Edição anterior (2290):
terça-feira, 16 de fevereiro de 2021
Ed. 2290:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2290): terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Ed.2290:

Compartilhe:

Voltar:


  Defesa Civil

Defesa Civil apresenta planejamento de ações de 30 a 100 dias

De acordo com secretário, projetos são voltados para melhorar atendimento ao cidadão de forma ágil e eficiente

Wellington Daniel/Foto - Arquivo

 

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias apresentou um planejamento de ações para a pasta com prazos entre 30 e 100 dias. O objetivo, segundo o secretário, tenente-coronel Gil Kempers, é mostrar as transparências das ações e os projetos em andamento, para poder melhorar o atendimento ao cidadão de forma ágil e eficiente.

O documento traz cerca de 30 projetos. O secretário também aponta que a pasta petropolitana “sempre foi modelo de boas ações no cenário brasileiro e internacional”. As ações da secretaria pensam além da estruturação operacional e administrativa.

- A geografia peculiar do município nos revela desafios, que envolvem sobretudo salvar vidas. Dessa forma, as ações da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vão além da estruturação operacional e administrativa. Desenvolver a integração com setores da administração pública, da iniciativa privada, e principalmente, a integração com a comunidade petropolitana reforçam o objetivo de desenvolver, com excelência, a redução de risco de desastres – afirmou.

Dentre os projetos, está a otimização do fluxo de vistorias técnicas. De acordo com o documento, esta é a maior demanda da pasta, ficando sempre próximo de 2.000 chamados anuais. Só em 2020, foram 1.925. Ao assumir, Kempers encontrou mais de 550 pedidos de vistorias pendentes.

Com isso, foram contratados mais três profissionais de engenharia civil e geologia. O resultado já foi visto em janeiro, com saldo positivo de queda no número de vistorias pendentes. Ainda na ampliação das equipes, o planejamento aponta para o ingresso de meteorologista, geóloga, técnico de edificações e geógrafo.

O documento ainda traz projetos relacionados a melhorias da estrutura do prédio da Defesa Civil e de sua operação. Um exemplo é a manutenção de viaturas operacionais e administrativas. Quatro estavam inoperantes e, após manutenção, voltaram a ficar disponíveis para atendimentos, duas tiveram pequenos reparos e três administrativas foram colocadas à disposição.

O trabalho também terá maior parceria com outros órgãos e secretarias. A Secretaria de Assistência Social, por exemplo, recebeu acesso ao sistema da Defesa Civil. Desta forma, poderá visualizar, em tempo real, os status das vistorias referentes a aluguéis sociais de famílias desabrigadas.

Os projetos ainda contemplam a criação de um programa de estágio, o aumento do número de agentes nas equipes de plantão – de três para cinco –, mapeamento e melhorias do processo de gestão, dentre outros.



Edição anterior (2290):
terça-feira, 16 de fevereiro de 2021
Ed. 2290:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2290): terça-feira, 16 de fevereiro de 2021

Ed.2290:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior