Edição anterior (1816):
quinta-feira, 31 de outubro de 2019
Ed. 1816:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1816): quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Ed.1816:

Compartilhe:

Voltar:


  Defesa Civil

Defesa Civil interdita casas no Vila Rica após fortes chuvas

Proprietário de construção irregular é multado e notificado a desobstruir galeria

Leticia Knibel – especial para o Diário

O temporal que atingiu o bairro Vila Rica, em Itaipava, na noite de terça-feira (29), provocou estragos na localidade e a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias precisou interditar três residências. Segundo o órgão, a medida preventiva foi necessária já que os imóveis ficaram completamente alagados.

 Ainda de acordo com a pasta, duas famílias (com o total de sete pessoas) foram encaminhadas para a residência de vizinhos. Outros sete moradores foram levados para a Escola Municipal Santa Teresinha, que serviu de ponto de apoio para a Defesa Civil no bairro. Vale ressaltar que ninguém ficou ferido.

No início da noite, moradores do bairro publicaram vídeos e fotos dos danos provocados pela chuva na região e ainda denunciaram uma construção irregular que, segundo os residentes, teria agravado a situação na localidade, principalmente após os bueiros ficarem obstruídos, não dando vazão para as águas pluviais.

A redação do Diário de Petrópolis conversou ainda na noite de terça-feira com moradores do Vila Rica que informaram que o volume de água triplicou devido aos problemas acima relatados. Os mesmos também relataram que haviam denunciado a irregularidade para a Prefeitura, mas até o momento nada havia sido feito. “Dezenas de casas ficaram alagadas, pessoas não puderam sair de suas residências ao mesmo tempo que a água invadia os imóveis. Muitos ficaram em pânico, assustados com a possibilidade de um desastre, além das famílias que perderam tudo”, relata uma moradora que preferiu não se identificar.

Sobre a construção irregular, a prefeitura informou que notificou e multou o responsável por uma movimentação de terra, que é a possível causa do entupimento de uma galeria de águas pluviais, que causou transtornos a moradores da região do Vila Rica, na última terça-feira, durante as fortes chuvas que atingiram a região.

Técnicos do Núcleo de Fiscalização da Secretaria de Obras, estiveram no local ainda na data - antes da chuva que atingiu o local. Na ocasião, o proprietário do terreno foi multado em R$ 4 mil. Nesta quarta (30), em nova vistoria dos fiscais, o responsável foi intimado a fazer a desobstrução das galerias de águas pluviais em um prazo de 48h.

As intervenções no local começaram em 2017 e previam a execução de obras de drenagem. Meses depois, no entanto, os trabalhos foram embargados pela Secretaria de Meio Ambiente em função de movimentações irregulares de terra. Na ocasião os responsáveis foram multados e o caso foi comunicado ao Ministério Público Estadual. O Núcleo de Fiscalização de Obras Particulares (Nufic) da Secretaria de Obras recebeu nova denúncia no dia 29, de que a atividade continuava a ocorrer de forma irregular. O entupimento da galeria de águas pluviais durante as chuvas de danificou e alagou moradias – três casas precisaram ser interditadas pela Defesa Civil.

- Na terça, a fiscalização aplicou uma multa por descumprimento do embargo e, agora, determinamos que ele faça a desobstrução das galerias. Se não for cumprido, o proprietário poderá sofrer novas sanções e até mesmo ser responsabilizado civil e criminalmente por danos aos moradores - explica o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.



Edição anterior (1816):
quinta-feira, 31 de outubro de 2019
Ed. 1816:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1816): quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Ed.1816:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior