Edição anterior (2058):
segunda-feira, 29 de junho de 2020
Ed. 2058:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2058): segunda-feira, 29 de junho de 2020

Ed.2058:

Compartilhe:

Voltar:


  Covid-19 QUARENTENA

Casos de covid-19 aumentam 38% em 12 dias e médicos alertam para reforço na prevenção

Jaqueline Ribeiro - especial para o Diário

Reforçar as medidas preventivas à covid-19. Esta é a orientação de médicos infectologistas frente ao aumento no número de casos confirmados da doença na cidade. Dados da Secretaria de Saúde apontam que em 12 dias, foi registrado um aumento de 38% nos casos confirmados da doença, que subiram de 995 em 15.06, para 1.382 na última sexta-feira, dia 26. A análise comparativa dos boletins divulgados nos dias 24 e 26, mostra que dos 248 novos testes realizados em 48 horas, 206 pacientes tiveram resultados positivos para covid-19, o que significa que 83% dos pacientes que apresentaram sintomas e buscaram fazer os testes, tiveram a doença confirmada.

Os dados da Secretaria de Saúde mostram ainda que a taxa de ocupação de leitos de UTI também vem crescendo nos últimos 10 dias, passando de 27,59% no dia 16, pata 35,34% nos dia 26. Os especialistas reforçam que ainda não há vacina ou tratamento específico para o coronavírus e que a população deve estar atenta aos cuidados, pois a prevenção é a única forma de se proteger e reduzir o contágio.

- Estamos falando de um vírus novo, que tem um RNA diferente. Por isso muitas situações novas ainda irão surgir e não se pode afirmar que já chegamos ao pico da doença. É natural que aumentando a testagem, mais casos apareçam. Volto a dizer que a situação só estará controlada quando houver uma vacina. Até lá as pessoas precisam estar atentas aos cuidados, pois a única forma de reduzir o contágio é a prevenção - afirma o infectologista e diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Paulo Cesar Guimarães.

Na mesma linha, o diretor médico do hospital SMH Beneficência Portuguesa, Luís Arnaldo Magdalena, destaca a importância na ampliação da testagem da população e reforça a importância da população não descuidar da prevenção.  - O aumento de casos acontece em função da ampliação da testagem. Esta atitude da Secretaria de Saúde é importante pois permitirá que se tenha uma noção mais clara da situação real dos casos na cidade. Isso é importante levando em conta que cerca de 80% das pessoas que contraem o coronavírus são assintomáticas ou apresentam apenas sintomas leves. Há no entanto um percentual de pessoas nas quais a infecção evolui para a forma grave, por isso as pessoas devem tomar cuidado e reforçar a prevenção - afirma.

Os especialistas reforçam as orientações para que a população mantenha o distanciamento social de pelo menos um metro e meio, além de reforço as medidas de higiene.  - As medidas de prevenção iniciais continuam valendo: as pessoas precisam continuar usando máscaras cobrindo a boca e o nariz; devem continuar fazendo a higienização das correta das mão, lavando com água e sabão, ou usando álcool em gel quando não puderem lavar as mãos, e ainda é preciso manter o distanciamento social - orienta Luís Arnaldo.

- As pessoas precisam estar cientes de que a situação só estará controlada quando tivermos a vacina - frisa o diretor da Faculdade de Medicina, Paulo Cesar Guimarães, destacando que  a recomendação é para que a população reforçe as medidas de prevenção. - É preciso manter o distanciamento de pelo menos um metro e meio, reforçar os cuidados de higiene  e uso de máscara - pontua.      

Fazer quadro:

Medidas preventivas:

Lave com frequência as mãos até a altura dos punhos, com água e sabão, ou então higienize com álcool em gel 70%. 

Ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço ou com o braço, e não com as mãos. 

Evite tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas. 

Ao tocar, lave sempre as mãos como já indicado. 

Mantenha uma distância mínima de cerca de 2 metros de qualquer pessoa tossindo ou espirrando. 

Evite abraços, beijos e apertos de mãos. Adote um comportamento amigável sem contato físico, mas sempre com um sorriso no rosto. 

Higienize com frequência o celular e os brinquedos das crianças. 

Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos. 

Mantenha os ambientes limpos e bem ventilados. 

Evite circulação desnecessária nas ruas, estádios, teatros, shoppings, shows, cinemas e igrejas. Se puder, fique em casa. 

Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente idosos e doentes crônicos, e fique em casa até melhorar. 

Durma bem e tenha uma alimentação saudável.
Utilize máscaras caseiras ou artesanais feitas de tecido em situações de saída 
*Fonte: Ministério da Saúde

 


Edição anterior (2058):
segunda-feira, 29 de junho de 2020
Ed. 2058:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2058): segunda-feira, 29 de junho de 2020

Ed.2058:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior