Edição anterior (1559):
sábado, 16 de fevereiro de 2019
Ed. 1559:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1559): sábado, 16 de fevereiro de 2019

Ed.1559:

Compartilhe:

Voltar:


  Campanha

 Agentes da Guarda Civil participam da Campanha de Doação de Sangue


 Pelo menos 20 agentes participaram do primeiro dia da Campanha de Doação de sangue realizada pela Guarda Civil. A quarta edição da ação, vai até o dia 1º de março e mobilizou policiais, amigos e familiares para contribuírem com o estoque, que precisa se preparar para o período do Carnaval, em que o banco de sangue tem uma maior demanda.

Um único doador pode ajudar até quatro pessoas com a bolsa de sangue. Como o tempo de armazenagem podem variar (por exemplo, as plaquetas, usadas para coagulação, podem ser armazenadas por apenas cinco dias), é necessário que as doações sejam frequentes para atender toda a demanda.

“A Campanha é muito importante, hoje a gente está doando e amanhã podemos precisar. Meu filho mesmo tem uma doença crônica e precisou de sangue por anos. Sou parceira do banco de sangue e fico emocionada em ver os agentes aqui contribuindo e salvando vidas”, destacou a comandante interino da Guarda Civil Cláudia Conceição. Ela ainda contou que o filho com 27 anos, não precisa mais de transfusões há quatro anos.

O banco de sangue recebe em média 50 doadores por dia e o ideal seriam 70 pessoas voluntárias. A expectativa é que esta meta seja atingida com a ajuda da Campanha da Guarda Civil. “Estamos muito animados com a Campanha da Guarda. Ela já serviu de incentivo para outros órgãos de segurança, que já irão mobilizar suas corporações para virem doar. Esperamos ter o estoque cheio para o período do carnaval”, contou o captador de doações do banco de sangue, Vinicius Paulo Neves Pereira

            “Eu sempre doei e participei de todas as campanhas. É importante participar é uma ação de cidadania e hoje estou aqui doando e contribuindo e amanhã eu ou alguém da minha família pode precisar. É uma consciência que todos deviam ter. Doar é salvar vidas”, disse a agente da Guarda, Rita de Cassia Motta, que está na corporação há 22 anos.

Podem doar todas as pessoas entre 18 e 60 anos, em bom estado de saúde e que pesem mais de 50 quilos. Jovens de 16 a 17 anos também podem doar acompanhados dos responsáveis. Não é necessário fazer jejum, mas é importante não ingerir alimentos gordurosos três horas antes da doação. Também não se deve consumir bebidas alcoólicas 12 horas antes. As únicas restrições são a diabéticos e pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercing há menos de um ano. Pessoas que fizeram algum procedimento, como endoscopia só podem doar após seis meses da realização da intervenção. O banco de sangue funciona todos os dias, de 7h às 18h, na Rua Paulino Afonso, 477 – Bingen – Ao lado do HST.



Edição anterior (1559):
sábado, 16 de fevereiro de 2019
Ed. 1559:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1559): sábado, 16 de fevereiro de 2019

Ed.1559:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior