Edição anterior (940):
quarta-feira, 07 de junho de 2017
Ed. 940:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (940): quarta-feira, 07 de junho de 2017

Ed.940:

Compartilhe:

Voltar:


  Educação

V Conferência Municipal de Educação: eleitos os integrantes do Conselho Municipal de Educação para o Biênio 2017 / 2019

Segundo dia do evento reuniu mais de 300 participantes

 

A importância do Plano Nacional de Educação e o papel do Conselho Municipal de Educação na fiscalização das metas estabelecidas pelas políticas públicas para o desenvolvimento da área educacional no município nortearam o segundo dia da V Conferência Municipal de Educação, realizada nessa terça-feira (06.06) no Salão Nobre da UCP. Na ocasião, também foram eleitos os integrantes do Conselho Municipal de Educação para o Biênio 2017 / 2019.

A V Conferência Municipal de Educação é uma realização da Secretaria de Educação e do COMED - Conselho Municipal de Educação. “Agradeço a participação dos profissionais da rede municipal de Educação e demais instituições nesse evento que pontuou metas para o desenvolvimento da Educação no nosso município. O encontro foi democrático e todos puderam se manifestar livremente. Conseguimos trocar informações e idealizar as ações que devem ser implantadas para que o ensino se torne cada vez mais eficiente”, disse o secretário de Educação, Anderson Juliano.

A abertura do evento contou com a apresentação do grupo de teatro tenda, do Centro de Ensino Professor Darcy Ribeiro e uma palestra com a professora Érica Machado, doutora na área de políticas públicas que falou sobre a história do planejamento educacional no Brasil.

“Por intermédio do planejamento estabelecemos metas e estratégias para a educação. O Plano Nacional de Educação, de 2014, teve conquistas como a ampliação do ensino obrigatório e a gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais, além do principio da gestão democrática. Temos que pegar as metas do PNE e traçar ações para cumpri-las no município”, disse Érica.

Após a palestra, ocorreu a discussão sobre os quatro eixos de trabalho estabelecidos na conferência. Com relação ao eixo 1, que discutiu a universalização da Educação Infantil na pré-escola para crianças de 4 e 5 anos de idade e a ampliação da oferta de Educação Infantil em creches, foram estabelecidas metas como uma política de expansão do número de vagas, a construção de prédios para a educação infantil e a elaboração de um plano de ação para atendimento de crianças de zero a cinco anos.

Sobre o eixo 2, que discutiu a alfabetização de todas as crianças, no máximo, até o final do 3º ano do ensino fundamental, foi aprovada a proposta de letramento para educação infantil sem o propósito de alfabetizar, a institucionalização de um programa que tenha como objetivo erradicar gradativamente a distância idade-série considerando a proposta curricular da rede municipal, além do resgate e reformulação da prova Petrópolis, para o monitoramento do aprendizado na rede com análise qualitativa de dados.

Com relação ao eixo 3, que discutiu a universalização do atendimento para toda a população de 15 a 17 anos, além da elevação da taxa líquida de matrículas no ensino fundamental para 85%, foram levantadas ações para a permanência dos alunos no ensino médio como uma maior articulação entre as instituições municipais e estaduais, sem superlotação de turmas e a criação de mecanismos para incentivar a implementação de grêmios estudantis, além de estimular ações nas escolas utilizando os equipamentos culturais públicos e privados disponíveis no município.

Na discussão sobre o eixo 4, que abordou a importância de se assegurar condições para a efetivação da gestão democrática da educação, foram aprovadas medidas como a garantia da autonomia financeira dos conselhos municipais de educação para melhorar o seu funcionamento, através de lei, e favorecimento dos processos de autonomia pedagógica e administrativa, além do estimulo à constituição e fortalecimento dos grêmios estudantis e associações de pais.

“Essa conferência foi marcante. Presenciamos um debate mais democrático. Todos os profissionais de todas as áreas da educação puderam levantar questões. Também observamos uma maior participação de servidores que atuam nas escolas e Centros de Educação Infantil e não somente diretores. Essa conferência foi um avanço”, disse Rose da Silveira, diretora do Sepe Petrópolis – Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação.

Novos integrantes do COMED

Durante a Conferência, a professora do Cefet, Elisabeth Gonçalves falou sobre o perfil dos conselheiros municipais de Educação. “O Conselho é um órgão público voltado para garantir o direito. O conselheiro deve ser um estudioso da legislação escolar, visando garantir o direito de cidadania. O conselho é um lugar de contribuição para que os processos educacionais funcionem. O conselheiro deve estar disposto a participar das discussões, é um trabalho de muita responsabilidade e, claro, o conselheiro deve ser pautado pela lei e ética”.

Na ocasião, foram escolhidos através de voto, os integrantes do Conselho Municipal de Educação para o Biênio 2017 / 2019. Representantes das Universidades: Ricardo Tâmela e Elisabeth Gonçalves (titulares), Fabiana Eckart e Lúcia rebelo (suplentes). Representantes dos pais de alunos: Lucia Helena Nogueira (titular) e Daniela de Abreu (suplente). Academia Petropolitana de Educação: Jelcy Corrêa Rodrigues (titular) e Edneia do Valle (suplente). Representantes dos docentes: Sérgio Cunha (titular) e Tatiana Mattos (suplente). Representantes das Associações de classe: Frederico Fadini e Rosimar Ferreira (titulares) e Flávia Serpa e Claudete Neves (suplente). Representantes da Secretaria de Educação: Anderson Juliano, Márcia Lopes, GelzaGatera, Maria Fernanda Secco (titulares) e Márcia Palma, Carla Cleffs, Alessandra Costa e Flávia Figueiras (suplentes). Representantes do executivo: Fábio Alves, Ana Maria Rattes, Bruno Vieira, Luiz Eduardo Peixoto (titulares) e HingoHammes, Monica Leão, Juarez Borges e Maria da Penha Rodrigues (suplentes). Representantes dos alunos: Nathan Gomes (titular) e Rafaela Elisiario (suplente). Representantes do legislativo: Gilda Beatriz (titular) e Leandro Azevedo (suplente).

O relatório final da V Conferência Municipal de Educação será ratificado na primeira reunião do COMED, em 13 de junho de 2017, às 15h, na Casa dos Conselhos. Nesse dia será feita a eleição do novo presidente do Comed.



Edição anterior (940):
quarta-feira, 07 de junho de 2017
Ed. 940:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (940): quarta-feira, 07 de junho de 2017

Ed.940:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior