Edição anterior (2201):
quinta-feira, 19 de novembro de 2020
Ed. 2201:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2201): quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Ed.2201:

Compartilhe:

Voltar:


  Covid-19

Coronavírus: Secretaria de Saúde inicia testagem em casa

Especialistas alertam que riscos da covid-19 não devem ser negligenciados

Jaqueline Ribeiro - especial para o Diário

 

Frente a dados que apontam crescimento na contaminação pela covid-19 e aumento nas internações em hospitais, públicos e particulares pelo novo coronavírus, a Secretaria de Saúde está ampliando as ações de testagem em massa, com a realização de testes em casa, visando antecipar à prevenção da segunda onda da covid-19. Com 3.955 testes rápidos realizados  e 171 casos positivos identificados uma semana após a retomada dos testes em massa, a Secretaria de Saúde está duplicando as equipes de trabalho nas ruas. A testagem em casa é feita nos mesmos bairros onde as ações acontecem. Desde o início da pandemia 8.488 petropolitanos testaram positivo para covid-19 e 292 petropolitanos morreram vitimas da doença. O infectologista e diretor da Faculdade de Medicina, Paulo César Guimarães, considera positiva a  ampliação da testagem, mas alerta que a sociedade não deve negligenciar os riscos da covid-19.

- As pessoas estão negligenciando a doença como se fosse algo que ficou no passado, mas a covid-19 faz parte do presente e ainda fará parte do futuro por algum tempo. É uma doença que mata e mata pessoas de todas as idades. Os cuidados para a prevenção não podem ser abandonados até que haja uma vacina e a população seja imunizada - afirma o infectologista.

- Estamos tendo uma aceleração muito grande de casos, o que está claramente ligado ao relaxamento das medidas de isolamento e de restrição. Vemos todos os dias pessoas sem máscara, em aglomerações e sem as medidas de higiene necessária. A sociedade se desarmou do real perigo que é a covid-19 - avalia o presidente da Unimed Petrópolis,  Rafael Gomes de Castro.

O presidente da cooperativa de médicos destaca que mesmo quem já teve a covid, não pode baixar a guarda e abandonar os cuidados.  - Mesmo quem já teve covid pode ter um novo quadro e desenvolver  infecção grave. Nos primeiros momentos estávamos preocupados com o surto atingir a população de idosos e pessoas com comorbidades, como diabetes, hipertensão e obesidade, por exemplo. Mas o que vimos na prática foram pessoas de todas as idades desenvolvendo o quadro grave da doença, inclusive com alguns indo a óbito - alerta.

Dados da Secretaria de Saúde apontam que em 48h nove pessoas precisaram de internação em hospitais das redes pública e privada por conta da covid-19. Boletim divulgado no início da noite de segunda-feira (16.11) apontava 47 pacientes internados. Ontem o número subiu para 56. Destes, 32 pacientes estavam em leitos de UTI e 24 em leitos clínicos. Na segunda era 30 em leitos de UTI e 17 em leitos clínicos. 

Testagem em casa começaram ontem na 24 de Maio e no Carangola

A Secretaria de Saúde iniciou ontem a testagem em casa. A partir de agora, quatro equipes se dividem no trabalho, duas mantidas em pontos fixos, e outras duas percorrendo residências oferecendo a testagem.

- A testagem em massa é uma estratégia usada em todo mundo para que se possa acompanhar a situação real da pandemia, avaliando se o número de casos está aumentando ou diminuindo. Principalmente para que se identifique e orientem para o isolamento aqueles pacientes assintomáticos, que desconhecendo que estão infectados disseminam a doença - destaca o infectologiasta e diretor da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Paulo Cesar Gumarães.  

As primeiras ações aconteceram nas comunidades 24 de Maio e no Vale do Carangola. Na 24 de Maio uma das equipes fez o atendimento fixo na Escola Municipal Clemente Fernandes, outra, percorreu casas na comunidade fazendo os testes. Na comunidade forma realizados 305 testes, 19 deles com resultado positivo para a covid-19.  

No Vale do Carangola, a equipe fixa ficou na Escola Municipal Lúcia de Almeida Braga e outra, também móvel, testou moradores de casa em casa. No bairro foram realizados 146 testes e cinco pessoas tiveram resultado positivo.

A secretária de saúde do município, Fabíola Heck, destaca que o objetivo dosd trabalhos continua sendo o de salvar vidas.

 - Iniciamos o novo processo para dar mais facilidade aos moradores, como no caso dos idosos, e agilidade às testagens. Além disso queremos intensificar o processo de testagem para a prevenção da segunda onda da doença com o objetivo principal de zelar pela saúde da população. Nossa expectativa é acessar o maior número de pessoas possível e, a partir disso, ter um monitoramento ainda mais fiel dos quadros de covid-19 na cidade - afirma a  secretária.
A prefeitura reiniciou as ações de testagem em massa na quarta-feira da semana passada.  As ações foram realizadas em diferentes pontos do Centro,  e nos bairros Nogueira, Araras, Alto da Serra, Corrêas, Pedro do Rio, Posse e Cascatinha. Para os atendimentos é exigido um documento de identificação com foto e não é necessária a realização de cadastro prévio.

O resultado é entregue em 15 minutos pela equipe técnica responsável pelo trabalho. De acordo com a Secretaria de Saúde, a testagem em massa acontece sempre das 9h às 16h. Nesta quinta-feira (19/11), os locais atendidos pelas equipes fixas e móveis estarão no Madame Machado (Escola Municipal Amélia Antunes Rabello) e no Vila Rica (Escola Municipalizada Santa Teresinha).



Edição anterior (2201):
quinta-feira, 19 de novembro de 2020
Ed. 2201:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2201): quinta-feira, 19 de novembro de 2020

Ed.2201:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior