Edição anterior (2166):
quinta-feira, 15 de outubro de 2020
Ed. 2166:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2166): quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Ed.2166:

Compartilhe:

Voltar:


  Estado
 

Educação estadual terá aprovação automática em 2020

Portaria foi publicada ontem pela Seeduc, no Diário Oficial do Estado

Wellington Daniel

A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc) publicou uma portaria no Diário Oficial de ontem (14) que estabelece a aprovação automática para os alunos da rede estadual. A medida, de caráter excepcional, prevê que alunos que participaram das atividades remotas realizadas no período de pandemia não podem ser reprovados, independente da nota.

Com a medida, as escolas da rede estadual darão aos alunos do 3º ano do Ensino Médio a oportunidade de regressar no ano letivo de 2021 para a realização de atividades de reforço. Estudantes de outras séries poderão contar com o Programa de Correção de Fluxo.

Além disso, a portaria também determina o fim do ano letivo para 22 de dezembro. Não haverá a divisão por bimestres. Neste caso, será feito um bloco único, denominado de “Ciclo de Aprendizagem”. Os alunos serão avaliados em uma única nota, de 0 a 10, a partir de atividades realizadas ao longo de todo o ano letivo, seja de forma presencial ou remota.

O Diário procurou o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe) sobre esta questão, mas não obteve retorno até o fechamento. Em uma entrevista sobre o Dia dos Professores, a professora da rede estadual, Cíntia Diel, criticou, em certo momento, a medida anunciada.

- Vi a notícia que haverá a aprovação automática. As turmas já estavam muito vazias, com exceção, talvez, do terceiro ano que possui mais alunos. Agora, estamos começando a pensar em unir essas turmas. Teve dias que os professores estavam dentro da sala de aula e não apareceu um aluno. Acho que com isso vai piorar, infelizmente – afirmou. 

Evasão escolar

Neste período de pandemia, uma grande preocupação dos profissionais ligados à educação é em relação a um possível aumento da evasão escolar. Dentro disso, o secretário estadual de Educação, Comte Bittencourt, afirmou em um comunicado divulgado a imprensa que a Seeduc trabalha em um “esforço, sem precedentes” para evitar que isso ocorra.

- Estaremos trabalhando com a política do “nenhum aluno a menos”, em um esforço, sem precedentes, contra a evasão escolar. As unidades escolares mobilizarão todos os recursos disponíveis na comunidade, no que estamos chamando de “busca ativa” daqueles alunos que não apresentaram vínculo com a escola na maior parte do ano. O esforço também estará na articulação com os equipamentos públicos que compõem a rede de proteção social para resgatá-los neste ano e no próximo – disse o secretário.

A Prefeitura também afirmou que a rede municipal já realiza um trabalho de acompanhamento, reconhecido pela Unicef, através do programa “Busca Ativa Escolar”. Neste período de pandemia, o município disse que a Secretaria de Educação conta com o apoio das equipes gestoras no monitoramento dos alunos e da própria plataforma Educa em Casa. 

Retorno

A Seeduc também divulgou que as aulas presenciais do 3º ano do Ensino Médio e do quarto ciclo da Educação de Jovens e Adultos (EJA) retornarão a partir do dia 19, para os alunos que assim optarem. No entanto, em Petrópolis, ainda não há esta liberação, já que a pasta segue aquilo que o município determina. Em nota, a Prefeitura disse que ainda não há data prevista para o retorno das atividades presenciais.

- As aulas presenciais só retornarão em Petrópolis quando houver certeza de um ambiente seguro para toda a comunidade escolar, levando em consideração a segurança de alunos e profissionais, atendendo todos os protocolos de segurança e as questões pontuadas pelo Grupo de Trabalho formulado com o objetivo de preparar os protocolos necessários para o retorno – informou a nota.

Para o município, a Secretaria Municipal de Educação tem estudado as formas como serão feitos os ajustes nas formas de ensino e calendários. Os alunos de anos de terminalidade farão avaliações de habilidades básicas, de forma remota, para que possam avançar na escolarização.



Edição anterior (2166):
quinta-feira, 15 de outubro de 2020
Ed. 2166:

Capa

Compartilhe:

Voltar:

HOJE

Edição anterior (2166): quinta-feira, 15 de outubro de 2020

Ed.2166:

Compartilhe:

Voltar:







Rua Joaquim Moreira, 106
Centro – Petrópolis – RJ
Cep: 25600-000

ABRAJORI – Associação Brasileira dos Jornais do Interior