Edição anterior (2096):
quinta-feira, 06 de agosto de 2020
Ed. 2096:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2096): quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Ed.2096:

Compartilhe:

Voltar:


  Colunistas
Diário Automóveis
COLUNA
 

 

Fiat investe na mudança da imagem da marca e aposta em novos produtos para voltar à liderança

Marca italiana altera a logotipia, mas pretende uma mudança de conceito mais profunda, que inclui novos modelos de segmento ainda não explorado e a proximidade com os clientes

Portal Vrum/Enio Greco

 

Nova logomarca traz o nome Fiat em letras grandes destacadas na grade, que tem ainda o Fiat Flag menor no canto(foto: Jorge Lopes/EM/D.A Press)

  

A Fiat quer resgatar a força da sua imagem e uma posição mais alta no ranking das marcas no mercado brasileiro. Depois da criação da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), em 2014, a marca italiana começou a perder força, principalmente no segmento de automóveis, registrando um tímido 5º lugar no ranking dos mais vendidos em 2019. Para mudar essa história, a direção da montadora anunciou que implementará uma série de alterações, que passam por nova logotipia, modernização das concessionárias, novo conceito de comunicação com os clientes e lançamento de dois SUVs, segmento que até então não fazia parte do portfólio da marca.

A preocupação da Fiat é genuína, já que depois de liderar o mercado brasileiro de automóveis e comerciais leves por 12 anos (de 2005 a 2016), viu a concorrência crescer e a General Motors assumir a ponta. E a explicação é simples. Com a criação da FCA, o grupo virou o foco para os SUVs da Jeep – Renegade e Compass –, segmento que crescia a passos largos no país e no mundo. Com isso, os modelos da marca italiana perderam força no mercado, já que muitos eram projetos antigos, ultrapassados, como a família Palio, o Punto e o Bravo. A impressão que se tinha era de que, dentro do grupo FCA, a marca Fiat ficava em segundo plano, já que o sucesso de vendas dos Jeep Renegade e Compass faziam esquecer o cada vez mais fraco desempenho de mercado dos modelos Fiat.


Porém, a situação começou a mudar em 2016, com o lançamento da picape de tamanho intermediário Toro que chegou para, literalmente, atropelar a pioneira no segmento, a Renault Duster Oroch. A picape foi um sucesso de vendas e junto com a campeã Strada lideram até hoje entre os comerciais leves. Em 2017, a Fiat fez uma reformulação em sua linha e lançou o Argo, que chegou para atender os clientes de Punto e Bravo, que saíram de linha. No início do ano seguinte, veio o sedã compacto Cronos, que tinha a função de superar o baixo desempenho de vendas do Siena.


Mas todas essas mudanças não foram suficientes para alterar a situação da Fiat no mercado brasileiro. Em 2019, a marca fechou o ano no quinto lugar do ranking de mais emplacados no segmento de automóveis, com 8,9% de participação. No segmento de comerciais leves a Strada e a Toro garantiram a liderança da Fiat, com 41,49% de participação. Porém, na soma entre comerciais leves e automóveis, a Fiat fechou o ano no terceiro lugar, com 13,77% de participação, atrás da General Motors e Volkswagen. Em 2020, a situação melhorou um pouco, e no segmento de automóveis a Fiat subiu para o quarto lugar no ranking dos mais emplacados nos seis primeiros meses, com 9,26% de participação. No mesmo período, registrou 39,66% de participação entre os comerciais leves, mantendo a liderança, e 14,29% na soma dos dois segmentos, garantindo a terceira posição no ranking.

 

 As mudanças na logotipia da marca estão presentes na nova Strada(foto: Jorge Lopes/EM/D.A Press)

IMAGEM Para levantar e sacudir a poeira em 2020, iniciando um processo de retrabalho da desgastada marca e uma reação no mercado, a Fiat lançou a segunda geração da picape Strada, que além da carroceria de cabine dupla e quatro portas, trouxe a nova logomarca e a Fiat Flag, a pequena bandeira com as cores da Itália, ambas em destaque na grade frontal. De acordo com Herlander Zola, diretor do Brand Fiat e Operações Comerciais Brasil, esses são os elementos que vão evidenciar a “nova cara da marca”, reforçando a identidade ítalo-brasileira. O nome Fiat com letras grandes e a bandeirinha com faixas nas cores branco, verde e vermelho estarão também na linha 2021 de todos os modelos da marca. 


Mas Zola revela que a intenção vai muito além da mudança visual da marca. “Nosso objetivo é levar a percepção da Fiat a um novo patamar, tornando a marca mais forte, desejada e reconhecida pelo apreço ao cliente”, explica o executivo. Com isso, as concessionárias Fiat também entram em um processo de mudança, inaugurando uma nova forma de comunicação com os clientes, que passam a contar com o espaço não só para comprar carros, mas também para interagir com a marca.

 

 Conceito Fastback apresentado no Salão do Automóvel servirá de base para o SUV médio da Fiat(foto: Pedro Cerqueira/EM/D.A Press)

PRODUTOS Em relação a novos produtos, Herlander Zola confirmou que, apesar do atraso provocado pela crise imposta pelo novo coronavírus, a Fiat mantém a agenda de lançamento de dois novos SUVs. O primeiro está planejado para 2021 e usará a mesma plataforma do Argo, sendo um pouco maior por fora, mas com espaço interno semelhante ao do hatch. A expectativa é de que seja equipado com os motores 1.3 Firefly e 1.0 Turbo Firefly e câmbio CVT. Já o segundo SUV, médio, previsto para 2022, será baseado no conceito Fastback, apresentado no Salão do Automóvel de 2019. Só não se sabe se o modelo manterá a carroceria do tipo cupê ou se terá desenho convencional com configuração de sete lugares. 


O que se sabe, de acordo com Zola, é que ambos os SUVs terão preços abaixo dos Jeep Renegade e Compass, para evitar a canibalização. Além deles, a Fiat pretende trazer para o Brasil o novo 500 100% elétrico, que tem autonomia de mais de 300 quilômetros. Outra novidade da marca prevista para o ano que vem são os motores turbo flex de três e quatro cilindros (1.0 e 1.3), acompanhados do câmbio CVT, conjuntos mecânicos que serão aplicados nos novos SUVs e em outros modelos da FCA.

 

 Os novos motores turbo da marca italiana equiparão modelos de diferentes segmentos(foto: Enio Greco/EM/D.A Press)

“A intenção não é buscar a liderança, mas com os dois SUVs, os motores turbo e o câmbio CVT estaremos muito preparados para brigar pelas primeiras posições no ranking”, afirmou Herlander Zola. “A Fiat perdeu mercado nos últimos seis anos, mas voltou a crescer em 2019. Mesmo sem SUVs estamos conseguindo crescer”, afirmou Zola. A picape Strada continua tendo participação expressiva nas vendas da marca, que terá capacidade de investimentos limitada, mas Zola garante que começam a surgir sinais de recuperação.

 

==========================================================================

ZF lança câmeras  de última geração de assistência ao motorista 
  • A nova S-Cam 4.8 oferece um campo de visão expandido de 100 graus para funções aprimoradas de Frenagem Automática de Emergência - AEB, Assistência de Manutenção de Pista (LKA) para veículos semiautomatizados
  • Lançamento inicial será na América do Norte e já está em andamento
  • Com participação do EyeQ4 da Mobileye, a S-Cam 4.8 combina a mais avançada tecnologia de reconhecimento de objetos com a experiência em controle longitudinal e transversal da ZF

Farmington Hills, Mich., EUA / Friedrichshafen, Alemanha - A ZF, líder mundial  em fornecimento de câmeras automotivas, anunciou hoje o lançamento da  S-Cam4.8. O lançamento também conta com tecnologia de visão aprimorada da Mobileye, uma empresa do Grupo Intel, no novo Nissan Rogue nos Estados Unidos.

Essas novas tecnologias estão entre as primeiras câmeras a oferecer a capacidade de um campo de visão horizontal de 100 graus, a S-Cam4.8 que representa outro importante passo à frente no cumprimento das futuras classificações de segurança de 5 estrelas Euro NCAP e requisitos IIHS Top Safety Pick +, além de regulamentos de segurança gerais que exigem protocolos de teste cada vez mais rigorosos para sistemas decisivos de segurança.

“A  S-Cam 4.8 oferecerá aos clientes da ZF a oportunidade de refinar ainda mais sistemas como a Frenagem Automática de Emergência – AEB  para pedestres e ciclistas, com o melhor desempenho de Assistência de Manutenção de Pista – LKA, da categoria”, disse Christophe Marnat, vice-presidente executivo e gerente geral da divisão de Electronics e ADAS da ZF. "O sistema também oferecerá a perspectiva de mais funções de conveniência de condução semiautomatizada, como em rodovias - Highway Driving e o assistente de congestionamentos -Traffic Jam Assist, para um amplo leque de carros de passeio".

A ZF e sua parceira Mobileye, projetam, desenvolvem e entregam sistemas avançados de câmeras baseados no processador EyeQ4® da Mobileye para tecnologia de reconhecimento de objetos, eficaz para proteger  usuários vulneráveis nas estradas. A ZF incorpora essa tecnologia em sua inovadora família de câmeras S-Cam, que também inclui uma versão premium da TriCam4, de três lentes premium, pioneira no setor, com funções avançadas de condução semiautomatizada, entre elas uma lente teleobjetiva para recursos aprimorados de detecção de longa distância e uma lente “olho de peixe”, para detecção aprimorada de curto alcance com um campo de visão mais amplo.

"A Mobileye continua liderando a indústria na transição para câmeras com Campo de Visão - FOV mais amplos, que aprimoram a capacidade de Frenagem de Emergência Automática - AEB e abordam uma ampla gama de cenários,  como objetos atravessando o caminho do carro ou enquanto o carro realiza manobras”, disse Tomer Baba , vice-presidente de algoritmos de detecção da Mobileye. “O Campo de Visão – FOV - mais amplo também permite que sistemas de manutenção e centralização de pistas lidem melhor com curvas acentuadas.”

A ZF fornece tecnologias avançadas de sensores a mais de uma dúzia de  fabricantes de veículos em todo o mundo, incluindo câmeras frontais, radar de alcance médio e completo e LiDAR. Essas tecnologias são projetadas e testadas de acordo com rigorosos requisitos automotivos e de clientes. Dessa forma, a ZF  proporciona  às montadoras a possibilidade de melhorar a segurança dos veículos e disponibilizar funções avançadas de conforto aos seus clientes.

Para carros de passeio, no curto prazo, a ZF se concentrará nos sistemas Nível 2/2 +, que utilizam tecnologias avançadas de câmera como a S-Cam4.8 e TriCam4, para as principais montadoras globais e lançará seu sistema coASSIST Nível2 +, mais acessível e disponível por menos de mil dólares com  uma grande montadora asiática no final deste ano.

Legenda da foto 1: A ZF é líder mundial no fornecimento de câmeras para  dezenas de fabricantes de veículos e agora lançará sua próxima geração de câmeras:  a família S-Cam 4.8.

Legenda da foto 2: O campo de visão mais amplo da S-Cam 4.8 tem vantagens, especialmente em curvas acentuadas ou em cruzamentos. Como mostra a imagem, um número significativamente maior de veículos é identificado e usuários de estradas como pedestres e ciclistas, são detectados. 

========================================== 

 

 



Edição anterior (2096):
quinta-feira, 06 de agosto de 2020
Ed. 2096:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2096): quinta-feira, 06 de agosto de 2020

Ed.2096:

Compartilhe:

Voltar:

Veja também:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior