Edição anterior (2016):
segunda-feira, 18 de maio de 2020
Ed. 2016:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2016): segunda-feira, 18 de maio de 2020

Ed.2016:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

 

 

Cartórios registram aumento de 45,7% de óbitos por covid-19 ou suspeita

Mortes por problemas respiratórios também registram alta, de acordo com Portal da Transparência, ligado a Arpen Brasil

Wellington Daniel

Os cartórios de Petrópolis registraram um aumento de 45,7% nos registros de covid-19 ou suspeita como causa de morte. É o que aponta dados do Portal da Transparência da doença, ligado a Associação dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil). No dia 11 de maio, quando o Diário realizou uma reportagem sobre o assunto, eram 35 casos. Já ontem (16), o portal apontava 51 óbitos que tiveram este registro.

O portal é atualizado diariamente com dados de cartórios de registro civil e disponibiliza dados a partir de 16 de março. Vale ressaltar, no entanto, que a Prefeitura é a fonte oficial de divulgação dos números relacionados a doença. O poder executivo trabalha com os casos confirmados e notificados pela vigilância epidemiológica estadual.

E, de acordo com o último boletim da Prefeitura até o fechamento desta reportagem, eram 23 óbitos confirmados e 33 suspeitos em toda a cidade. Eles estão divididos nos seguintes bairros: Centro (7), Corrêas (3), Araras (2), Bingen (1), Cascatinha (1), Itaipaiva (1) e Mosela (1). 

Problemas respiratórios

Outros problemas respiratórios também tiveram novos casos de morte nestes últimos cinco dias, de acordo com a Arpen Brasil. A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) teve um novo registro, fechando com quatro no último levantamento. Este tipo de morte não constava nas certidões de óbito no mesmo período de 2019 (entre 16 de março e 16 de maio).

Já os casos de pneumonia foram de 105 no dia 11 para 121 agora (15,2%). Os números também sobem, comparados a 2019, quando foram 119 certidões de óbito com esta causa (1,7%).

Mortes por insuficiência respiratória, de acordo com estes dados dos cartórios, foram de 33 no dia 11 para 40 ontem. Em comparação ao mesmo período de 2019, no entanto, os números caíram 27,3%. Mesmo caso em relação a mortes por septicemia, que subiram 13,8% nos últimos cinco dias (de 58 para 66) e caíram 20,5% em relação ao ano passado.

Os casos de morte por causa indeterminada, mas ligadas a problemas respiratórios, continuaram em três. Em 2019, apenas uma certidão de óbito havia saído com este registro.

Dados do Portal ainda apontam que, a maior parte das mortes ocorridas no município entre 16 de março e 16 de maio, acometeu homens entre 60 e 89 anos e mulheres entre 70 e 89 anos. 

Estado tem números expressivos

Em todo o Estado do Rio de Janeiro, os cartórios registraram 4.938 mortes por covid-19 ou suspeita. Mas vale a ressalva, que a âmbito estadual, os números oficiais partem do Governo, que aponta para 2.438 óbitos confirmados e 953 suspeitos. Os números são referentes ao último balanço, divulgado na sexta-feira (15).

A maior parte das mortes oficiais, registradas pelo Governo Estadual, foram registradas na capital, com 1.631 óbitos. Para Petrópolis, o boletim aponta 25 mortes confirmadas pela doença.

Dados do Portal também aponta para um grande aumento de mortes por SRAG. Em 2019, foram 19 casos no período levantado. Neste ano, 670 certidões de óbito saíram com esta causa de morte (aumento de 3426,3%)

Aumento também de mortes por insuficiência respiratória no estado: de 1.599 para 1.883 (17,8% de alta). Causas indeterminadas, mas ligadas a problemas respiratórios, foram de oito em 2019 para 423 em 2020 (5187,5%).

Mortes por septicemia (-23,2%) e por pneumonia (-1,4%) caíram de um ano para o outro.



Edição anterior (2016):
segunda-feira, 18 de maio de 2020
Ed. 2016:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2016): segunda-feira, 18 de maio de 2020

Ed.2016:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior