Edição anterior (1759):
quarta-feira, 04 de setembro de 2019
Ed. 1759:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1759): quarta-feira, 04 de setembro de 2019

Ed.1759:

Compartilhe:

Voltar:


  Política

Democratas deve entrar na base do governo Witzel

Nos meios políticos, se especula que a sigla deve ser o novo destino do prefeito Bernardo Rossi

Philippe Fernandes

Partido que vem crescendo no Estado do Rio desde a chegada de Rodrigo Maia à Presidência da Câmara, o Democratas deve ganhar ainda mais força nos próximos dias: a legenda deve ganhar uma das principais secretarias do governo Wilson Witzel, a pasta de Infraestrutura e Obras. Além disso, o DEM, que foi reforçado recentemente com a filiação dos prefeitos de Cabo Frio, Quissamã, Saquarema e São Fidélis, pode acolher também o prefeito Bernardo Rossi, hoje no MDB. Nomes próximos ao prefeito, como o Coordenador Especial de Articulação Institucional, Roberto Júnior, já embarcaram na canoa do DEM.

No caso da Secretaria de Infraestrutura e Obras, há três possibilidades, de acordo com nota publicada na coluna "Extra, Extra", do jornal carioca. O mais cotado, de acordo com a nota, é o presidente nacional da Juventude Democratas, Bruno Kazuhiro, cientista político e ligado ao vereador Cesar Maia. A indicação, no entanto, ainda não está fechada, uma vez que há uma corrente do partido que defende a nomeação do deputado estadual Carlo Caiado (que, inclusive, é próximo a Rossi) ou do ex-vereador carioca Alexandre Cerruti, também ligado à família Maia.

De acordo com informações que circulam no mercado político, o acordo incluiria uma aliança entre DEM e PSC para as eleições da capital do Estado. O Democratas (que conta com o ex-prefeito Eduardo Paes no seu quadro de filiados), indicaria o candidato a prefeito em 2020, com vice do PSC. Nas eleições de 2022, aconteceria o contrário: o PSC (que pode lançar Witzel à reeleição; ou, caso a candidatura do governador à Presidência se concretize, o nome do vice-governador, Cláudio Castro) indicaria o cabeça de chapa, com vice do DEM.

No entanto, o acordo a nível estadual pode não se repetir no município, caso a ida de Bernardo Rossi para o DEM vire realidade, uma vez que o PSC local mantém postura de oposição ao governo municipal.



Edição anterior (1759):
quarta-feira, 04 de setembro de 2019
Ed. 1759:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1759): quarta-feira, 04 de setembro de 2019

Ed.1759:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior