Edição anterior (1853):
sábado, 07 de dezembro de 2019
Ed. 1853:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1853): sábado, 07 de dezembro de 2019

Ed.1853:

Compartilhe:

Voltar:


  Cidade

Dezembro Verde contra o abandono dos animais

O mês visa conscientizar as pessoas sobre a guarda responsável dos animais

Yasmim Grijó


 Para a conscientização do não abandono de animais, diversas instituições e pessoas aderem às campanhas do dezembro verde. O fim do ano é marcado por o aumento de donos que abandonam seus animais, isto acontece bastante por ser períodos de férias, quando as famílias viajam e prezam mais por liberdade e optam em rejeitá-los. Apesar disso, nenhuma justificativa é levada em consideração a ponto do tutor não ser responsabilizado pelo abandono. Por essa razão, é importante que a sociedade denuncie esses casos.

Um dos protetores de animais que atua no município Domingos Galante, frisa que é muito importante conscientizar as pessoas que o animal não é um objeto, ele tem sentimentos, sente fome, sede e cria carinho pelo dono acima de tudo.

-Estes indivíduos devem ter a consciência na hora de adquirir um animal de estimação, comprando ou adotando. Saber que eles vivem anos e merecem ser tratados como filhos. Hoje em dia, o abandono tem se tornado cada vez maior. A castração em massa é muito importante para evitar esse número grande de animais largados pela cidade – disse.

A voluntária da Dog’s Heaven Entidade Filantrópica, Márcia Coelho, explica o dezembro verde é uma campanha de alerta contra o abandono de animais e este mês ficou marcado pela adoção impulsiva das pessoas, por desejo de crianças, e tendo muito descarte também. É sempre importante lembrar que o animal não é descartável.

-É  o mês que procuramos conscientizar as pessoas que o cachorro é um ser da família. E estamos vendo um desdenho muito grande com esses bichos de puro amor. Então, essa é a nossa maior preocupação neste fim de ano e devemos incentivar bastante a denúncia de pessoas que fazem o abandono e maus tratos - completou.

A Dog’s Heaven é uma entidade sem fins lucrativos que sempre está precisando de contribuições e parcerias. Eles acolhem mais de 250 animais abandonados ou que sofreram maus tratos. É uma luta de diária que precisa do apoio da população.

No dia 15 de dezembro, a instituição fará uma grande campanha chamada ‘’caominhada’’. A parceria será com os lojistas da Rua 16 de Março e neste dia também farão arrecadações de rações para estes animais carentes.

Para quem quiser ajudar a entidade, segue as informações: Banco Itaú – Agência: 8062 - Conta Poupança: 16395-4/500 – CNPJ: 18.667.467-0001/55.

A Coordenadoria de Bem-estar Animal (COBEA) é um órgão fiscalizador e de promoção de campanhas de conscientização. De acordo com informações, neste ano, são 502 denúncias de maus tratos cadastradas no órgão.  

A coordenadoria entregou 37 notificações técnicas - quando o veterinário indica quais são os procedimentos que devem ser adotados pelo responsável pelo animal, sendo passível ou não de penalidade, caso o proprietário não proceda com as recomendações. Em dois casos as pessoas foram multadas.

Em janeiro de 2019, foram 42 denúncias. Em dezembro de 2018, foram 24. A Cobea também realiza campanhas permanentes de orientação e conscientização nas escolas e nas comunidades. Para janeiro do ano que vem, a coordenadoria está organizando um calendário nos bairros, com a entrega de cartilhas sobre posse responsável de animais e maus tratos. Os locais escolhidos para essa ação serão os bairros com mais casos de maus tratos.

Outra função é dar suporte ao município em ações que envolvam a causa animal, como nas campanhas de castração.

Entendendo o dezembro verde

Essa campanha foi criada pelo protetor animal Alex Paiva, de Sobral, no Ceará. O ativista sentia a necessidade de falar sobre o abandono de animais diante das estatísticas. O Dezembro Verde surgiu de uma conversa com Alex Paiva do Ceará, diante do aumento do número de abandonos de animais no período de dezembro a fevereiro. A campanha passou por algumas alterações com relação à cor. Ao lado de outros protetores, como Goretti Queiroz de Pernambuco e Valéria Mendes de Brasília, o verde foi a cor escolhida.

Lei de abandonos de animais

O abandono é uma forma de maus-tratos, considerado crime, e está previsto no artigo 32 da lei 9.605/98. A pena é de três meses a um ano de detenção e multa.



Edição anterior (1853):
sábado, 07 de dezembro de 2019
Ed. 1853:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1853): sábado, 07 de dezembro de 2019

Ed.1853:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior