Edição anterior (2662):
segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022
Ed. 2662:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2662): segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Ed.2662:

Compartilhe:

Voltar:


  Tragédia

22 deputados e dois senadores destinam R$ 28 milhões em emendas para Petrópolis

Esforço dos parlamentares foi feito logo após as chuvas que atingiram a cidade há uma semana; maior volume de recursos vai para a Saúde

   

 Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Rômulo Barroso – especial para o Diário de Petrópolis

Depois das chuvas que atingiram e destruíram a cidade há uma semana, os representantes da bancada fluminense no Congresso Nacional se uniram para destinar parte das emendas parlamentares para Petrópolis. Dos 46 deputados federais, 22 direcionaram recursos do Orçamento federal para o município. No Senado, Romário e Carlos Portinho também enviaram verbas.

A maior parte dos R$ 28.185.741,00 que os parlamentares vão mandar para cá é para a área da Saúde. É que metade da cota que cada parlamentar pode movimentar deve ser na Saúde. Além disso, as verbas destinadas para aplicação no SUS têm repasse obrigatório, ou seja, o dinheiro não pode deixar de ser enviado ao município. São R$ 19.692.218,00 que serão aplicados no setor.

Também foram destinados recursos dos ministérios da Cidadania, Justiça e Segurança Pública, Desenvolvimento Regional, Educação, Meio Ambiente, Turismo e Mulher, Família e Direitos Humanos.

 


 

O deputado Hugo Leal (PSD) foi o parlamentar que enviou mais recursos, totalizando R$ 4,8 milhões. Ele, que foi o relator do projeto do orçamento federal para este ano, liderou o movimento para auxiliar o município com recursos da União.
"Boa parte da bancada participou deste movimento por Petrópolis, destinando emendas individuais para auxiliar o município neste momento dramático", disse Leal.

Em seguida vem Talíria Petrone (Psol), que mandou R$ 3,1 milhões. "Gostaria de manifestar minha solidariedade às famílias que estão em luto em Petrópolis. É mais uma tragédia sem precedentes que atingiu nosso estado e os esforços agora precisam ser unitários para reconstruir o município, para dar todo o auxílio emergencial às vítimas, auxílio moradia, alguma ajuda emergencial. E pensar, estruturalmente, como tragédias como essa podem ser evitadas", disse a deputada, em Plenário, na semana passada.

 


 

Dois senadores destinaram recursos

No Senado, Carlos Portinho direcionou R$ 2 milhões para a cidade. "No primeiro momento, o meu foco era ajudar às vítimas das chuvas. Como senador, me mobilizar e agilizar o setor público no movimento de reconstrução de Petrópolis. Agora é preciso olhar o futuro para que tragédias como essa não voltem a acontecer. O caminho é a habitação popular. Precisamos tirar as pessoas das áreas de risco e garantir uma moradia segura. É urgente", comentou o senador via redes sociais.

Romário (PL) também encaminhou R$ 1 milhão para serem aplicados no município.
"Destinei R$ 1 milhão para ajudar nos custos da saúde de Petrópolis. Paralelo a isso, o Senado criou hoje uma comissão externa para acompanhar de perto essa tragédia de propor sugestões de ação e também de prevenção. A forma mais eficaz de evitar que tragédias como essas se repitam, é prevenindo. Antes das chuvas chegarem, é preciso agir, prever os impactos e proteger a população", disse.

Outros parlamentares que fizeram parte do esforço para contribuir com a cidade são os deputados Alessandro Molon (PSB), Benedita da Silva (PT), Carlos Jordy (PSL), Chico d'Angelo (PDT), Chris Tonietto (PSL), Clarisse Garotinho (Pros), Daniel Silveira (PSL), Delegado Antônio Furtado (PSL), Felício Laterça (PSL), Gurgel (PSL), Jandira Feghali (PC do B), Jones Moura (PSD), Jorge Braz (Republicanos), Luiz Lima (PSL), Major Fabiana (PSL), Marcelo Freixo (Psol), Paulo Ganime (Novo), Rosangela Gomes (PRB), Sóstenes (DEM) e Vinícius Farah (MDB).

A bancada fluminense no Congresso Nacional ainda tem os deputados Altineu Cortes (PR), Aureo (SD), Chiquinho Brazão (Avante), Christino Aureo (PP), Daniela do Waguinho (MDB), Dr. Luizinho (PP), Gelson Azevedo (PHS), Glauber Braga (Psol), Gutemberg Reis (MDB), Helio Lopes (PSL), Julio Lopes (PP), Juninho do Pneu (DEM), Leonardo Picciani (MDB), Lourival Gomes (PSL), Luiz Antônio (DC), Márcio Labre (PSL), Marcos Soares (DEM), Otávio Leite (PSDB), Otoni de Paula (PSC), Paulo Ramos (PDT), Pedro Augusto Palareti (PSD), Professor Joziel (PSL), Ricardo da Karol (PSC) e Soraya Santos (PR) e o senador Flávio Bolsonaro (PL), que não contribuíram.



Edição anterior (2662):
segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022
Ed. 2662:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2662): segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022

Ed.2662:

Compartilhe:

Voltar: