Edição anterior (1488):
sexta-feira, 07 de dezembro de 2018
Ed. 1488:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1488): sexta-feira, 07 de dezembro de 2018

Ed.1488:

Compartilhe:

Voltar:


  Cursos

Curso de Boas Práticas para o Manuseio de Alimentos tem última edição do ano

Com inscrições gratuitas, curso é ministrado por técnicos Vigilância Sanitária


 O curso de Boas Práticas para Manipuladores de Alimentos terá a próxima edição nesta segunda-feira (10.12). Os técnicos da Coordenadoria da Vigilância Sanitária trabalham as normas de manuseio e armazenamento dos alimentos. As técnicas são voltadas para os profissionais da área de alimentação, mas a participação é aberta para o público em geral. O curso é gratuito e os interessados ainda podem se inscrever para a aula que terá duração de quatro horas, de 9h às 13h, e será ministrada na sede da Defesa Civil, na rua Buarque de Macedo, 128 – Centro.

As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (07.12), das 8h às 17h, pelos telefones 2246-9209 ou 2246-9041 e pelo e-mail covisapetropolis@gmail.com.

O curso é ministrado mensalmente, desde agosto de 2017 e cerca de 700 pessoas já participaram. “Esse curso é uma importante iniciativa do setor de vigilância sanitária. O trabalho vai além das fiscalizações nos estabelecimentos comerciais, queremos que os profissionais sejam preparados para trabalhar no ramo de alimentação”, destaca o prefeito Bernardo Rossi. O curso segue a resolução da Anvisa, que estabelece normas para a atuação na categoria de alimentos.

De acordo de a fiscal Sanitária Juliana Freitas, o curso pretende preparar as pessoas que trabalham no ramo de alimentação na cidade. As normas determinam boas práticas para qualquer estabelecimento que atua com a manipulação de alimentos. No curso, os participantes recebem orientações de como proceder em mercados, restaurantes, lanchonetes, padarias, quiosques, barradas de eventos, food trucks, em qualquer tipo de negócio que atue com alimentos. “Eles passam a ter noção de como devem proceder, desde a estrutura do estabelecimento à forma do manuseio e armazenamento”, comenta Juliana.

Com mais de um ano de realização, os resultados dos cursos já são vistos durante as vistorias em estabelecimentos e eventos da cidade. “Essa é uma ação educativa, pois em muitas inspeções feitas pela Vigilância, observamos que as infrações encontradas foram por falta de conhecimento”, destaca a fiscal. Juliana comenta que em eventos da cidade já observam a mudança na postura das pessoas. “Vemos que as pessoas estão preocupadas com as boas práticas, os comerciantes estão mudando a postura”, reforça

Nas aulas são enfatizadas condutas que garantem a higiene dos ambientes e dos alimentos. É enfatizado o uso dos equipamentos de proteção, o cuidado com as unhas, com cabelos, com a identificação dos alimentos, armazenamento, entre outras normas. A consultora financeira Elaine Diniz, 46 anos, foi uma das pessoas que buscou o curso para dar início a uma nova atividade. Idealizadora de um projeto social que visa a produção de geleias e de receitas tradicionais, ela buscou orientações para dar continuidade aos trabalhos. “O curso foi de grande importância, me deparei com informações que eu desconhecia. Me dei conta de que não basta saber fazer a receita, tem que ter estrutura adequada para o manuseio dos alimentos”, frisou.



Edição anterior (1488):
sexta-feira, 07 de dezembro de 2018
Ed. 1488:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1488): sexta-feira, 07 de dezembro de 2018

Ed.1488:

Compartilhe:

Voltar:

Casando com Estilo








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior