Edição anterior (2180):
quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Ed. 2180:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2180): quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Ed.2180:

Compartilhe:

Voltar:


  Automóveis
Diário Automóveis
COLUNA

 

 

Contran publica requisitos para fiscalização da velocidade de veículos

Novas regras entram em vigor em 1º de novembro

 

Pedro Peduzzi - Agência Brasil - Brasília

 

A partir de 1º de novembro, entram em vigor os requisitos técnicos mínimos para a fiscalização da velocidade de veículos automotores, elétricos, reboques e semirreboques definidos pela Resolução Nº 798, publicada em setembro pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Com as medidas, o Contran, órgão vinculado ao Ministério da Infraestrutura, pretende privilegiar o caráter educativo, em vez do meramente punitivo, em suas fiscalizações ostensivas no trânsito.

A Resolução 798 apresenta regras e critérios técnicos para instalação e uso de radares fixos ou portáteis, de forma a evitar que sejam instalados em locais pouco visíveis. A norma determina que os locais em que houver fiscalização de excesso de velocidade por meio de medidores do tipo fixo sejam precedidos de sinalização, de forma a garantir a segurança viária e informar, aos condutores, a velocidade máxima permitida para o local.

Segundo o presidente do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Frederico Carneiro, o propósito das mudanças é fazer com que o condutor seja alertado do limite de velocidade da via, perceba os riscos, reduza a velocidade do veículo e, com isso, reduza as chances de sofrer acidentes.

“O que se pretende é fazer com que os limites de velocidade sejam obedecidos em vez de simplesmente multar o condutor. A fiscalização ostensiva e educativa fortalece medidas preventivas e de segurança, evitando violações de normas”, acrescentou Carneiro, em e-mail enviado à Agência Brasil.

Entre as mudanças implementadas estão também a proibição do uso de equipamentos sem dispositivo registrador de imagem; a restrição do uso do radar do tipo fixo redutor em trechos críticos e de vulnerabilidade de usuários da via, especialmente, pedestres, ciclistas e veículos não motorizados; e a publicação da relação dos trechos e locais aptos a serem fiscalizados nos sites da autoridade de trânsito com circunscrição sobre a via.
Edição: Nádia Franco

 

==========================================

Mercedes-Benz lança o SUV GLB 200 Launch Edition, de sete lugares, por R$ 299.900

Produzido no México, modelo tem como atrativos a versatilidade do interior, tecnologias de segurança e auxílio à condução, e motor 1.3 turbo de 163cv

Portal Vrum/Enio Greco
 

 O Mercedes-Benz GLB não traz ousadia em seu design, que tem formas arredondadas(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

  

A Mercedes-Benz é mais uma entre várias montadoras que observa com bastante atenção a crescente demanda por SUVs. E para aumentar seu portfólio no segmento, a marca alemã acaba de lançar no Brasil o modelo GLB na versão 200 Launch Edition, um utilitário-esportivo de dimensões generosas e sete lugares, ideal para famílias grandes. Com design mais comportado, o SUV já estava em pré-venda desde setembro e chega às concessionárias por R$ 299.900. Com muita tecnologia, o Mercedes-Benz GLB é equipado com motor 1.3 turbo e câmbio automatizado de dupla embreagem.


Fabricado em Aguascalientes, no México, o Mercedes-Benz GLB é construído sobre a mesma plataforma do Classe A e do GLA, modelo que deverá desembarcar por aqui em 2021. Com 4,63m de comprimento, 2,02m de largura, 1,66m de altura e 2,83m de distância entre-eixos, o SUV tem design robusto, com formas arredondadas, mas com pouca ousadia nas suas linhas, que são mais discretas.

 O modelo tem 4,63m de comprimento e 2,83m de distância entre-eixos(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

Na frente, destaque para os faróis full LED e a grade com fundo do tipo colmeia e duas barras paralelas vazadas que sustentam a estrela de três pontas ao centro. O para-choque tem na parte inferior os faróis de neblina e no meio o skid plate, uma referência ao estilo aventureiro. As laterais são volumosas e nelas se destacam as rodas de 19 polegadas com desenho da divisão esportiva AMG. Na traseira, as lanternas horizontalizadas com LED trazem equilíbrio ao desenho arredondado do modelo, que tem ainda um spoiler acima da tampa do porta-malas e dupla saída de escapamento.

 

 Lanternas traseiras bipartidas com LED, spoiler acima da tampa do porta-malas e duas saídas de escape(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)


ESPAÇO INTERNO Com a distância entre-eixos maior do que a do GLA, o GLB se destaca principalmente por seu espaço interno. O modelo tem três fileiras de bancos, que se movimentam individualmente, proporcionando versatilidade nas diferentes configurações. Os bancos dianteiros têm ajustes elétricos com memória. A segunda fileira é dividida na proporção 40/20/40, com encostos reclináveis. Já a terceira fileira tem dois assentos com Isofix, para fixação de cadeiras infantis, mas, de acordo com a Mercedes-Benz, ali se acomodam com relativo conforto pessoas com até 1,68m de altura. O modelo tem sete airbags, incluindo um de joelho para o motorista, e quatro assentos com Isofix. 

 

 O acabamento é sofisticado e o painel tem duas telas de 10,25 polegadas(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

Com as três fileiras de bancos montadas, o Mercedes-Benz GLB tem porta-malas de apenas 130 litros de capacidade. Com a terceira fileira rebatida e embutida no assoalho, o volume sobe para 500 litros. E com a segunda e terceira fileiras rebatidas, a Mercedes-Benz declara capacidade de 1.680 litros, mas considerando o volume até a altura do teto. O compartimento de bagagens conta com o sistema de acesso Hands Free, que com um simples movimento com o pé sob o para-choque traseiro faz com que a tampa se abra. 


E para entrar no Mercedes GLB também não é preciso tirar a chave do bolso, já que o modelo conta com sistema de reconhecimento. No lado de dentro, muito conforto e sofisticação, com acabamento feito com materiais de qualidade e detalhes em alumínio, como nas saídas de ar-condicionado. O painel conta com duas telas de 10,25 polegadas cada, uma com os instrumentos digitais e outra com o sistema multimídia, formando um cockpit bem diante do motorista, que pode comandar tudo por meio do Mercedes-Benz User Experience (MBUX). Os comandos podem ser acessados no volante, pela tela tátil, pelo touch pad no console ou por voz. Basta dizer “ei, Mercedes” para começar a interagir com o carro. O painel de controle do ar-condicionado de duas zonas se destaca pelas teclas que parecem terem sido usinadas a partir de um cilindro de alumínio sólido.

 

 O volante traz todos os comandos necessários para facilitar a vida do motorista(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

CONJUNTO MECÂNICO O motor que equipa o Mercedes-Benz GLB 200 Launch Edition é um quatro cilindros a gasolina, 1.3 turbo, que desenvolve 163cv de potência a 5.500rpm e 25,5kgfm de torque a 1.620rpm. Foi desenvolvido em parceria com a Renault e vai equipar alguns modelos da marca francesa no Brasil a partir de 2021. O propulsor conta com tecnologia de desativação de dois cilindros, dependendo da necessidade, ocorrendo de forma automática, com o objetivo de proporcionar economia de combustível. Ele é associado à transmissão 7G-DCT, automatizada de dupla embreagem, com sete velocidades, com trocas sequenciais que podem ser feitas manualmente por meio dos shift paddles atrás do volante. O modelo traz ainda o seletor de modos de condução, com as opções Eco, Comfort, Sport e Individual, que permite configurar os vários parâmetros de acordo com a necessidade do condutor.

 Com a terceira fileira de bancos rebatida, a Mercedes-Benz declara volume do porta-malas de 500 litros(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)


TECNOLOGIAS Entre os sistemas de auxílio à condução disponíveis no GLB, destaque para o assistente de manutenção de distância do carro à frente (Distronic), assistente de frenagem, assistente de manutenção e mudança de faixa, assistente de ponto cego, assistente de direção, auxílio de partida em rampa e o assistente ativo de estacionamento com sensores Parktronik. A suspensão é do tipo McPherson na dianteira e multilink na traseira. 

 

 Belas rodas de alumínio de 19 polegadas calçadas com pneus na medida 235/50 R19(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)

A Mercedes-Benz não descarta a possibilidade de trazer outras versões do GLB para o Brasil, até mesmo uma AMG, com motor 2.0 turbo de 306cv, mas a opção a diesel foi praticamente descartada. O modelo estará disponível nos 54 pontos de vendas da marca no país ainda em outubro, e a expectativa da Mercedes-Benz é comercializar cerca de 200 unidades por mês.

 O Mercedes-Benz GLB 200 Launch Edition já está a venda nas concessionárias da marca por R$ 299.900(foto: Mercedes-Benz/Divulgação)


FICHA TÉCNICA

MOTORS – Quatro cilindros em linha, 1.332cm³, potência máxima de 163cv a 5.500 e torque de 25,5kgfm a 1.620rpm
TRANSMISSÃO – Câmbio automatizado 7G-DCT com dupla embreagem
PERFORMANCE – Aceleração até 100km/h em 9,1 segundos e máxima de 207km/h
PESO – 1.630 quilos
RODAS/PNEUS – De alumínio de 19 polegadas/235/50 R19
PORTA-MALAS – 130, 500, 700, 1.055 e 1.680 litros
TANQUE – 52 litros
DIMENSÕES – Comprimento, 4,63m; largura, 2,02m; altura, 1,66; e distância entre-eixos, 2,83m
PREÇO – R$ 299.900

 

                                           =====================================

Primeiras unidades do novo Nissan Versa desembarcam no porto do Rio de Janeiro

Sedã fabricado no México foi totalmente renovado e será lançado oficialmente no dia 28, com vendas iniciadas em novembro

Portal Vrum/EG Enio Greco

A Nissan já está com tudo pronto para o lançamento do novo Versa, que acontecerá com apresentação on-line no dia 28. O sedã produzido na fábrica de Aguascalientes, no México, teve seu visual renovado e promete trazer diversos recursos tecnológicos. A montadora divulgou fotos das primeiras unidades do modelo sendo desembarcadas no porto do Rio de Janeiro, de onde seguiram para os pátios do Complexo Industrial da Nissan, em Resende (RJ). As vendas do novo Versa serão iniciadas em novembro.


De acordo com a Nissan, o novo Versa produzido no México foi adequado às especificações exigidas no mercado brasileiro. O modelo é fabricado na mesma unidade de onde saem o Kicks e o March. As mudanças visuais incluem uma nova frente, com a grade em suas seções em V, sendo a menor emoldurada por um friso cromado. Na parte inferior, entrada de ar maior com acabamento na cor preta. Os faróis são mais estreitos e se integram ao desenho da grade. O para-choque tem defletores de ar que servem de base para os faróis de neblina. O capô tem vincos marcantes, que estão presentes também nas laterais, acentuando a linha de cintura elevada.

 O sedã traz linhas mais modernas, com frente mais robusta e faróis afilados(foto: Nissan/Divulgação)


A Nissan revela que o design do novo Versa segue o conceito batizado de “Geometria Emocional”, e traz entre os itens de série e opcionais vários equipamentos de conforto e segurança. A montadora não revela quais são os itens, mas sabe-se que o modelo terá seis airbags, controles de tração e estabilidade, auxílio de partida e rampa, e possibilidades de rodas de liga leve de 16 ou 17 polegadas, dependendo da versão. A Nissan informa que o novo Versa ”vai se posicionar em uma faixa superior do segmento, ampliando a presença da marca”.

 As unidades desembarcadas foram levadas para o pátio da fábrica em Resende, no Rio de Janeiro(foto: Nissan/Divulgação)


O conjunto mecânico será composto pelo já conhecido motor 1.6, que desenvolve 114cv de potência máxima, o mesmo que equipa do Kicks. Ele poderá ser associado ao câmbio manual de cinco marchas ou ao automático do tipo CVT. O modelo deverá ser oferecido em quatro versões de acabamento, mas a Nissan ainda não revelou a faixa de preços.

 O novo Versa é produzido na fábrica de Aguascalientes, no México, e será vendido no Brasil a partir de novembro(foto: Nissan/Divulgação)


Antes de seu lançamento no Brasil, o novo Versa foi submetido a testes por mais de um milhão de quilômetros rodados por toda a América Latina. Os testes foram conduzidos pela equipe de Pesquisa e Desenvolvimento da Nissan no Brasil. Os protótipos percorreram várias regiões do Brasil e de outros países, simulando diversos tipos de situações e em condições climáticas diferentes.

 Os protótipos do novo Versa foram severamente testados em condições diversas no Brasil e em outros países da América Latina(foto: Nissan/Divulgação)

 

 =================================================



Edição anterior (2180):
quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Ed. 2180:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2180): quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Ed.2180:

Compartilhe:

Voltar: