Edição anterior (1963):
quinta-feira, 26 de março de 2020
Ed. 1963:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1963): quinta-feira, 26 de março de 2020

Ed.1963:

Compartilhe:

Voltar:


  Covid-19


Covid-19: Infectologistas orientam população a manter isolamento social

PMP mantém medidas duras para conter aceleração de contágio do coronavírus

Jaqueline Ribeiro  - especial para o Diário de Petrópolis

Um dia após as polêmicas declarações do presidente da república, Jair  Bolsonaro em pronunciamento à nação sobre as medidas adotadas por municípios e estado frente ao coronavírus, especialistas orientam à população a manter o sistema de isolamento social, como principal medida preventiva ao covid-19.  Com 15 anos de atuação como especialista em infectologia, o diretor médico do hospital SMH Beneficência Portuguesa, Luís Arnaldo Magdalena considera acertadas as medidas adotadas por autoridades para reduzir aglomerações e reduzir a velocidade de propagação do coronavírus.  Petrópolis contabiliza uma morte, três casos confirmados e 64 notificações.

- Nos próximos 14 dias é fundamental que as pessoas permaneçam em suas casas, evitando o contato e a transmissão interpessoal. O isolamento social é a única forma de retardar e diminuir o impacto no sistema da Saúde. Este afastamento das pessoas é a forma mais eficiente de diminuir a taxa de pessoas infectadas e por consequência reduzir o número de internações. Se isso for feito, conseguiremos reduzir o número de pessoas contaminadas e evitando  a sobrecarga que pode inviabilizar o sistema de Saúde, como vemos acontecer em outros países - disse.

O especialista explica que a diminuição de velocidade do contágio também é fundamental para que haja tempo da rede de saúde estar estruturada para atender a demanda, principalmente nos casos graves.  - As orientações para as pessoas continuam as mesmas: elas devem ficar em casa e evitar o contato interpessoal. Isolamento social significa dizer que as pessoas não devem fazer reuniões em casa, churrasco, receber amigos ou parentes. É muito necessário neste momento que as pessoas entendam isso - afirma, lembrando que abraços, beijos e apertos de mão também devem ser evitados neste período.

O infectologista orienta ainda que durante este período, em função do coronavírus,  pacientes com sintomas de problemas respiratórios só devem procurar a  rede de saúde para casos mais graves.  - O ideal é que a pessoa vá até o hospital  somente nos casos de agravamento do quadro de saúde, ou seja, se ela sentir falta de ar ou apresentar dificuldade para respirar, ou nos casos de febre persistente - orienta

Infectologista e diretor da Faculdade de Medicina, o médico Paulo Cesar Guimarães reforça as orientações para a população, chamando atenção para os cuidados a serem adotados no dia a dia.  - As pessoas devem reforçar os hábitos de higiene, lavando bem as mãos com água e sabão, o alcool gel, proteger a boca e o nariz com o antebraço ao tossir ou espirrar, não compartilhar utensílios domésticos, como talheres, toalhas,  assim como celulares, tablets e computadores. A prevenção é o melhor caminho - orienta.    

Prefeito mantém medidas para conter propagação do coronavírus

Com medidas duras como o adiamento das aulas, o fechamento do comércio e a instalação de barreira sanitária nas entradas da cidade, o prefeito Bernardo Rossi reagiu às declarações do presidente Jair Bolsonaro. 

- Nossas medidas são duras, e continuam valendo. Escolhemos a vida. A ciência já demonstrou e a experiência de países onde o coronavírus passou comprovou na prática o alto risco de transmissão e a letalidade dessa doença. Tomamos medidas duras, mas visando sobretudo preservar a vida das famílias petropolitanas. O isolamento social ainda é nossa maior arma para prevenir a propagação do vírus e por isso vamos manter - garante o prefeito

A secretária de Saúde Fabiola Heck também destacou a importância das medidas adotadas para conter a propagação da covid-19.

- Sigo trabalhando pautada no Ministério da Saúde e na Secretaria Estadual de Saúde. O posicionamento presidencial não aparentou estar alinhado ao que deve ser feito pelo país. Petrópolis vai manter os decretos e o isolamento para que a cidade siga protegida - afirma a secretária de Saúde,  Fabiola Heck



Edição anterior (1963):
quinta-feira, 26 de março de 2020
Ed. 1963:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1963): quinta-feira, 26 de março de 2020

Ed.1963:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior