Edição anterior (1747):
sexta-feira, 23 de agosto de 2019
Ed. 1747:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1747): sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Ed.1747:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

 

 Foto: SerraDrone Petrópolis

Depois da capital, Petrópolis é a cidade mais visitada por estrangeiros

Cidade tem o índice de visitantes quase duas vezes maior do que a próxima na lista, Búzios

João Vítor Brum, especial para o Diário

Petrópolis tem vocação natural para o turismo, e tem provado que pode, cada vez mais, ampliar este setor, com eventos de grande porte sendo realizados na cidade e incentivos do governo municipal na área. O município, inclusive, atingiu em 2018 a categoria máxima do turismo nacional, sendo elevada para a classe A do Ministério do Turismo. Uma pesquisa realizada com mil turistas internacionais que visitaram a capital fluminense apontou que, entre 5 e 25 de julho deste ano, Petrópolis foi a segunda cidade mais visitada por estrangeiros no estado, atrás apenas do Rio de Janeiro.

A pesquisa citada foi realizada a partir de uma parceria entre a Associação dos Embaixadores do Rio de Janeiro e o Portal Consultoria em Turismo, com apoio da Fundação Cesgranrio, da Escola de Turismo Cieth e da Sérgio Castro Imóveis.

No total, 20 pesquisadores participaram do levantamento, que foi realizado em sete bairros da capital fluminense, como Copacabana, Centro e Barra da Tijuca. Das mil pessoas entrevistadas, 300 visitaram Petrópolis (30% do total), sendo a mais procurada depois da capital.

Depois da Cidade Imperial, vem Búzios, na Região dos Lagos, com 17% dos turistas; seguida por Paraty, na Costa Verde, com 15%; e Niterói, na Região Metropolitana, com 13%. Além de Petrópolis, a única cidade da Região Serrana mencionada foi Nova Friburgo, com 4%.

De acordo com dados divulgados pela Turispetro, os museus históricos e culturais da cidade apresentaram crescimento no número de visitantes no primeiro semestre deste ano. O Museu Casa do Colono e o Museu Casa de Santos Dumont, por exemplo, tiveram aumentos de 23,7% e 14,3% entre janeiro e junho, respectivamente, quando se compara com as visitas do ano passado.

Apenas durante a Bauernfest, principal evento do calendário municipal, a cidade recebeu cerca de 450 mil pessoas e movimentou R$ 55 milhões na economia local, ainda segundo a Prefeitura.

Confira o perfil dos visitantes

Dentre os turistas entrevistados, 18% vieram do Estados Unidos, 16% de Portugal, 13% da Argentina e 11% da França, sendo os principais citados. Também foram incluídos visitantes do Chile, Alemanha, Peru, Itália, Japão, Espanha e Canadá, mas não foi especificado quais as nacionalidades daqueles que vieram a Petrópolis.

Foi apontado, também, que 60% dos entrevistados eram homens e que, do total, 43% tinham entre 26 e 40 anos, o maior índice por faixa etária, seguido por pessoas entre 41 e 60, que representam 34%. Jovens de 18 a 25 anos representam 14% e pessoas com mais de 60 anos ficam com 9% do total.

Questionados sobre o grau de satisfação com a viagem, 85% dos turistas disseram que voltariam ao país, enquanto os 15% restantes não retornariam. Entre os principais pontos negativos, 37% destacaram a população de rua, 28% reclamaram dos vendedores ambulantes e 18% avaliaram mal a limpeza da cidade.

Já na parte positiva, se destacaram o sistema de metrô da capital, com 28% de menções, 21% elogiaram a receptividade da população e 18% gostaram do esquema de segurança nas áreas turísticas.

O gasto médio dos turistas também foi avaliado na pesquisa, que constatou que 48% das pessoas gastam entre 140 e 260 dólares por dia, 36% gastam até U$D 140 e apenas 16% gastam mais de 270 dólares diariamente durante a visita.



Edição anterior (1747):
sexta-feira, 23 de agosto de 2019
Ed. 1747:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1747): sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Ed.1747:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior