Edição anterior (2200):
quarta-feira, 18 de novembro de 2020
Ed. 2200:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2200): quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Ed.2200:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Comdep e Defesa Civil continuam atuando na limpeza da cidade após chuva da última segunda-feira

 

Equipe da Comdep, da Secretaria de Serviços e Ordem Pública (SSOP) e da Secretaria de Obras seguem trabalhando na limpeza e reconstrução dos locais atingidos pelas chuvas da última segunda-feira (16/11). Uma força tarefa foi montada para atuar, principalmente, em Pedro do Rio e região, local mais afetado pela enxurrada.

Até o momento, a Defesa Civil – que também atua desde então nos locais – registrou 20 ocorrências em função das chuvas. E 11 casas estão interditadas, sendo seis em Vila Rica e cinco em Pedro do Rio – dessas, cinco delas já haviam sido interditadas no ano passado, também em função das chuvas.

Em Pedro do Rio, a Secretaria de Assistência Social realizou o atendimento e o cadastro 16 famílias, com 45 pessoas ontem (17). Mais quatro famílias foram atendidas no Vila Rica, totalizando 25 pessoas. A secretaria fez a entrega de kits de limpeza e cestas básicas. Hoje (18), a equipe retornou ao local para a visita de mais quatro famílias que tiveram suas residências inundadas. A recomendação é para que os moradores fiquem abrigados na casa de parentes ou amigos.

Na segunda-feira, as ocorrências mais graves foram registradas em Pedro do Rio e na região do Vila Rica, com um grande volume de água atingindo alguns imóveis. Foram seis alagamentos registrados na localidade. Técnicos da Defesa Civil e da Assistência Social estão desde a ocasião no local dando todo suporte às famílias. Ainda em Pedro do Rio, uma ponte foi comprometida com a velocidade da água.

Além disso, em Itaipava uma cratera foi aberta na Av. Buganvile Ribeirão Grande. As obras de reparo foram concluídas na tarde de ontem (17) e a via já está liberada.

Também foram observados pontos de alagamento na Rua Coronel Veiga, na Mosela, em Itaipava, Pedro do Rio e Vila Rica, além de quedas de árvore na Castelânea e no Vila Rica.

Vale salientar que não houve protocolo para o acionamento de nenhuma sirene até o momento. E não houve feridos. O maior índice de chuva foi registrado na Duarte da Silveira: 32 milímetros em 24 horas.



Edição anterior (2200):
quarta-feira, 18 de novembro de 2020
Ed. 2200:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2200): quarta-feira, 18 de novembro de 2020

Ed.2200:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior