Edição anterior (1899):
quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
Ed. 1899:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1899): quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Ed.1899:

Compartilhe:

Voltar:


  Defesa Civil

Defesa Civil entrega cartilhas de prevenção de desastres na Rua Teresa

Local escolhido é o acesso para a 24 de Maio, bairro com maior índice de chuva nos últimos 30 dias

 

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias distribuiu cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural na Rua Teresa nesta terça-feira (21.01). A ação teve como objetivo orientar clientes e lojistas sobre como agir em caso de chuva forte. O local foi escolhido pelo fluxo grande de pessoas no comércio, além de ser acesso para o bairro 24 de Maio, local com maior índice pluviométrico nos últimos 30 dias – 762 milímetros de chuva. As duas sirenes da comunidade – Rua Nova e Morro do Estado – foram acionadas no dia 2 de janeiro deste ano.

“No dia em que as sirenes foram acionadas, choveu mais de sete vezes o esperado”, disse o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato, que liderou o trabalho das equipes na Rua Teresa. Ele, ao lado do corpo técnico da pasta, faz a análise para definir sobre o acionamento dos equipamentos. “Todos estão funcionando perfeitamente, mas é necessário cumprir um protocolo de acionamento, como expliquei em audiência pública na Câmara e também para lideranças comunitárias na noite de ontem (20.01)”, destacou.

A iniciativa da Defesa Civil foi elogiada por comerciantes e também por quem aproveitava o dia para fazer compras na Rua Teresa. Maria Isabel Gouveia, que mora em Niterói, destacou a importância de a população cumprir o seu papel. “Tenho parentes aqui na cidade e sempre acompanho as notícias das chuvas. Petrópolis é uma cidade com áreas de risco, então é importante que as pessoas não joguem lixo nas encostas ou façam construções irregulares”, disse.

Nos meses de novembro e dezembro, a Defesa Civil realizou a entrega desse material educativo nas 12 comunidades da cidade que contam com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme. Os agentes também vistoriaram cada um dos 15 pontos de apoio existentes nos bairros. A ação reforçou a importância das sirenes e preparou os locais para estarem abertos neste período.

“Cada vez mais a Defesa Civil está próxima da população, trabalhando o ano inteiro de maneira preventiva, antecipada e organizada. As ações em locais de grande circulação ajudam a levar as cartilhas para ainda mais pessoas, como também acontece nos terminais rodoviários", destacou o prefeito Bernardo Rossi. 

Os pontos de apoio precisam estar abertos para atender a população no momento em que a sirene é acionada, como explica o secretário de Defesa Civil. “Começamos nosso calendário ainda em novembro para garantir que tudo estivesse organizado para o verão. Nossas equipes seguem de prontidão, monitorando núcleos de chuva e os índices pluviométricos,  por todo esse período mais crítico", explica o coronel.

O trabalho na Rua Teresa faz parte Plano Verão 2020. Também estão incluídos neste planejamento o Defesa Civil nas Escolas, o Defesa Civil Jovem, o SOS Chuvas e o programa Rio Limpo. “É importante que os moradores de áreas de risco do município procurem um local seguro sempre que começar a chover forte, antes mesmo de a sirene tocar. Os alertas das sirenes são o último aviso", completa o secretário de Defesa Civil.

 

 



Edição anterior (1899):
quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
Ed. 1899:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1899): quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Ed.1899:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior