Edição anterior (1737):
terça-feira, 13 de agosto de 2019
Ed. 1737:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1737): terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ed.1737:

Compartilhe:

Voltar:


  Obras

Construção da UBS do Vicenzo Rivetti começa em setembro

Unidade básica de saúde vai atender população local e os futuros moradores do conjunto habitacional que está sendo feito no bairro

A prefeitura deu mais um passo na consolidação do programa Minha Casa Minha Vida do Vicenzo Rivetti. A Unidade Básica de Saúde que será construída no bairro para atender os futuros moradores terá obras iniciando em setembro. Esse é o tempo necessário para que a empresa vencedora da licitação se mobilize para iniciar os trabalhos no local.

A construção de uma UBS é uma exigência do programa habitacional. Essa unidade será construída com capacidade de para atender até quatro mil pessoas, beneficiando não apenas quem vai habitar nas 776 unidades que estão sendo implantadas no bairro, mas quem já vive por lá.

“Nós temos a preocupação de não apenas entregar as chaves das casas, mas de dar toda a condição para os futuros moradores. Nós estamos falando de cerca de 3 mil pessoas que vão se juntar à população que já vive no Vicenzo Rivetti. Por isso que nós estamos fazendo toda infraestrutura para receber essas pessoas da melhor forma possível”, afirma o prefeito Bernardo Rossi, lembrando que também estão sendo providenciadas obras de pavimentação, saneamento, creche e trabalho técnico-social (para que os moradores façam a gestão e conservação dos condomínios e passem por capacitação profissional).

A UBS que será construída no local contará com consultório médico e odontológico, sala de coleta de material para exames, sala de curativos e sala de vacinas, além de ser adaptado para pessoas com deficiência.

“Essa unidade básica de saúde contará com uma equipe formada por médico, dentista, enfermeiro, técnico de enfermagem, além do agente comunitário de saúde. A UBS servirá para o morador encontrar o atendimento mais básico de forma simples e perto de casa, sem precisa se deslocar para outro local”, ressalta a secretária de Saúde, Fabíola Heck.

“São 776 unidades que estão em fase final de construção que são destinadas a pessoas que ficaram desabrigadas dentro da faixa 1 do programa (famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil). Por isso que nós ficamos felizes de estrar avançando em mais uma frente de trabalho para dar todas as condições necessárias para esses moradores”, diz o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.

A licitação foi realizada na última semana e a empresa AL 2 Engenharia foi a vencedora da concorrência. A oferta de R$ 1.190.260,00 ficou 23,3% abaixo do teto máximo.



Edição anterior (1737):
terça-feira, 13 de agosto de 2019
Ed. 1737:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1737): terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ed.1737:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior