Edição anterior (797):
domingo, 15 de janeiro de 2017
Ed. 797:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (797): domingo, 15 de janeiro de 2017

Ed.797:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

 

Petropolitana classificada para próxima fase no The Voice Kids

 

Valentina Francisco brilha com seu Rock & Roll

Andréa Lopes


No domingo, 08 de janeiro, dia do aniversário de 51 anos de seu pai, Valentina Francisco se apresentou na estreia da nova temporada do programa The Voice Kids, na Rede Globo de Televisão. Com uma voz que surpreende a todos, sendo dona de um timbre puro de contralto aos 11 anos de idade, cantou “Rock and Roll”, da banda britânica Led Zeppelin, e conquistou plateia, telespectadores e os jurados, que viraram as cadeiras e a aplaudiram de pé. O músico/técnico Carlinhos Brown agradeceu de joelhos por ter sido escolhido pela cantora para prepará-la durante a competição.

Valentina
Valentina Borges López Monteiro Francisco nasceu em Petrópolis, no dia 12 de outubro de 2005, exatamente no Dia da Criança. É filha de Ana Cristina Borges López Monteiro Francisco e Ronaldo Monteiro Francisco. Assumiu como nome artístico Valentina Francisco, sendo seu apelido em família “Vavá”. Adora música, em especial o Rock, e leitura, deixando seus instrumentos e livros espalhados por toda a sua casa, inclusive no banheiro, para que fiquem sempre ao seu alcance. É boa aluna e foi aprovada para o 7º ano.

A vocação
Valentina tem contato com a música desde o ventre materno. Sua mãe toca piano e a gravidez foi embalada por Chopin, Bach e Beethoven. A influência no estilo musical vem do pai e da irmã, Catarina, que apresentaram o Rock & Roll à pequena cantora. “Bastava ouvir AC/DC, Bom Jovi, Led Zeppelin, Scorpions ou Janis Joplin que já colocava a mãozinha fechada, imitando microfone, e cantava. Valentina começou a cantar muito pequena. Cantava o tempo todo: em casa, na escola, no banheiro, brincando e até estudando, no meio do dever de casa”, conta Ana Cristina, sua mãe.

As aulas de música
Há cerca de dois anos, atendendo a vários conselhos e também a pedido de Valentina, seus pais a matricularam na Fabrika de Sons, onde começou a ter aulas de canto com Anna Hanickel. O diretor da Fabrika, Gargamel Kronemberger, ao ouvi-la cantar definiu-a como “do Rock”. A partir daí não parou mais e já se apresentou na escola, no Movimento de Vida Cristã - MVC, na Pizzaria Loft com André Tavares, seu professor de inglês que também canta e tem uma banda, e com Gargamel, mas nunca profissionalmente.

A personalidade
Bagunceira, falante, ansiosa, determinada, extremamente sensível e considerada por sua mãe “um furacão e a alegria em pessoa”, Valentina encanta a todos sendo muito prestativa e com um carisma pra lá de especial. Faz muitas amizades por sua facilidade em se comunicar. Vive plenamente sua infância, apesar das responsabilidades que cantar lhe impõe.

The Voice Kids

Todos que ouviam Valentina cantar aconselhavam seus pais a inscrevê-la no The Voice Kids. Sua professora Anna Hannickel tomou a iniciativa e providenciou o vídeo da aluna cantando. Sua mãe fez a inscrição no programa e em dois meses recebeu um telefonema da Rede Globo comunicando sua aprovação. Desde que soube que participaria do programa, bateu o martelo: “Se Carlinhos virar, sou dele! Ele pode me dar uma força no Rock, que é o que gosto!”, disse Valentina. Brown ficou encantado por ter sido escolhido: “Valentina, você não sabe a alegria que você me deu! Você não imagina!”, falou.

Mudanças

A regra da família de Valentina obriga uma idade mínima para navegar pelo mundo da internet. Ela não tinha Facebook, Instagram ou Twitter, mas com a apresentação no The Voice, os pais cederam e foram criados seus perfis nas redes sociais, sob a supervisão de suas irmãs Catarina e Natália. Nas primeiras horas surgiram mais de mil seguidores, vários grupos de fãs clubes foram criados e não param de aumentar.

Conselho dos pais

Perguntas que Valentina faz a todo o momento para seus pais: “Já acordei?” e “Mãe, isso é sério? Jura?”. Para controlar a ansiedade da filha, combinaram que “a dor na barriga tem que ser igual àquela dor de barriga de montanha russa, aquela que dá forte, mas que você continua a querer ir. No momento em que a dor for dor mesmo, de sofrimento, a gente dá o jeito que for necessário. Curta e não se preocupe”, o que a tranquilizou bastante.

Mensagem de Valentina

"Gente... eu estou muito feliz! Cantei na Globo! É um barato, muito legal! Estou adorando esse carinho todo e quero dizer que estou nervosa. Estou com frio na barriga, porque é muito difícil. Só tem fera cantando e eu estou fazendo o que eu sei fazer de melhor, mas não sou profissional. Deixo o som sair do peito e do coração. Sabem o que vivemos repetindo aqui em casa? "Viver e não ter a vergonha de ser feliz. Cantar, cantar e cantar a beleza de ser um eterno aprendiz!", é o que eu desejo pra todo mundo: felicidade! Ah! E conto com vocês! Beijo caramelado da Vavá".

 



Edição anterior (797):
domingo, 15 de janeiro de 2017
Ed. 797:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (797): domingo, 15 de janeiro de 2017

Ed.797:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior