Edição anterior (1641):
quinta-feira, 09 de maio de 2019
Ed. 1641:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1641): quinta-feira, 09 de maio de 2019

Ed.1641:

Compartilhe:

Voltar:


  Serra de Petrópolis

Câmara vai debater caducidade da concessão da BR-040

 

 

A Comissão de Viação e Transportes aprovou, nesta quarta (08/05) proposta do deputado federal Hugo Leal (PSD/RJ) e vai realizar audiência pública para debater o processo de caducidade da concessão da BR-040 no trecho Rio/Juiz de Fora, que está em tramitação na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), desde julho de 2018. "Há mais de um ano, o processo de caducidade está na ANTT sem conclusão. Enquanto isso, a rodovia está abandonada, sem manutenção, e as obras paradas. É urgente que a contrato com a Concer seja extinto e uma nova licitação seja feita", argumentou o parlamentar.

 A decisão de abrir o processo de caducidade foi baseada em parecer técnico com a “constatação da paralisação desde 2016 não somente da principal obra do contrato de concessão – a Nova Subida da Serra – bem como todas as outras obras contratuais, exceção da obra da Passarela de Araras”.  O parecer denuncia ainda que “não só pavimento tem estado precário, segundo a fiscalização, como também os demais serviços de conservação foram reduzidos aos seus níveis básicos, com precariedade dos serviços de capina, roçada, limpeza de placas, dos elementos de drenagem”. 

Hugo Leal destaca que, apesar das evidências de inadimplência e descumprimento do contrato, o processo se arrasta na ANTT. "Quando houve a instauração do processo, requeri a ANTT, a suspensão da cobrança do pedágio até o fim do processo, mas não fui atendido. É importante lembrar que a obra da Nova Subida da Serra, fundamental para a ligação do Rio de Janeiro, com Petrópolis e outras cidades da Região Serrana, estava prevista desde o início do contrato, no século passado, e devia ter sido concluída há mais de 15 anos", afirmou o deputado, coordenador da bancada do Rio de Janeiro no Congresso.

No requerimento, aprovado por unanimidade, o parlamentar destaca que a  o descumprimento por parte da concessionária Concer de obrigações contratuais originárias (manutenção da rodovia, sinalização, etc.) e outras decorrentes da celebração de termos aditivos, como é o caso, por exemplo, da obra da nova subida da Serra de Petrópolis". Serão convidados para participar da audiência pública, em data ainda a ser marcada, Mário Rodrigues Júnior, diretor-geral da ANTT, Antônio Leite dos Santos Filho, diretor-geral do Departamento de Infraestrutura de Transportes (DNIT), José Mucio Monteiro, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU),  Jorge Bastos, diretor-presidente da Empresa de Planejamento e Logística (EPL) e Marco Antonio Ladeira, presidente da Concer.

Concer contesta abandono

Em nota, a Concer lembrou que enfrenta há mais de quatro anos os graves efeitos da inadimplência da União em relação ao custeio pactuado para a execução da Nova Subida da Serra. Apesar do desequilíbrio contratual, a Companhia cumpre a parte que lhe cabe na Concessão, e acredita que a audiência será uma boa oportunidade para esclarecer devidamente os fatos.



Edição anterior (1641):
quinta-feira, 09 de maio de 2019
Ed. 1641:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1641): quinta-feira, 09 de maio de 2019

Ed.1641:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior