Edição anterior (1585):
quinta-feira, 14 de março de 2019
Ed. 1585:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1585): quinta-feira, 14 de março de 2019

Ed.1585:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Centro de Ortopedia inicia obra em 30 dias

A aquisição de parte dos equipamentos já foi licitada

 
            Em 30 dias a Prefeitura deve iniciar as obras  do Centro Ortopédico de Petrópolis, prédio onde será instalada a unidade de tratamento especializado, localizada ao lado do Hospital Municipal Nelson Sá Earp (HMNSE) vai ser adaptado e a obra será contratada por concorrência pública. O objetivo é iniciar o funcionamento no início do segundo semestre deste ano. Três equipamentos – dois ultrassom e um de desintometria óssea – já foram comprados. Está sendo iniciada também a compra, por meio de licitação, de aparelho de tomografia.

            O prefeito Bernardo Rossi, em visita ao HMNSE nesta quarta-feira (13.03) acompanhou a rotina do hospital, esteve com funcionários e vistoriou o local do COP. “São mais de 58 mil atendimentos por ano e tendo um espaço apropriado otimizamos consultas e exames e também cirurgias”, avalia.

 A partir das adequações, o espaço passará a contar com quatro consultórios e equipamentos avançados para a realização de procedimentos que substituirão tratamentos mais invasivos, como cirurgias.

            “Petrópolis passou muito tempo sem obras que ampliassem e melhorassem os serviços à população. Por isso estamos investindo na ortopedia, no Hospital Alcides Carneiro e construindo as UBS da Posse e de Araras e ainda a UPA dos distritos”, destaca Bernardo Rossi.

            O Centro de Ortopedia vai oferecer atendimento especializado, com a criação de um ambulatório de artrose, voltado para o cuidado de joelhos, ombros, coluna, quadris e traumas ortopédicos. “Um espaço adequado melhora os serviços e ainda oferece mais condições de trabalho para as equipes”, destaca a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

            Atualmente, o HMNSE oferece atendimento ortopédico, principalmente para os casos de traumas, com fraturas. Semanalmente são realizadas 165 consultas ambulatoriais. A rede pública de saúde passou por reestruturação do setor de ortopedia que foi descentralizado. Além do HMNSE, foi implantado o ambulatório no Hospital Alcides Carneiro, o município conta ainda com atendimentos no Ambulatório Escola e em clínica conveniada. No mês de fevereiro foram realizadas mais de 1300 consultas.

            De acordo com o diretor geral do HMNSE, Nilson Wayand, o centro de ortopedia vai ser um ganho principalmente para a população idosa, que vai contar com uma estrutura voltada para a reabilitação, com alternativas às cirurgias, que muitas das vezes podem ser agressivas para os pacientes de idade avançada. “Petrópolis tem mais de 50 mil idosos e boa parte desta população sofre com artrose. Vamos trabalhar com equipamentos de ponta e profissionais especializados”, frisa Nilson.



Edição anterior (1585):
quinta-feira, 14 de março de 2019
Ed. 1585:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1585): quinta-feira, 14 de março de 2019

Ed.1585:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior