experiência nas vagas disponíveis. O currículo deve ser enviado para o e-mail vagas@turbpetropolis.com.br.



Edição anterior (2290):
terça-feira, 16 de fevereiro de 2021
Ed. 2290:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2290): terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Ed.2290:

Compartilhe:

Voltar: