Edição anterior (2020):
sexta-feira, 22 de maio de 2020
Ed. 2020:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2020): sexta-feira, 22 de maio de 2020

Ed.2020:

Compartilhe:

Voltar:


  Covid-19

 

 

Covid-19:  250 petropolitanos fazem teste para pesquisa Ibope e Ministério da Saúde

Jaqueline Ribeiro - especial para o Diário

Equipes contratadas pelo Ibope para colher dados em uma pesquisa técnica do Ministério da Saúde sobre o comportamento do coronavírus nas cidades brasileiras  concluíram ontem a primeira etapa dos trabalhos em Petrópolis. Os testes rápidos para covid-19 foram realizando em 250 moradores em 25  diferentes bairros dos cinco distritos da cidade.

- É uma pesquisa por amostragem que tem participação de equipes da Universidade de Pelotas. São 18 pessoas treinadas que estão indo às casas para fazer as entrevistas e realizar os testes rápidos que identificam se a pessoa já teve contato com o coronavírus. Os resultados saem em 15 minutos, são enviados ao Ministério da Saúde e informados na hora ao morador, que em caso positivo recebe também orientações para ficar em isolamento - explica Daniel Francisco que coordena os trabalhos da empresa Renovath, contratada pelo Ibope para o trabalho de campo.

Para identificar como está sendo a circulação do coronavírus em cada região da cidade, o levantamento  prevê ainda coleta de dados e realização de testem em outras duas etapas. - Em 15 dias voltaremos aos mesmos bairros e visitaremos outros imóveis sorteados aleatoriamente pelo sistema para realizarmos novos testes. Após um novo intervalo de 15 dias as equipes retornam em fazem novos teste em moradores de outras residências - pontua.

Ao fim dos trabalhos, 750 pessoas de 25 localidades serão testadas para covid-19.  Para fazer os testes, as equipes, algumas acompanhadas por agentes de Saúde do município, identificam a residência a ser abordada em uma seleção aleatória feita pelo sistema. Diferente das demais pesquisas Ibope, neste caso, o pesquisador precisa entrar no imóvel, onde coloca os equipamentos de proteção individual para fazer o teste - Como medida de proteção, os EPIs (luvas, toucas, máscaras, e capotes) são trocados a casa que eles visitam. Paramentado com os equipamentos, ele colhe o material para o teste e durante os 15 minutos necessários para o resultado, o morador sorteado responde a um questionário - explica, lembrando que o resultado é imediatamente informado ao morador.     

Ao final de todo o trabalho, o Ministério da Saúde será informado e notificará às secretarias de saúde de todos os municípios participantes  - O apoio das autoridade de Petrópolis foi fundamental para conseguirmos realizar os testes com tranquilidade e cumprir a meta na cidade - afirma Daniel Francisco.



Edição anterior (2020):
sexta-feira, 22 de maio de 2020
Ed. 2020:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2020): sexta-feira, 22 de maio de 2020

Ed.2020:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior