Edição anterior (1641):
quinta-feira, 09 de maio de 2019
Ed. 1641:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1641): quinta-feira, 09 de maio de 2019

Ed.1641:

Compartilhe:

Voltar:


  Economia

Dados parciais do Observatório Macroeconômico da cidade serão apresentados

Iniciativa é da Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Agentes públicos, empresários e acadêmicos terão acesso aos dados parciais do Observatório Macroeconômico da cidade, que está sendo elaborado pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O objetivo é registrar os números relativos ao número de empresas e movimentação econômica de setores como Industria, Comércio e Serviços; Ciência, Tecnologia e Inovação; Trabalho e Renda; Agricultura, Abastecimento e Produção da cidade. O encontro será realizado nesta quinta-feira (10.05), às 18h, no auditório do Sicomércio - Rua Irmãos D'Angelo, nº 48, cobertura, Centro.

Os dados do Observatório estão sendo registrados a partir de levantamentos feitos pela Declan e Censo 2018 da Emater. Vale salientar que a Declan é uma declaração instituída pelo Estado com a finalidade de se levantar informações econômicas das empresas e que auxilia na apuração do valor da participação dos municípios no valor arrecadado em ICMS.

“O Observatório Macroeconômico é essencial porque mostra o perfil dos setores importantes para a economia da cidade e o número de empresas. Com os dados, podemos observar quais estão em crescimento e o que o poder público pode fazer para auxiliar, seja através dos incentivos fiscais ou fomentando novas parcerias com instituições educacionais que podem especializar a mão de obra necessária para esses setores”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Entre os pontos apresentados no Observatório estão os números crescentes de atendimento no Espaço Empreendedor – local preparado para receber os novos empresários e que oferece diversos atendimentos sem a necessidade de agendamento prévio e a distribuição de empresas por bairro: segundo o Declan, o 1º distrito ainda possui a maioria das empresas registradas na cidade – são 5.722 empresas, o que representa 63,90% do total da cidade. Em segundo lugar está Itaipava – são 1.398 empresas (15,61%). Em terceiro está Cascatinha com 1.245 empresas (13,90%); em quarto está a Posse com 237 estabelecimentos (3,65%); e em quinto lugar, Pedro do Rio – são 262 empresas (2,93%).

Ainda de acordo com o levantamento prévio, as atividades econômicas da cidade mais incidentes estão nos setores: comércio varejista, alimentação, confecção de artigos de vestuário e acessórios, agricultura, pecuária e serviços relacionados.

“O levantamento mostra que o comércio ainda é um setor forte na cidade e que a maior parte das empresas ainda estão no Centro da cidade. Com os dados consolidados podemos observar as tendências de crescimento em alguns bairros e de que forma o poder público pode atuar para incentivar a chegada de novos negócios na cidade. Vale salientar que esses números são parciais e o Observatório completo será divulgado quando todos os dados forem computados”, explica o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

O Observatório também constata que o setor de Tecnologia da Informação possui 480 empresas sendo 431 registradas e 33 empresas com site. Com relação a Trabalho e Renda, a pesquisa leva em consideração os números do Balcão de Empregos da prefeitura: em 2017 foram cadastradas 387 vagas e encaminhados para entrevistas 1.177 pessoas. Em 2018 foram cadastradas 491 vagas e encaminhados para entrevistas 2.037 currículos.

Com relação a agricultura o Observatório atualiza dados segundo um levantamento sobre o bairro Caxambu: 91% dos trabalhadores são do sexo masculino e 66% deles tem entre 40 e 60 anos. Além disso, 65% deles se dedicam exclusivamente a atividade agrícola e a maior parte se dedica a produção de verduras. O faturamento da atividade agropecuária no município - segundo dados do Censo da Emater 2018 - gira em torno de R$ 40 milhões por ano.



Edição anterior (1641):
quinta-feira, 09 de maio de 2019
Ed. 1641:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1641): quinta-feira, 09 de maio de 2019

Ed.1641:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior