Edição anterior (1742):
domingo, 18 de agosto de 2019
Ed. 1742:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1742): domingo, 18 de agosto de 2019

Ed.1742:

Compartilhe:

Voltar:


  Automóveis
Diário Automóveis
COLUNA

Chevrolet Cruze Premier traz mudanças no visual e Wi-Fi para conexão com a internet

Tanto o sedã quanto o hatch do Chevrolet Cruze ganham a nova versão Premier, com tapa no visual e sistema que permite conexão automática de até sete dispositivos

 


EG Enio Greco

 

 (foto: Chevrolet/Divulgação)


De São Paulo (SP)* - O Chevrolet Cruze não está entre os modelos mais vendidos no país, mas mantém um público consumidor fiel, que procura um automóvel bem equipado e com bom desempenho. Sua participação é de 17% do segmento dos sedãs médio. A nova versão topo de linha Premier, disponível para sedã e hatch Sport6, chega com discretas alterações de estilo, mas mantém o conjunto mecânico.

A General Motors continua apostando na conectividade como um dos principais atrativos de seus modelos. Assim, a principal novidade do Cruze é o sistema Wi-Fi, que permite a conexão rápida com a internet. A antena permite captação de sinal 12 vezes melhor, possibilitando manter a rede em 4G sem interrupção. Ou seja, de acordo com a Chevrolet, em viagens mais longas, em lugares com zonas cinzentas, a possibilidade de manter a rede é maior.

 (foto: Chevrolet/Divulgação)


Serão oferecidos planos de dados com preços acessíveis, a partir de R$ 29,90. O sinal do Wi-Fi pode ser captado a 15 metros do veículo, possibilitando conexão com até sete dispositivos e permitindo que os passageiros usem tablets ou laptops para assistir filmes, ouvir músicas e acessar jogos. Serão três meses de degustação gratuita. Depois, o cliente passa a contar com quatro planos de dados: 2GB, 5GB, 10GB e 20GB. Em breve o Wi-Fi será disponibilizado também em outros modelos da marca.

 (foto: Chevrolet/Divulgação)
 (foto: Chevrolet/Divulgação)


A versão traz a nova geração da central multimídia MyLink, com tela tátil de 8 polegadas, duas entradas USB no console dianteiro (atrás não tem) e carregamento sem fio compatível com vários modelos de celulares. O MyLink agora traz sistema para reconhecimento do motorista – por meio da chave eletrônica que está no comando – e ajusta automaticamente o conteúdo da tela de acordo com as preferências memorizadas de cada usuário (aplicativos, estações de rádio etc). O sistema possibilita o pareamento com até dois celulares simultaneamente.

 (foto: Chevrolet/Divulgação)


ESTILO No que diz respeito ao estilo, o Cruze ganha nova grade, com a gravata centralizada e novo desenho interno. A parte inferior do para-choque também foi redesenhada, ganhando nova moldura dos faróis de neblina. No Cruze sedã, a grade ganha filetes cromados, enquanto no Sport6 ela é toda preta. Na traseira, as lanternas ganharam lente mais pronunciada, tipo 3D, e luzes de LED. As rodas são de liga leve diamantadas, com detalhes escurecidos, de 17 polegadas. O acabamento interno da versão Premier tem a combinação de cores preto e castanho. O couro está presente nos revestimentos dos painéis, nos bancos e no volante. O modelo ganha duas novas opções de cores na versão Premier: o marrom capuccino e o azul eclipse.

 (foto: Chevrolet/Divulgação)


CONJUNTO MECÂNICO O motor é o mesmo 1.4 turbo flex de 153cv (quando abastecido com etanol), e continua sendo disponibilizado com a transmissão automática de seis velocidades, mas sem as aletas para mudança de marchas atrás do volante. Falha grave! O modelo agora tem a opção de desativar o sistema start/stop, que desliga o motor em paradas para economizar combustível. É opção pra quem não gosta do liga e desliga do motor.

 (foto: Chevrolet/Divulgação)


O modelo passa a contar com frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, que atua na faixa de 8km/h a 80km/h. Outros sistemas de auxílio à condução disponíveis são os alertas de ponto cego, de mudança de faixa e de colisão frontal, que agora também passa a atuar com frenagem automática de emergência. O Cruze Premier traz ainda sistema de estacionamento semiautônomo, acionamento da ignição por controle remoto para prévia climatização da cabine, sistema de som de alta definição e banco do motorista com ajustes elétricos. A nova versão estará disponível no mercado a partir de setembro, quando a GM revelará seu preço oficial, que deve ficar em torno de R$ 120 mil.  
* Jornalista viajou a convite da General Motors

 

Ford confirma a chegada do SUV médio Territory para 2020, vindo da China

Ford Territory será vendido no Brasil e na Argentina, provavelmente com motor 1.5 turbo de 143cv e câmbio automático de seis marchas


EG Enio Greco

 

 (foto: Ford/Divulgação)


De São Paulo (SP)* - A Ford não tem passado por bons momentos em diferentes mercados, como no Brasil, Argentina e até mesmo nos Estados Unidos. Por aqui, a marca perdeu força com o fechamento da fábrica de São Bernardo do Campo e com a retirada de linha de modelos de volume como o compacto Fiesta e o médio Focus. A saída foi apostar nos SUVs, que estão em alta em vários mercados. E para fazer par com o queridinho EcoSport, a Ford resolveu trazer da China o utilitário-esportivo médio Territory, que começa a ser vendido no Brasil e na Argentina a partir de 2020.

A confirmação da chegada do Territory ao Brasil e Argentina foi feita pelo presidente da Ford América do Sul, Lyle Watters, que aposta no modelo como um dos pontos fortes da mudança do portfólio da marca. O SUV médio foi mostrado pela primeira vez por aqui no Salão do Automóvel de São Paulo do ano passado. Chamou a atenção do público e dos revendedores da marca, que fizeram pressão para a matriz autorizar a vinda do SUV para cá. E deu certo.

 

 (foto: Ford/Divulgação)


Desenvolvido e produzido na China em parceria com a JMC, o Territory não nega sua origem. O SUV tem linhas que lembram modelos chineses, com faróis estreitos horizontalizados, grade ampla e formas volumosas. Foi baseado no Yusheng S330, feito pela chinesa JMC. O modelo tem cerca de 4,60 metros de comprimento e 2,70m de distância entre-eixos. O modelo tem alguns detalhes que lembram o Peugeot 3008, como o teto descaído na coluna C e os comandos por teclas no painel.


 (foto: Ford/Divulgação)


Por dentro, o Territory se destaca pelo bom espaço e acabamento de qualidade, com material emborrachado e detalhes imitando madeira no painel. A central multimídia e o painel de instrumentos têm tela de 10 polegadas, com direito a sistema de carregamento de celular sem fio e câmera com visão de 360 graus. Entre os sistemas de assistência ao motorista disponíveis, destaque para piloto automático adaptativo, estacionamento automático, alerta de permanência em faixa e monitoramento de ponto cego.

 (foto: Ford/Divulgação)
 (foto: Ford/Divulgação)


A Ford não revelou os detalhes do conjunto mecânico que vai equipar o Territory no Brasil. A unidade que foi exposta estava equipada com motor 1.5 turbo EcoBoost de 173cv, mas a Ford afirma que não será esse. Tudo indica que por aqui o modelo usará um motor 1.5 turbo de 143cv, associado a um câmbio automático de seis velocidades. Quando desembarcar no Brasil, o SUV médio vai encarar concorrentes de peso como o líder do segmento Jeep Compass, além de Honda CR-V, Chevrolet Equinox, e Volkswagen Tiguan.

 (foto: Ford/Divulgação)


  O modelo fará sua primeira aparição pública depois da confirmação de sua chegada no Rock in Rio, em setembro. A Ford acredita na força de seu produto e na recuperação da economia no Brasil e Argentina para impulsionar suas vendas. A montadora não confirma oficialmente, mas tudo indica que o modelo será produzido posteriormente na Argentina. Os preços e as versões só serão revelados na véspera do lançamento, em 2020, mas acreditamos que a versão de entrada vai ficar na faixa dos R$ 115 mil.

* Jornalista viajou a convite da Ford do Brasil

 


Edição anterior (1742):
domingo, 18 de agosto de 2019
Ed. 1742:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1742): domingo, 18 de agosto de 2019

Ed.1742:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior