Edição anterior (1824):
sexta-feira, 08 de novembro de 2019
Ed. 1824:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1824): sexta-feira, 08 de novembro de 2019

Ed.1824:

Compartilhe:

Voltar:


  Defesa Civil

Defesa Civil realiza simulado de evacuação de alunos do Plano Verão na Fábrica do Saber

 

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vai realizar o simulado do Plano Verão municipal no dia 19 de novembro, às 9h, na E.M. Fábrica do Saber, na Estrada da Saudade. O treinamento será a evacuação dos alunos da unidade escolar em caso de deslizamento de terra. O objetivo da ação é preparar e organizar as equipes de pronta resposta para o atendimento da população durante o período de fortes chuvas, que começa neste mês e vai até abril. Será a terceira edição do exercício, que acontece anualmente desde o início da atual gestão.

O simulado faz parte de um conjunto de ações da prefeitura com foco na prevenção aos desastres de origem natural. “Estamos empenhados em reunir cada vez mais informações sobre os riscos da cidade, reforçando as ações no eixo operacional, com treinamentos e simulados. Após o lançamento da versão atualizada do Plano Verão municipal, as equipes estarão ainda mais prontas para trabalhar em conjunto”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

O Plano Verão municipal está sendo atualizado pela Defesa Civil em conjunto com os outros 57 órgãos de resposta, aperfeiçoando o atendimento às ocorrências. O lançamento da edição de 2020 será no dia 21 de novembro, às 14h, na Casa dos Conselhos. O plano determina a função de cada órgão de pronta resposta nos atendimentos das ocorrências ocasionadas pelas fortes chuvas.

“Trabalhamos em cima das principais ameaças desta estação, que são os deslizamentos de solo ou rocha, inundações, rolamento de blocos rochosos, vendavais e tempestades de raios. Vamos coordenar o acionamento dos órgãos responsáveis pela resposta no momento do desastre”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato.

O secretário ainda reforça que ações de conscientização, como o Defesa Civil nas Escolas – que desenvolve atividades lúdicas com informações sobre prevenção, também se destacam. “O nosso trabalho ganhou o reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) por causa das nossas ações. São indicativos de que estamos no caminho certo”, afirmou o secretário.

Outra ação será um calendário de operações nas praças e nas comunidades que começa a funcionar em dezembro com o objetivo de orientar os moradores através de cartilhas com dicas de como agir em casos de deslizamento de terra e inundações. Os agentes também visitam os 15 pontos de apoio de cada um dos 12 bairros que contam com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme.

Neste ano, outra atividade de prevenção de destaque foi a participação de mais de 1,2 mil pessoas no “Exercício Simulado de Emprego da Força de Apoio à Defesa Civil”, que teve como base o 32º Batalhão de Infantaria Leve de Montanha, na Vila Militar. Além dos militares, participaram do exercício outras 15 agências de pronta resposta em casos de calamidade pública.

"A gente prioriza sempre a prevenção, mas não se pode deixar de estar preparado para o desastre. A participação do Exército, com a força humana e material, é muito importante para uma resposta ainda mais eficaz”, completa o coronel Paulo Renato.



Edição anterior (1824):
sexta-feira, 08 de novembro de 2019
Ed. 1824:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1824): sexta-feira, 08 de novembro de 2019

Ed.1824:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior