Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Bairro Samambaia tem diversos problemas e apresenta sinais de abandono

Antônio Dantas – especial para o Diário


 Os diversos problemas do bairro Samambaia revoltam os moradores da região. Os principais problemas estão na Rua Isolina de Freitas, e vão desde buracos na via até falta de recolhimento de lixo e falta de capina. O que mais incomoda os residentes do bairro é a falta de garantia de que providências serão tomadas.

Na altura do número 1400 da rua, se encontra uma grande quantidade de entulho acumulado, incluindo plástico, restos de obra e galhos de árvores. Adele Malheiros, moradora da localidade, se mostrou revoltada com a situação e criticou a postura dos órgãos responsáveis, que prometem uma solução e não tomam as providências necessárias.

-Esse lixo está aí há cerca de uma semana. Passa um morador aí, aproveita e joga mais lixo, aumentando a quantidade cada vez mais. Nós pagamos IPTU para asfaltamento e recolhimento de lixo há muito tempo e nunca recebemos o serviço – informou Adele.

Além do não recolhimento do lixo, a falta de capina e os buracos no asfalto também chamam atenção. A quantidade de mato na rua é bem grande e, de acordo com Adele, o serviço de capina não é visto no local e as reclamações ocorrem desde 2018. Sobre os buracos, a moradora informou que por conta destes, já ocorreram casos de dengue, e há reclamações desde 2011, porém até hoje permanecem sem reparo.

-Capina não se vê de jeito nenhum aqui. Os buracos são muito grandes e quando chove acumula água. Eu sempre alertei sobre a dengue e sempre reclamei desses buracos. Como resposta, o órgão competente sempre diz que vai realizar a manutenção viária, e nunca vem – informou Adele.

Adele informou também que o único serviço que foi realizado recentemente na rua foi a coleta de lixo seletiva, que por sinal foi realizada pela própria moradora. Além disso, se mostrou indignada pela forma como a região é tratada.

-Aqui só tem casa bonita, grande, porém é assim que a Prefeitura trata. A cidade inteira está assim. Um lugar tão bonito que acaba ficando feio – criticou.

Questionada pelo Diário de Petrópolis, a Prefeitura, até o fechamento desta edição, não informou uma previsão para que as questões citadas sejam resolvidas.



Edição anterior (1639):
terça-feira, 07 de maio de 2019
Ed. 1639:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1639): terça-feira, 07 de maio de 2019

Ed.1639:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior