Edição anterior (940):
quarta-feira, 07 de junho de 2017
Ed. 940:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (940): quarta-feira, 07 de junho de 2017

Ed.940:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Vacinação contra a gripe é baixa no estado e em Petrópolis

Eric Andriolo


Apesar de a campanha de vacinação contra a Influenza (gripe) estar chegando ao fim, a cobertura da vacina ainda está baixa no Rio de Janeiro e especificamente em Petrópolis. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, apenas 2,8 milhões de pessoas foram vacinadas no estado, das 3,8 milhões do público-alvo prioritário. As informações das prefeituras repassadas ao Ministério da Saúde até o dia 2 de junho.


Em Petrópolis, foram só 52,7 mil doses aplicadas nas 41 unidades do município. Pouco mais de metade do público-alvo de 100 mil pessoas. Mesmo depois que duas mulheres morreram de Influenza neste ano e duas crianças começaram tratamento com suspeita da doença.Nesta segunda-feira (05), a vacinação foi aberta a toda a população, mas só 700 doses foram aplicadas. A campanha termina na sexta-feira (09).


No estado do Rio de Janeiro, a cobertura da vacina, entre os grupos prioritários, é de 74,03%. Os imunizantes devem ser ofertados a toda população e estarão disponíveis nos postos municipais em todo o país. No Rio, as vacinas recebidas pelo Ministério da Saúde pela secretaria foram disponibilizadas para os 92 municípios.
Assim como outras doenças, a gripe tem na vacina sua principal medida de prevenção. A saúde pública ainda enfrenta obstáculo para atingir as metas de vacinação, apesar de a vacina contra a gripe – assim como muitos outros imunizantes – ser utilizada há décadas e ter eficácia e segurança comprovadas.


Para marcar a Semana da Imunização, que vai até a próxima sexta-feira (9/6), Dia Nacional da Imunização, a Secretaria de Saúde esclarece as principais dúvidas quanto à vacinação.

Campanha termina nesta sexta


Atualmente, há 52.700 pessoas vacinadas em Petrópolis e há preocupação com o avanço da doença durante o inverno, principalmente entre as crianças, das quais, 5.037 estão protegidas contra a gripe – menos de um terço do público alvo, considerando que a expectativa era imunizar 16.292.


O secretário de Saúde, Silmar Fortes, faz um alerta aos pais para que levem as crianças para se vacinar ainda esta semana, já que a campanha continuará enquanto restarem os estoques.


“Este é o momento de se vacinar toda a família, as doses estarão disponíveis nas unidades enquanto durarem os estoques. A gripe que é uma doença aparentemente simples, mas que pode evoluir gravemente, principalmente entre as crianças, gestantes e idosos”, alerta o secretário de Saúde, Silmar Fortes.


Diariamente, as doses estão disponíveis em 31 Postos da Saúde da Família, seis Unidades Básicas da Família, além da Coordenação de Epidemiologia, Ambulatório Escola em Cascatinha, do Hospital Alcides Carneiro e do Centro de Saúde. O atendimento está disponível de 8 às 15h com o intervalo de 1h para almoço.

Meta é 4,5 milhões de pessoas

No total, a meta do Estado do Rio de Janeiro é vacinar cerca de 4,5 milhões de pessoas. As prioridades para imunização são crianças com idades entre 6 meses e menores de cinco anos, idosos acima de 60 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias de parto e indígenas. A vacina da gripe não pode causar a doença. Ela induz o sistema imunológico a se proteger contra os vírus da doença, evitando que as pessoas fiquem doentes, caso tenham contato com o vírus.


As vacinas disponíveis neste ano protegem contra as xepas de vírus da gripe com circulação mais intensa nos últimos meses ano: H1N1, H3N2 e Influenza B. A cada ano, uma nova vacina é criada contra os tipos de vírus da gripe que tem maior probabilidade de propagação.


Com a queda nas temperaturas, a probabilidade de aumento nos casos de doenças respiratórias é grande. Por conta disso, a coordenação de Epidemiologia alerta que a população deve se imunizar o quanto antes. Isso porque a proteção contra influenza só ocorre de 10 a 15 dias após a aplicação da vacina.


“A vacinação é a melhor forma de se proteger. As pessoas podem pegar o vírus da gripe neste período de frio, ainda mais porque se concentram em ambientes fechados e sem circulação de ar. A vacina é o único meio de se prevenir contra a doença. Todos que ainda não se vacinaram devem buscar uma unidade de saúde para se imunizar”, alerta a coordenadora de Epidemiologia, Alessandra Cardoso.



Edição anterior (940):
quarta-feira, 07 de junho de 2017
Ed. 940:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (940): quarta-feira, 07 de junho de 2017

Ed.940:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior