Edição anterior (1562):
terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
Ed. 1562:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1562): terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Ed.1562:

Compartilhe:

Voltar:


  Diário Comunidades

Cratera deixa moradores do Vale do Carangola apreensivos

 

Natália Rodrigues

natalia.rodrigues@diariodepetropolis.com.br

Há pelo menos um mês, os moradores da comunidade Vale do Carangola estão receosos devido a abertura de uma grande cratera na Rua Waldemar Vieira Afonso. Segundo relatos feitos ao Diário, a população teme que devido aos riscos de afundamento da pista, as empresas de ônibus suspendam a passagem dos veículos pelo local.

Ângela Maria Samuel da Silva Rosa é a presidente da Associação de Moradores e contou que ofícios já foram enviados a prefeitura, mas ao longo de todo esse tempo somente uma equipe apareceu para sinalizar a área.

- Já entregamos alguns ofícios à prefeitura falando dos riscos que a cratera apresenta para a segurança da população, mas ninguém veio aqui fazer nada. Um carro da secretaria de obras que colocou umas fitas para isolar e alertas as pessoas do perigo – disse.

A presidente assim como os demais moradores estão preocupados que a cratera impeça a passagem do ônibus que atendem a região. Segundo Ângela, no último sábado (16), um fiscal foi ao local vistoriar o buraco e queria retirar os veículos já no mesmo dia.  Trafega pela região as linhas 516 – Vale do Carangola, da Viação Cascatinha que também atende a localidade do Vicenzo Rivetti localizada no mesmo bairro, e a 519 – Vale do Carangola, da empresa Turb com itinerário até o Terminal de Corrêas.

- O fiscal da Turb esteve aqui vendo como está a cratera e não queria deixar que o ônibus da Turb que vem do Terminal de Corrêas passasse por aqui, mas conversamos e o expliquei que já tinha feito pedidos à prefeitura e estava aguardando uma definição para esta semana. Essas linhas são muito importantes para os passageiros principalmente a da Turb que passa pela Estrada União e Indústria e Rua Carvalho Júnior se forem retiradas como as pessoas irão trabalhar? - indagou.

Em outro ponto, ainda na mesma pista, um buraco ao lado da tampa de uma rede da Águas do Imperador que já havia sido tapado com asfalto meses atrás voltou a afundar.

- Nesse outro buraco foi jogado asfalto há algum tempo só que está afundando novamente. Esperamos que os reparos sejam feitos enquanto está no início antes que piorem – falou.

Prefeitura e empresas de ônibus respondem sobre o assunto

Em nota, a empresa Turb Petrópolis informou que encaminhou ontem (18) um ofício para a Prefeitura pedindo que sejam tomadas providências na Rua Waldemar Vieira Afonso onde um buraco no meio da pista está prejudicando a circulação dos ônibus da linha 500.

A prefeitura respondeu que a Secretaria de Obras está providenciando os materiais necessários para fazer o serviço de manutenção de rede de águas pluviais na Rua Waldemar Vieira Afonso.

Questionamos a Águas do Imperador sobre os assuntos abordados, porém, não obtivemos respostas até o término da matéria.



Edição anterior (1562):
terça-feira, 19 de fevereiro de 2019
Ed. 1562:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1562): terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Ed.1562:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior