Edição anterior (1735):
domingo, 11 de agosto de 2019
Ed. 1735:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1735): domingo, 11 de agosto de 2019

Ed.1735:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Diário Automóveis
COLUNA

 

Confira as maiores e menores depreciações do primeiro semestre de 2019

Peugeot 5008 tem a menor perda de valor, com depreciação de 0,59%. Fiat Toro é o modelo mais depreciado, com 18,06%

 


Fonte - Portal Vrum

 

O primeiro semestre de 2019 foi agitado no comércio automotivo. De acordo com a Fenabrave, foi registrado um aumento de 10,8% nas vendas de automóveis e comerciais leves em relação ao mesmo período de 2018. A Kelley Blue Book (KBB), empresa de referência em avaliação automotiva, listou os 10 carros mais e menos depreciados do primeiro semestre de 2019, informação que pode auxiliar quem deseja investir em um seminovo, ou vender o seu carro atual. Os destaques ficam a cargo do Peugeot 5008, com a menor depreciação (0,59%) e do Fiat Toro, que lidera a lista dos mais depreciados (18,06).

Segundo a KBB Brasil, no estudo foi aplicado o conceito de depreciação por modelo, levando em consideração um índice ponderado que atribui pesos diferentes às versões, conforme seu volume de vendas. A depreciação usa o valor do veículo 0 Km em um período determinado em relação a seu atual valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas.

Menos depreciados

Com taxa de apenas 0,59%, a listagem indica o Peugeot 5008 como o menos depreciado no 1° semestre do ano. Em segundo e terceiro lugar, a Toyota tem os modelos Hilux e Yaris Hatch, respectivamente, com queda de 1,92% e 2,01% de seus valores no primeiro ano de uso. A dobradinha seguinte é da alemã Volkswagen, com o Golf e o Fox, contando com2,27% e 2,65% de depreciação cada.

A segunda metade da tabela traz a Mitsubishi com o L-200 Triton, que depreciou 2,66%. A Volvo marca presença representada pelo XC60, com uma taxa de 2,72%, seguido do Mercedes-Benz Classe A, que depreciou 3,23% após o primeiro ano. A Porsche encerra o Top 10 com os modelos 911 Turbo e Cayenne com perda de 3,43% e 3,44% dos seus valores de fábrica.

 

 Foto: Peugeot / Divulgação(foto: Foto: Peugeot / Divulgação)

 

Confira a lista completa:

Peugeot 5008

-0,59%

 

Toyota Hilux

-1,92%

 

Toyota Yaris Hatch

-2,01%

 

Volkswagen Golf 

-2,27%

 

Volkswagen Fox

-2,65%

 

Mitsubishi L-200 Triton

-2,66%

 

Volvo XC60

-2,72%

 

Mercedes-Benz Classe A

-3,23%

 

Porsche 911 Turbo

-3,43%

 

Porsche Cayenne

-3,44%

 

Mais depreciados

Ainda segundo os dados da KBB Brasil, entre os carros analisados, as montadoras FIAT e Ford não se deram muito bem nesse primeiro semestre de 2019. Ambas emplacaram quatro modelos entre os que mais se desvalorizaram. O FIAT Toro foi o que mais perdeu valor de mercado, com uma queda de 18,06%, seguido pelo FIAT Strada com 17,83%. A norte-americana Ford aparece com três modelos entre a terceira e quinta posição. O Focus Fastback conta com índice de 17,76%, seguido pelo Focus, com 16,18%, e do KA Sedan, com taxa de depreciação de 15,91%.

A italiana FIAT retorna à lista com o Weekend, em sexto lugar, com queda de 15,47% de seu valor. A Renault também aparece no ranking com o modelo Duster Oroch, que conta com 14,73% de depreciação. Ainda próximo ao índice, a FORD Ranger cai 14,70% em preço, seguido pelo Citroen AirCross, que perde 14,48%, e o Grand Siena, com queda de 14,35%.

 

 Foto: FIAT / Divulgação

 

Confira a lista completa:

 

FIAT Toro

-18,06%

 

FIAT Strada

-17,83%

 

FORD Focus Fastback

-17,76%

 

FORD Focus

-16,18%

 

FORD KA Sedan

-15,91%

 

FIAT Weekend

-15,47%

 

Renault Duster Oroch

-14,73%

 

FORD Ranger

-14,70%

 

Citroen AirCross

-14,48%

 

FIAT Grand Siena

-14,35%

 

 


Edição anterior (1735):
domingo, 11 de agosto de 2019
Ed. 1735:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1735): domingo, 11 de agosto de 2019

Ed.1735:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior