Edição anterior (1669):
quinta-feira, 06 de junho de 2019
Ed. 1669:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1669): quinta-feira, 06 de junho de 2019

Ed.1669:

Compartilhe:

Voltar:


  Acidente

Corpo de Bombeiros divulga ranking de acidentes de trânsito em Petrópolis

Avenida Barão do Rio Branco é a mais afetada

Lucas Gomes- Especial para o Diário

O Corpo de Bombeiros desenvolveu um estudo quantitativo e qualitativo sobre o número de acidentes de trânsito em Petrópolis. Os números são do ano de 2018, onde Petrópolis liderou esse ranking negativo na Região Serrana com 798 acidentes de trânsito. Segundo dados dos bombeiros, em 96 casos registrados no ano passado, o motorista não possuía habilitação.

A intenção da corporação é prevenir e buscar soluções para coibir e diminuir tais ocorrências. Os dados abrangem o horário, o local e o tipo de acidente ocorrido. Em ação com os demais órgãos responsáveis pelo trânsito da cidade, os bombeiros planejam ações como redutores de velocidade, radares entre outros.

NÚMEROS:

Acidentes

Barão do Rio Branco: 53

União e Indústria: 53

Bingen: 29

As vias com maiores números de incidentes são a Avenida Barão do Rio Branco, Estrada União Indústria, com 53 acidentes cada, e Rua Bingen com 29 ocorrências. A maioria dos acidentes acontece às sextas-feiras, domingos e segundas-feiras, com o tipo mais comum  sendo o que envolve a colisão de veículos, principalmente o choque entre carros e motos. Ao todo, três vítimas acabaram morrendo nestes acidentes e 330 pessoas ficaram feridas.

O Comandante do 15º Grupamento de Bombeiros Militar, tenente-coronel Gil Kempers, falou sobre as medidas mais eficazes para diminuir esse tipo de problema na cidade.

- Primeiro temos que pedir a população para respeitar as leis de trânsito, usar os capacetes e respeitar os limites de velocidade das vias. Se beber, não dirigir. Pretendemos fazer uma reunião com as autoridades para propor medidas como instalação de quebra-molas e redutores de velocidade - afirmou Kempers.

Em entrevista concedida no mês de maio deste ano, o comandante Kempers já demonstrava preocupação com o grande numero de acidentes na cidade, salientando os gastos que eles acarretam.

– Quando ocorre um acidente, há o gasto para realizar o socorro, com deslocamento e uso de materiais; com o atendimento médico nas unidades hospitalares; e também o fato de a pessoa acidentada, em muitos casos, deixar de produzir temporária ou definitivamente, podendo, também, receber benefícios pelo afastamento. Além disso, vítimas de acidentes de trânsito são beneficiadas com o seguro DPVAT, o que também gera gasto para o poder público, o que afeta diretamente a população – finalizou o comandante.

Até o fechamento desta edição, a Prefeitura não respondeu aos questionamentos realizados a respeito das medidas a serem tomadas para diminuir os acidentes.



Edição anterior (1669):
quinta-feira, 06 de junho de 2019
Ed. 1669:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1669): quinta-feira, 06 de junho de 2019

Ed.1669:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior