Edição anterior (1679):
domingo, 16 de junho de 2019
Ed. 1679:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1679): domingo, 16 de junho de 2019

Ed.1679:

Compartilhe:

Voltar:


  Servidores

Sisep reivindica reajuste para os servidores de 11%

O Sindicato dos Servidores Públicos de Petrópolis (Sisep) entrega esta semana ao prefeito Bernardo Rossi a pauta de reivindicações com o pedido de reajuste salarial de 11%. O Sisep mantém na pauta a reivindicação para que o governo municipal revogue a Lei Municipal 7.496/2017, que suspendeu o reajuste de 6,2% concedido aos servidores.

Durante apresentação da pauta de reivindicações, a diretoria do Sisep disse que a instituição entende o cenário econômico pelo qual passa o país, no entanto não pode deixar de reivindicar o reajuste e por isso definiu em assembleia o reajuste de 11% sobre a tabela de salários, pensões e demais remunerações de servidores ativos e inativos, estatutários e celetistas. O pedido é baseado no cálculo da correção do Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que mede a inflação.

De janeiro a maio de 2019, o índice acumulado somou 3,56%. De janeiro a dezembro de 2018, foi de 7,55%. Esses números geraram um pedido de reajuste que soma 11%, sendo que no acumulado de janeiro a dezembro de 2017, houve uma deflação de -0,5326%.

A pauta de reivindicações também inclui outros pedidos, um deles é a revogação da Lei Municipal 7.496/2017, que suspendeu o reajuste de 6,2% concedido aos servidores. O sindicato pede que essa porcentagem seja efetivada sobre a tabela de vencimentos, pensões e demais remunerações de servidores ativos e inativos.

Outro ponto é a regulamentação da Gratificação de Regime Especial de Trabalho (GRET) a 100% para os Guardas Civis Municipais. O Sisep também pede prioridade nas promoções hierárquicas automáticas na forma do Plano de hierarquização da Guarda, a regulamentação da Lei 13.022 de 2014, que dá o poder de polícia à Guarda. Essa legislação permite a inclusão de diversos benefícios, como capacitação para uso de armas de fogo para patrulhamento preventivo.

Servidores da Secretaria de Saúde também estão na pauta, o Sindicato requer a modificação das cargas horárias para 30 horas semanais de todos os trabalhadores do serviço burocrático e demais atribuições, com jornada 12 horas de trabalho por 72 de descanso ou 24 por 96. O mesmo pedido vale também para servidores da Guarda Civil.

O Sindicato ainda pede a efetivação de direitos, tais como férias, triênio, abono permanência, licença prêmio e direitos trabalhistas dos últimos três anos. Ainda é pedido a manutenção de cláusulas que resguardam direitos básicos dos servidores como licença maternidade de seis meses, cesta básica, regulamentação e pagamento de horas extras. Um dos pontos que o Sisep mais almeja é PCCS da Comdep, uma antiga reivindicação e que nunca aconteceu na história da companhia, esse pedido também está na pauta, o Sisep pede a análise e criação do plano.

 



Edição anterior (1679):
domingo, 16 de junho de 2019
Ed. 1679:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1679): domingo, 16 de junho de 2019

Ed.1679:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior