Edição anterior (2020):
sexta-feira, 22 de maio de 2020
Ed. 2020:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2020): sexta-feira, 22 de maio de 2020

Ed.2020:

Compartilhe:

Voltar:


  Geral

 

 

Dia do Abraço ganha significado simbólico no ambiente digital durante pandemia

Para marcar a data, laboratório Hermes Pardini estimula o movimento colaborativo "Esse Abraço É Seu" nas redes sociais como forma de expressar afeto e gentileza à distância

22 de maio de 2020 será um dia incomum. Em outros anos, a data em que se comemora o Dia do Abraço se perdia em meio à correria da vida, ao trânsito caótico das grandes cidades e aos compromissos inadiáveis do dia a dia das pessoas. Agora, quando uma nova rotina se impõe, quando estamos todos em casa, isolados devido à pandemia, celebrar a data comemorativa ganha um significado especial e simbólico. 

Pela importância do afeto para a saúde emocional das pessoas durante o isolamento social, o Hermes Pardini – referência em Medicina Diagnóstica no Brasil - estimula um movimento positivo de compartilhamento do gesto de autoabraço. O intuito é espalhar pelo país, mensagens de reconhecimento e afeto.

Como vai funcionar

Envolva-se num autoabraço e marque sua foto ou vídeo com a #EsseAbraçoÉSeu nas redes sociais. Para estimular o movimento social em ambiente virtual, quem quiser pode entrar no desafio da internet e convidar um @alguém para participar.

Como surgiu a iniciativa

A rede de laboratórios Hermes Pardini vem participando ativamente do esforço nacional de diagnóstico à pandemia do coronavírus no Brasil. “Desde o início do ano, o que temos visto são abraços dando lugar ao distanciamento. E quando temos que nos afastar das pessoas que mais importam para a gente, acabamos descobrindo a importância do afeto e da proximidade nas relações”, contou o gerente Executivo de Estratégia, Produtos, Marketing e Inovação do Hermes Pardini, Hernan Firpo. 

Em razão do distanciamento social, o Hermes Pardini vem direcionando novos serviços para o cenário virtual. Segundo ele, quando tudo isso passar - e logo vai passar -, teremos muito mais gente para abraçar além de nossos pais, avós, netos e amigos. “Passamos a valorizar mais as pessoas, especialmente as que deixam a segurança de suas casas para se colocar na linha de frente dessa pandemia”, explicou Hernan. Mas enquanto esse dia não chega, podemos distribuir abraços no universo digital – ambiente onde todos estamos conectados para manter nossas relações afetivas. “Vamos mostrar as pessoas em quarentena mandando abraços à distância (mas de todo o coração)”, concluir Hernan Firpo.   

Sobre o Grupo Pardini

Aos 60 anos, o Pardini se situa como um dos maiores Grupos de Medicina Diagnóstica do Brasil. Além das 122 unidades próprias (75 em Minas Gerais, 5 em São Paulo, 12 no Rio de Janeiro e 30 em Goiás), lidera o mercado de Apoio Laboratorial. São mais de 6 mil clientes (laboratórios, clínicas e hospitais) em todo o país, localizados em 1.900 cidades. Toda essa estrutura permite oferecer mais de 8 mil tipos de exames e a expertise nas áreas de análises clínicas, diagnóstico por imagem, genética molecular, testes oncológicos de alta complexidade, medicina nuclear, medicina personalizada e patologia cirúrgica. O Grupo tem a maior planta produtiva de automação laboratorial da América Latina.

 



Edição anterior (2020):
sexta-feira, 22 de maio de 2020
Ed. 2020:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2020): sexta-feira, 22 de maio de 2020

Ed.2020:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior