Edição anterior (2166):
quinta-feira, 15 de outubro de 2020
Ed. 2166:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2166): quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Ed.2166:

Compartilhe:

Voltar:


  Saúde

Dieta cardioprotetora? Conheça receitas aliadas para a saúde do coração

Às vésperas do Dia Mundial da Alimentação, HCor reforça importância de uma dieta equilibrada para a prevenção de doenças cardíacas

Risoto, massa, carne de porco. Dá para comer tudo isso sem colocar em risco a saúde do coração? De acordo com a pesquisadora do maior estudo de nutrição clínica já realizado no Brasil no HCor, Ângela Bersch, a resposta é sim. E, segundo a especialista, que tem formação em Nutrição, a estratégia está justamente na chamada Dieta Cardioprotetora Brasileira (Dica BR), criada pelo Instituto de Pesquisa do HCor em parceria com o Ministério da Saúde.

Para ela, o segredo da dieta cardioprotetora é não restringir o cardápio, mas, sim, promover algumas adaptações em receitas. Tudo ingerido na medida certa, valorizando os ingredientes mais saudáveis e em porções que correspondam às necessidades diárias de cada paciente.

“A frequência no consumo de determinadas comidas precisa ser equilibrada, a fim de não aumentar os níveis de glicemia, colesterol, pressão e também o peso, considerados fatores de risco para as doenças cardiovasculares”, explica.

Pensando nisso, às vésperas do Dia Mundial da Alimentação, celebrado no dia 16 de outubro, o HCor destaca algumas receitas mais saudáveis e super saborosas, preparadas com ingredientes aliados na manutenção da saúde cardíaca. Pegue a caneta (ou tire um print de tela) para encarar a cozinha mais tarde. 

- Risoto de frango

Ingredientes:

1 colher (sopa) de óleo de soja
6 dentes de alho picados
1 cebola média ralada
500g de filé de frango temperado, cozido e desfiado em lascas
100g de ervilha congelada
½ colher (sopa) de sal
2 tomates médios sem sementes picados
1 cenoura média ralada
1 xícara (chá) de palmito fresco, cozido e picado
2 xícaras (chá) de arroz cozido
Cheiro-verde picado a gosto

Modo de preparo: 

  • Em uma panela, aqueça o óleo, frite os dentes de alho e a cebola, junte o frango e deixe dourar.
  • Acrescente a ervilha, o sal, os tomates, a cenoura e cubra com água. Cozinhe até ficar bem macio.
  • Junte o palmito e o arroz, e deixe cozinhar por mais 5 minutos.
  • Polvilhe o cheiro-verde e sirva. 

- Sopa de Capeletti

Ingredientes:

2 litros de água
100g de peito de frango sem pele
1 colher (sopa) rasa de sal refinado
4 colheres (sopa) de caldo do frango
500g de capeletti de frango
1 abobrinha pequena cortada em cubos pequenos
200g de abóbora cortada em cubos pequenos
1 colher (sopa) de salsa picada

Modo de preparo: 

  • Coloque em uma panela grande a água fria, o peito de frango, o sal e o caldo de frango. Cozinhe até o frango ficar macio e deixe esfriar.
  • Desfie grosseiramente e, nesse mesmo caldo, acrescente o capeleti, a abobrinha e a abóbora, e deixe cozinhar por aproximadamente 10 minutos, até todos os legumes ficarem macios.
  • Decore com a salsa e abóbora raladinha. Sirva quente. 

- Lombo recheado com palmito

Ingredientes:

1kg de lombo aberto em manta
Suco de 1 limão
1 colher (sopa) de gengibre ralado
3 dentes de alho amassados
½ xícara (chá) de vinagre
½ colher (sobremesa) de sal
Pimenta-do-reino a gosto
3 ½ xícaras (chá) de palmito fresco, cozido e cortado em cubos pequenos
3 tomates médios picados
3 colheres (sopa) de salsa picada

Modo de preparo: 

  • Tempere o lombo com o suco de limão, o gengibre, os dentes de alho, o vinagre, o sal e a pimenta. Coloque em um refratário, tampe com papel alumínio e leve à geladeira por 2 horas.
  • Misture o palmito, o tomate e a salsa. Distribua essa mistura sobre o lombo. Enrole e amarre com barbante.
  • Coloque em uma assadeira, regue com a marinada, cubra novamente com papel alumínio e leve para assar no forno preaquecido a 220°C durante 50 minutos.
  • Retire o papel alumínio e volte ao forno até dourar, regando de vez em quando com o molho que se forma na assadeira. 

Sobre o Dica BR

O modelo do programa é inspirado na consagrada Dieta Mediterrânea, que preconiza peixes, azeite de oliva e taça de vinho. Mas, por sua vez, o Dica BR abrange opções acessíveis à população brasileira, pensando, inclusive, nas diferenças regionais e culturais do País. Na prática, isso significa que, ao adotar a Dieta Cardioprotetora Brasileira, o paciente pode comer de tudo que está acostumado na sua região, mas de uma forma balanceada.

Nesse programa, os alimentos são divididos de acordo com o grau de processamento, nas cores da bandeira do Brasil. Sendo assim, frutas, verduras, legumes, feijão, leite e iogurte desnatado, por exemplo estão no grupo verde, de alimentos in natura ou minimamente processados, considerados os alimentos mais cardioprotetores, que só têm nutrientes bons, como antioxidantes, fibras, vitaminas e minerais.

Já o grupo amarelo reúne produtos extraídos de alimentos in natura a partir de técnicas de processamento, como macarrão, pães e óleos, que devem ser consumidos de forma moderada, por fornecer energia. As receitas de risoto de frango e sopa de capeletti, listadas acima, fazem parte desse grupo.

Por fim, o grupo azul, onde estão os alimentos processados. Nele, carnes vermelhas, ovos, manteiga e queijos, que precisam ser ingeridos em menor quantidade ao longo do dia, por causa da quantidade de gordura saturada, colesterol e sódio. A receita de lombo contém ingredientes desse grupo, portanto deve ser consumida com menos frequência.

 



Edição anterior (2166):
quinta-feira, 15 de outubro de 2020
Ed. 2166:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2166): quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Ed.2166:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior