Edição anterior (892):
quinta-feira, 20 de abril de 2017
Ed. 892:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (892): quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ed.892:

Compartilhe:

Voltar:


  Polícia

Blitz da PM serão permanentes e visam coibir a incidência de assaltos

 

 

Um total de 36 carros e 29 motos fiscalizados, 18 recolhimentos ao depósito e 25 notificações emitidas. Esse é o saldo da operação realizada pela Polícia Militar, na última terça-feira, em três pontos da cidade, para inibir a circulação de veículos irregulares e, principalmente, coibir a ação de assaltantes no município.

As ações, comandadas pelo cabo Albuquerque, aconteceram na Estrada da Saudade, Castelo São Manoel e Cascatinha e reuniu policiais das três companhias do 26º BPM. As motos são as mais visadas nas operações, já que são usadas por bandidos com mais frequência.

As operações da Polícia Militar são permanentes e podem acontecer em qualquer bairro da cidade. Os locais são escolhidos, de acordo com a mancha criminal, apenas no momento em que as equipes já estão preparadas para sair do quartel.

Além de regularizar a situação do veículo, para reavê-lo, os proprietários precisam pagar o valor de R$ 75,38 para motos e R$ 186,50 para carros de passeio. Falta de licenciamento anual e CNH são as principais causas de remoção de carros e motos. A multa pela falta da CNH, por exemplo, é de R$ 880,00 e, além de apreensão do veículo, o motorista ainda perde sete pontos na carteira.

O maior número de veículos apreendidos ficou concentrado na Estrada da Saudade, via também utilizada como rota de fuga de engarrafamentos frequentes no Quissamã, Itamarati e Cascatinha. A operação foi montada na altura do número 1.284 e, no local, foram abordados 13 carros e 17 motos. Foram emitidas 11 notificações  e seis remoções para o depósito da empresa Rodando Legal, no Morin.

Já na Rua Sérgio Porto, no Castelo São Manoel, foram 35 veículos, entre carros e motos, fiscalizados. Cinco notificações foram emitidas e cinco remoções para o depósito.

Para reaver o veículo, o primeiro passo é pagar todos os débitos junto ao Detran, tais como multas e IPVA (inclusive o exercício 2017). Caso este pagamento tenha sido efetuado em outros bancos que não seja o Bradesco, a liberação do nada consta somente será realizada no dia seguinte. De posse desse documento (emitido no site do Detran ou na Ciretran da Rua Dom Pedro) e da Guia de Recolhimento de Veículo, o proprietário, e somente este, deve procurar o depósito de veículos apreendidos, no Morin, para emissão da guia de recolhimento de taxa de remoção e diárias.

O valor da remoção e de R$ 75,38 para motos e R$ 186,50 para carros de passeio. As diárias são, respectivamente R$ 40,46 para motos e R$ 88,39 para carros. Com o pagamento da guia de remoção o proprietário retorna ao depósito e retira seu veículo.



Edição anterior (892):
quinta-feira, 20 de abril de 2017
Ed. 892:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (892): quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ed.892:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior