Edição anterior (2288):
domingo, 14 de fevereiro de 2021
Ed. 2288:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2288): domingo, 14 de fevereiro de 2021

Ed.2288:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Cuidados com a pele e o cabelo no verão

Sol, mar e piscina podem causar ressecamento

Jaqueline Gomes

 

Com as altas temperaturas comuns no período de verão, a pele e os cabelos acabam sofrendo danos devido a exposição ao sol, água do mar e o cloro das piscinas. A dermatologista Patricia Fernandes diz que a pele deve ser preparada para receber os raios solares. “Muitas vezes, alguns cuidados básicos podem ajudar bastante, como beber água ou sucos naturais, comer frutas e verduras, usar hidratantes e, sempre, aplicar filtro solar de, no mínimo, fator 15”, afirma.

A exposição ao sol, mesmo em um curto período (10 minutos) já é o suficiente para provocar queimaduras. Segundo a dermatologista, o protetor solar deve ser passado meia hora antes da exposição ao sol e o ideal é passar sem a roupa de banho e distribuir bem pelo corpo.

- As partes do corpo que ficam mais expostas aos raios solares devem ser as mais protegidas, como rosto, ombros, orelhas e nuca. É preciso reaplicar o filtro solar com frequência: pelo menos, a cada 2 horas, ou de acordo com a intensidade da transpiração ou com a quantidade dos banhos de mar ou piscina – recomenda a médica.

Muitas pessoas esquecem que, mesmo à sombra, a proteção é necessária, já que os raios solares refletem em superfícies como a areia, o concreto e a água. Patricia lembra que “cuidar da pele não é frescura e que é importante ter esse cuidado, principalmente na infância e na adolescência (até os 25 anos), assim, com certeza, a pessoa terá uma pele mais saudável na vida adulta, com uma menor possibilidade de aparecerem as manchas senis e também com menos rugas”, orienta.

A dica então é acordar cedo, passar o protetor solar de, no mínimo, fator 15, expor-se ao sol até às 10h e depois das 15h, ter uma alimentação leve, com frutas, verduras e muita água e abusar dos hidratantes após o banho.

- Os homens, da mesma forma, devem usar filtro solar e hidratantes. Hoje, esses produtos já estão disponíveis em gel ou spray, o que facilita bastante para os que têm muitos pelos, além de não deixar a pele muito melada - diz a dermatologista. Segundo ela, o segredo é não querer se bronzear em um dia. “No período de uma semana a 10 dias, você adquire um bronzeado de acordo com sua pele, muito mais duradouro e sem riscos”, afirmou. Ainda de acordo com a médica, na praia ou piscina é bom evitar ficar muito tempo com as roupas de banho molhadas ou ficar muito tempo em contato com a areia, porque pode favorecer o aparecimento de fungos e bactérias na pele.

- E, se houver aparecimento de feridas, é importante procurar um especialista, porque, às vezes, a pessoa pode ter adquirido uma infecção, pensa que é uma micose e usa o creme errado; ou está com uma micose, acha que é alergia e acaba usando um creme à base de cortisona. Isso acaba piorando. Então, na dúvida, vale procurar um médico. Qualquer processo infeccioso, se tratado adequadamente, em sete dias está curado - concluiu a dermatologista.

 

Cabelos também precisam de cuidados

Muito sol, vento, água do mar, cloro, areia, são fatores que podem agredir os cabelos, fazendo com que os mesmos percam muita água e proteína e, com isso, fiquem desbotados, ressecados e com aquelas indesejadas pontas duplas.
Para evitar tudo isso, a cabeleireira Lúcia de Oliveira informa que existem alguns artifícios para minimizar esses estragos, como por exemplo, usar o filtro solar que seja específico para os seus cabelos. “Além de protegê-los do sol ainda os deixam mais bonitos e resistentes”, afirma.
Depois de um banho de mar, sempre que possível, lave os cabelos com água doce e aplique creme sem enxágue para desembaraçar melhor os cabelos e hidratá-los de uma maneira adequada. Se for um banho de piscina, não se esqueça de usar também produtos que forneçam uma barreira protetora aos seus cabelos, pois quando em contato com o cloro, a química usada em colorações, alisamentos e permanentes, podem provocar ainda mais ressecamentos e desidratações aos fios de cabelos.
- Para as loiras essa atenção deve ser redobrada, pois, além de deixar os cabelos fracos, o cloro pode modificar a coloração do cabelo, deixando-o com uma cor um tanto esverdeada - alertou Lúcia.
Para evitar os danos causados pelo vento, use um gel sem álcool ou passe silicone nos fios. Outra opção também é fazer uma trança não muito apertada para que seu cabelo não fique muito exposto. Uma indicação importante é que se faça o uso de xampu sem sal sempre e de um anti-resíduos uma vez por semana, assim você estará eliminando as películas de sujeira e os deixando com mais vida.

- Outra opção também é fazer um banho de creme, que ajudará a hidratar e dar brilho aos seus cabelos - disse a cabeleireira. Evite o uso de presilhas de ferro e elásticos finos e apertados, pois eles podem puxar e quebrar as madeixas. Escolha prendedores do tipo acolchoados e piranhas de plástico. Nunca se esqueça de sair de casa com boné ou chapéus, esses estarão protegendo seus cabelos e seu rosto - concluiu Lúcia.

 



Edição anterior (2288):
domingo, 14 de fevereiro de 2021
Ed. 2288:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2288): domingo, 14 de fevereiro de 2021

Ed.2288:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior