Edição anterior (2018):
quarta-feira, 20 de maio de 2020
Ed. 2018:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2018): quarta-feira, 20 de maio de 2020

Ed.2018:

Compartilhe:

Voltar:


  Educação

Educa em Casa: dicas e orientações para os pais de crianças com deficiência

Um link para acessar a página está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).


 Dicas sobre rotina, como conversar com as crianças sobre o coronavírus e atividades em família são apenas alguns assuntos que recebem destaque na plataforma Educa em Casa, na parte que está sendo abastecida pelo Departamento de Educação Especial. O endereço eletrônico, criado sem custos pelo poder público para oferecer conteúdos pedagógicos para os alunos da rede municipal enquanto as aulas estiverem suspensas – devido as ações de prevenção da doença – já tem mais de um mês de funcionamento e um dos destaques é justamente a Educação Especial. Um link para acessar a página está disponível no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br).

“É um diferencial da plataforma. O conteúdo está sendo abastecido semanalmente e com muitas dicas interessantes para os pais e responsáveis que também estão se adaptando nesse momento delicado que estamos vivendo. Agradeço a equipe da Educação Especial pelo carinho e empenho com a plataforma”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Na parte de Educação Especial, o site apresenta os tópicos: "Para saber mais" - com relatos de experiências em tempos de coronavirus, além de sugestões de atividades para serem feitas em família como a construção da linha do tempo e contação de histórias. As atividades nesse quadro são divididas em: Anos Iniciais, Anos Finais e Educação de Surdos.

Existe ainda a pasta "Formação" com textos sobre aprendizagem e atividades psicomotoras e, ainda, a parte da "Leitura em casa" com livros disponíveis como - "Os Dez Amigos", de Ziraldo; "Era uma vez um gato xadrez" de Bia Villela e "O coelho sem orelhas", de Kalus Baumgart e Til Schweiger.

Atendimento Educacional Especializado é outro assunto abordado na página da Educação Especial e traz conteúdos sobre recursos que visam contribuir para o desenvolvimento de habilidades transitando entre o saber escolarizado e o saber cotidiano. Além disso há um espaço dedicado a orientação para os pais, com dicas sobre higiene, fortalecimento de laços familiares e saúde mental.

“Durante este período, com as aulas suspensas é importante criar uma nova rotina em casa com os filhos mantendo uma agenda diária, com horários para dormir e acordar, para as alimentações e banho, de modo que as crianças percebam que essa não é uma pausa de férias comum. Ao sugerirmos as atividades, além de fortalecer a questão pedagógica, apontando tarefas comuns que possam ajudar no desenvolvimento do senso de responsabilidade da criança. Sempre com o familiar o incentivando, ajudando, orientando”, explica a secretária de Educação, Marcia Palma.

Entre os pontos destacados no Educa em Casa, um texto motivacional:

“Falando de sentimentos com os filhos em tempo de pandemia”

“Caros pais, estamos todos em casa, oportunidade de nos aproximar ainda mais dos filhos e com isso, nossas relações podem ficar mais intensas. Algumas famílias conseguem lidar bem com essa proximidade sem conflitos, não se sentem sobrecarregadas e administram bem suas emoções. Já outras apresentam menos habilidades, sentem medo, insegurança, diante do que estamos vivendo, ficando tristes e irritadas.

A fonte para qualquer convivência harmoniosa em família é a capacidade de sabermos lidar com nossos sentimentos e emoções e também com os sentimentos e emoções do outro.

Nomear sentimentos é o primeiro passo para que possamos perceber e verbalizar sobre nossas emoções, pois haverá, assim, a possibilidade de agir com eficácia em qualquer circunstância”

É hora de conversar!

É o momento para dialogar com os filhos sobre o que estamos sentindo. Abram seus ouvidos, sintam as palavras com seu coração e acolham os sentimentos da criança. Validar o que ela sente é desenvolver o sentimento de segurança; isso amenizará qualquer tipo de angústia ou medo que ela possa ter.

Falem dos seus sentimentos também, sejam sinceros, com vocês e com seus filhos. A troca fortalece e aproxima a todos. Este momento será único e estarão construindo um elo de confiança entre vocês, desenvolvendo o sentimento mais lindo: O AMOR.

Então vamos lá...

Para saber...

As emoções básicas, segundo a Educação Emocional Positiva são:

ALEGRIA - TRISTEZA - RAIVA - MEDO - AMOR – NOJO

Vale destacar que o Educa em Casa também apresenta jogos, sugestões de leitura e projetos separados por tópicos: Educação Infantil, Ensino Fundamental, além da Educação Especial. 



Edição anterior (2018):
quarta-feira, 20 de maio de 2020
Ed. 2018:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2018): quarta-feira, 20 de maio de 2020

Ed.2018:

Compartilhe:

Voltar:








Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior