Edição anterior (1744):
terça-feira, 20 de agosto de 2019
Ed. 1744:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1744): terça-feira, 20 de agosto de 2019

Ed.1744:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Coincidência de preços atinge 11 de 18 postos de gasolina

Diferença do valor praticado entre as unidades de abastecimento é de apenas 20 centavos, diz ANP

Philippe Fernandes

 

O levantamento semanal acerca dos preços praticados por postos de gasolina em Petrópolis, que tem a finalidade de garantir a livre concorrência entre as unidades, apontou que o valor da gasolina se mantém estável, com média de R$ 4,93 em Petrópolis. No entanto, um fato novo chamou a atenção: a redução da diferença do valor praticado nas unidades de abastecimento. A distância, que chegou a ser de 60 centavos, agora está em apenas 20 centavos. Dos 18 postos pesquisados pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), 11 apresentaram o mesmo valor.

O menor preço encontrado no município foi registrado em cinco postos: Trevi, de Itaipava; Borracheiro e Posto de Abastecimento, também em Itaipava; NGF, de Corrêas; Nat, do Quissamã; e Ônix 1243, no Quitandinha.

A coincidência de preços aconteceu com o maior valor, de R$ 4,99, encontrado em 11 postos: Amarelinho, do Alto da Serra; Auto Posto Bonsucesso e Enzo, ambos em Itaipava; Mercalub e Barenco & Coelho, ambos na Posse; Ponte de Lima, em Secretário; BR Coronel Veiga; Vale do Samambaia; os dois postos União de Corrêas; e o Maria Cumprida, de Araras.

Entre o menor e o maior valor, estão apenas dois postos: o Alcatraz, de Itaipava; e o Preditiva, do Centro, cobrando R$ 4,89.

Preço médio ainda é superior à média estadual

O levantamento da Agência Nacional do Petróleo mostra que a média em 32 cidades do Estado é de R$ 4,84. No entanto, Petrópolis "perdeu" algumas posições: se antes chegou a ser a segunda com os maiores preços do Rio de Janeiro, agora ocupa a oitava colocação. Ainda não é o ideal, mas o preço está bem longe dos R$ 5,15 praticados em Cabo Frio e Angra dos Reis, municípios que lideram a lista. Em Saquarema, o valor médio é de R$ 4,98; em Barra do Piraí e Volta Redonda, R$ 4,96; em Barra Mansa, R$ 4,94; e em Valença, R$ 4,93 - mesmo valor de Petrópolis e Teresópolis.

O combustível mais barato do Estado é comercializado em Araruama: no município da Região dos Lagos, a gasolina é encontrada por R$ 4,62, em média. Em seguida, vem Nova Iguaçu (R$ 4,68), Belford Roxo e Campos (ambas com R$ 4,70), Nilópolis e São João do Meriti (R$ 4,72).

Outros municípios da região e do entorno apresentaram valores menores que os de Petrópolis. Em Friburgo, a média foi de R$ 4,74; em Duque de Caxias, R$ 4,78, mesmo valor encontrado na capital do Estado. Em Magé, a gasolina pôde ser encontrada por R$ 4,87; e em Três Rios, por R$ 4,90. A pesquisa foi realizada entre os dias 11 e 17.



Edição anterior (1744):
terça-feira, 20 de agosto de 2019
Ed. 1744:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1744): terça-feira, 20 de agosto de 2019

Ed.1744:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior