Edição anterior (1839):
sábado, 23 de novembro de 2019
Ed. 1839:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1839): sábado, 23 de novembro de 2019

Ed.1839:

Compartilhe:

Voltar:


  Campanha

“Dó Ré Mi Social” faz campanha de doação de sangue

               

 

O Programa Dó Ré Mi Social promove mais duas ações e novamente faz a campanha de doação de sangue. No dia 25 de novembro, o grupo que canta, dança e representa estará no Banco de Sangue Santa Teresa para levar sua vibração positiva aos doadores. Este é o Dia Nacional do Doador de Sangue e a campanha vai funcionar das 7h às 18h. O Dó Ré Mi vai se apresentar também no dia 23, às 18h, no Colégio Santa Catarina, em festa beneficente promovida pela instituição, aberta ao público.

            “Antes de comemorar o Dia Nacional do Doador de Sangue, o Dó Ré Mi fará mais uma ação social abraçada por nosso programa, na Festa de Santa Catarina, em prol das creches Santa Catarina e S. José do Itamarati. É uma alegria para nossos cantores e toda a nossa equipe participar de ações beneficentes, porque levamos nossa arte e colhemos carinho, amor e reconhecimento da comunidade” –revela o maestro Leonardo Randolfo, há 17 anos à frente do grupo.

A Festa de Santa Catarina acontece no sábado, dia 23, das 13h às 21h, na quadra do Colégio Santa Catarina, na rua Montecaseros, 278, centro.  Haverá barracas com comidinhas com renda revertida para as duas creches e apresentações de crianças da Creche Santa Catarina, além do Dó Ré Mi.

BANCO DE SANGUE- O Programa Dó Ré Mi Social começou no Banco de Sangue Santa Teresa, por sua importância no abastecimento dos demais hospitais de Petrópolis. No dia 25, às 9h, o grupo estará lá oferecendo emoção e positividade aos doadores. Os cantores participam da campanha de doação de sangue nas redes sociais, @oficialdoremi no instagram e facebook, usando a hastag #doesanguedoevida.  

            IMPORTANTE- Quem vai doar sangue no HST não paga estacionamento, com direito a lanche. É necessário documento oficial com foto, estar em boas condições de saúde, pesar no mínimo 50 Kg e sem uso de bebida alcoólica nas últimas 12 h; após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3h para a doação.

Vinícius Pereira, da Captação de Doadores, destaca que os “homens podem doar de 2 em 2 meses e as mulheres de 3 em 3 meses, de 16 a 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido realizada até os 60 anos”. Os menores de idade precisam de autorização e presença dos pais. É importante que o doador não tenha contraído hepatite após os 11 anos de idade; se fez tatuagem ou piercing, aguardar 12 meses –exceto região genital e língua, 12 meses após a retirada; se fez endoscopia são 6 meses; não ter tido gripe nos últimos 7 dias; não ter tido sífilis, doença de chagas ou Aids; não ser diabético; recomendado consultar a equipe em caso de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Segundo Eliane Custódio Azevedo, do mesmo setor, a necessidade atual “é de 70 bolsas de sangue diárias, mas não captamos tudo isso, daí fazermos campanhas”. O Hospital Santa Teresa fica na rua Paulino Afonso, 477, Bingen, e o Banco de Sangue funciona diariamente das 7h às 18h, inclusive em feriados. Tel: 2245-2324/ 99269-4335.

 



Edição anterior (1839):
sábado, 23 de novembro de 2019
Ed. 1839:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (1839): sábado, 23 de novembro de 2019

Ed.1839:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior